quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

Devassa da vida privada na net

"O pirata informático que revelou a nudez da atriz Scarlett Johansson na internet foi condenado, esta terça-feira, a dez anos de prisão. Em Portugal, a ação não ficaria impune, mas a pena não passaria de dois anos".


Dois anos. Alguém pode massacrar outro alguém na internet e apenas pagaria com uma pena de dois anos, provavelmente pena suspensa. Fico revoltada com estas coisas. Se há coisa que a nossa Justiça é, é branda. 

Há crimes que me metem nojo, e este é um deles. Metem-se com pessoas que nem conhecem, expõem as pessoas, achincalham-nas. E pelos vistos isso é considerado um crime menor. Menor para quem? Para quem sofre, não é menor de certeza.

Já todos ouvimos falar de pessoas que se suicidam por terem sido ridicularizadas na internet. Já é altura de percebermos que crimes na internet são crimes como os outros. Merecem penas severas, que é para os idiotas que ousam fazer estas coisas escondidos pelo anonimato começarem a ter medo.

18 comentários:

  1. Independentemente do meio, quem faz mal, tem que pagar, ponto. Mas, mas nem sempre é assim, infelizmente.

    ResponderEliminar
  2. Que grande verdade!
    Aliás quantos não são os que andam por aí a vagabundear quando mereciam estar na cadeia? É triste...

    ResponderEliminar
  3. Há ainda muitos crimes considerados crimes menores quando não o são!
    vidademulheraos40.blogspot.com.

    ResponderEliminar
  4. Sim, pode meter nojo. Mas há crimes bem piores, como a pedofilia. E aqui em Portugal é esse tempo de prisão que eles apanham!!

    ResponderEliminar
  5. A justiça no nosso país é cega, surda e muda, tal como a música da Shakira

    ResponderEliminar
  6. É terrível mas sempre que leio estas coisas fico a pensar pq q as celebridades ainda deixam fotografias nuas nos seus computadores! :p

    ResponderEliminar
  7. Ora aí está! Não sei se é verdade mas já ouvi dizer que agora ofensas no Facebook dão direito a processo e indemnização! Acho bem, porque chegamos a um ponto que toda a gente adora opinar (de forma ofensiva preferencialmente) sobre tudo.

    ResponderEliminar
  8. Mesmo, mesmo.
    Para mim esse tipo de coisa também são insuportáveis.
    Olha recebi o meu primero selinho, fiquei muito contente, e tenho para te dar se quiseres...eu gostaria muito, uma vez que me é muito especial...
    Obrigada

    ResponderEliminar
  9. Infelizmente hoje em dia a internet ainda permite muita gente andar a cometer crimes, que é mesmo esse o nome da coisa, camufladas. Houvesse mais destes casos mesmo para ver se o anonimato começava a desaparecer aos poucos...

    ResponderEliminar
  10. Vou-te ser sincera: alguma vez fez-se justiça nalgum caso importante???? Não conheço nenhum e muito menos em Portugal por isso... nada me espanta!

    ResponderEliminar
  11. ui tu não digas isso ao machinho sensível!! lol

    ResponderEliminar
  12. S*, não percebo de onde conclui que provavelmente seria pena suspensa, dado que há requisitos legais para suspender o cumprimento de uma pena, a averiguar em cada caso concreto ;)

    Quanto ao post em sim, muito bem aplicada a pena, está mais do que na hora de começar a punir os crimes cometidos por via da internet! Apesar de certas dificuldades, há casos relativamente simples!

    ResponderEliminar
  13. Seja por crimes na internet seja por outro tipo de crimes bem mais graves a nossa justiça é branda sim, é tudo uma questão de um bom advogado, é aquela situação roubas um polvo num supermercado que tens fome és logo condenado desfalcas milhões e andas para aí a arrastar processos que acabam por não dar em nada.

    ResponderEliminar
  14. ...mas como ter privacidade fazendo fotos nua? Não sabia que algum hacker espertalhão iria bisbilhotar??

    ResponderEliminar
  15. Perspicaz, acho que há aqui uma troca qualquer... Bem sei que é imprudente passear-se com uma maço bem farto de notas na mão, porque pode aparecer algum larápio e roubar-mos. No entanto, isso não tem nada de mal, não crime. Já roubar...

    Posto isto, gostar de tirar fotos sexys ou o que quer que seja não é o condenável mas sim o facto de haver quem se sinta no direito de invadir a privacidade alheia, só porque sim ou munido desse grande argumento que é o facto de se tratar de uma figura pública.

    ResponderEliminar
  16. São coisas gravíssimas...não entendo a mão leve com que são tratadas. quando manchado o nome de uma pessoa nem com lixivia se limpa (dizia a minha avó) e quando caluniado?

    ResponderEliminar