quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Sobre o Orçamento para 2013...

Se fosse solteira, emigrava.

Amo o meu país, mas cansa ter de viver em austeridade.

48 comentários:

  1. Já tinha saudades de vir ao teu blog S :)
    Olha eu por mais que goste de Portugal sinto que deixou à muito de dar aos portugueses o que precisam. E eu, antes de ser de portugal, sou do mundo.

    ResponderEliminar
  2. Eu faria o mesmo se não fosse as minhas as minhas filhas.
    Só os dois sem medos, melhor que isto, não devia de ser difícil.

    ResponderEliminar
  3. Eu não quero voltar a sair daqui... Sei que está dificil, que as condições estão horríveis, mas também com a quantidade de pessoas que já não têm emprego e o número enorme de idosos que há no país, quem vai trabalhar para pôr o país em pé de novo se nós, jovens, formos embora? Sei que ainda há muito para sofrermos, já tentei a táctica de pirar-me daqui e só voltar quando as coisas melhorassem mas para além de me sentir super egoísta a fazer isso e de sofrer por estar fora, vi que as coisas não estavam realmente a melhorar. Abandonar Portugal é definitivamente a melhor solução pessoal, mas nunca será a melhor opção para o nosso país. Vamos ficar e lutar, e acreditar que um dia tudo isto serão só memórias!

    ResponderEliminar
  4. E porque não irem os dois?

    Cá em casa já disse que se tiver de ser vamos os dois.

    ResponderEliminar
  5. Estive 6 anos fora e nem por todo o dinheiro do mundp voltaria a abandonar o meu "cantinho"! É tão bom estar em casa com todos os que nos amam! Isto ha-de mudar e também depende de nós! Beijinhos*

    ResponderEliminar
  6. Nem toda a gente se queixa....
    Aguenta Aguenta como diz o gajo do BPI e se alguem pensa que lá fora é a arvore das patacas...santa teresinha....Há 15 dias estava em londres em serviço e encontrei um colega da Universidade, de outra area, com mestrado, que estava a fazer mudanças e era pago a hora!Das**
    Ele ficou envergonhado!!!!! e eu paguei-lhe um jantar DECENTE e no fim fartamo-nos de RIR.

    Rasputine

    ResponderEliminar
  7. Já ouvi falar e não nos espera boa coisa, não....

    ResponderEliminar
  8. Não podem emigrar os dois? Isto não quer dizer que a queira ver pelas costas:):):)

    ResponderEliminar
  9. Eu e o meu marido emigrámos. Não é fácil, as saudades da família e dos amigos (e do sol, e da comida) são mais que muitas, mas acredito cada vez mais que foi o melhor que fizemos...

    ResponderEliminar
  10. Se o meu homem fosse mais jovenzinho, também íamos.

    ResponderEliminar
  11. Exatamente o que eu, solteirona, estou a pensar fazer.

    ResponderEliminar
  12. eu ainda não exclui essa hipotese.
    aliás nós aqui em casa não excluimos.
    acho que nunca é tarde para arriscar. o namorado já assume melhor as mudanças e está com a mesma ideia. é só surgir a oportunidade.

    ResponderEliminar
  13. Isto está assustador,mas com o meu percurso de vida (tenho 59 anos),já sou cota mas gosto de si,vamos dar a volta,vai ser muuuito dificíl,mas no fundo do poço...só resta SUBIR!A minha filha tinha uma proposta para ir para fora,mas as filhas fizeram com que ficasse!

    ResponderEliminar
  14. e porque não emigrarem os dois? pelo que percebo o teu namorado também não tem um emprego de sonho... eu e o meu namorado já pensamos muitas vezes nisso, apesar de ele estar prestes a entrar para os quadros... neste país não temos futuro. podemos até nos safar para o dia a dia, mas para o futuro... nhe...

    ResponderEliminar
  15. E porque não emigram os 2?
    Sei que não é fácil, falo por experiência própria. Deixar Portugal custou e ainda custa muito, mas teve que ser. Nós 2 queríamos uma vida, tivemos que vir atrás dela. Pode ser egoísta (como já li por aqui), mas foi a hipótese que nos restou. É certo que o país precisa de gente, mas as condições têm que estar garantidas, o que já não acontece.
    Por isso, se for uma coisa que vocês 2 queiram, arrisquem, vais ver que vai valer a pena.

    Beijinhos**

    ResponderEliminar
  16. é só o que dá vontade, realmente :S

    ResponderEliminar
  17. Não há dia em que não pense nisso...

    ResponderEliminar
  18. Se fosses solteira? Então mas não és? Ai sua bandida! Deste o nó e não partilhaste com a malta! :p

    ResponderEliminar
  19. Se não tivesse o meu filho era uma hipótese... Vou tentando acreditar que as coisas vão melhorar...

    ResponderEliminar
  20. mypersonalstyle, tento ter a mesma fé.

    ResponderEliminar
  21. A austeridade cansa? A sério? Já não vais sair para comprar decorações de Natal para enfeitar a casa toda? T-o-d-a?

    É, há muita austeridade quando se pensa nos impostos e cortes, mas depois esturra-se dinheiro em luzinhas e bonecos suficientes para enfeitar a casa toda durante um mês.

    Se calhar a austeridade não é assim tão grande para todos nós.


    VN

    ResponderEliminar
  22. Se me permites um conselho... Não te inibas por isso! Eu já passei por essa situação e arrependi-me por não o ter feito.
    Quando o amor é verdadeiro supera tudo e a distância física não precisa de ser para sempre.

    ResponderEliminar
  23. sim, tb já o afirmei mtas vexzes que se não tivesse filhos nem nada que me prendesse aqui emigrava com toda a certeza., porque o nosso país está impossível. ninguém faz vida cá...

    ResponderEliminar
  24. Eu digo assim: se fosse mais nova e tivesse mais estudos emigrava sem dúvida, nunca gostei muito de Portugal mas agora ....enfim.

    ResponderEliminar
  25. Eu sou solteira mas tenho responsabilidades que me prendem em Portugal...

    ResponderEliminar
  26. Acho que já faltou menos para ir daqui para fora. A única coisa que custa mais é mesmo a família ficar cá.

    ResponderEliminar
  27. Sabes qual é o meu receio S*?? Que a decisão de emigrar deixe de ser uma escolha. Gosto muito do meu país mas muitas vezes acho que já não falta muito mais para que emigrar passe a ser uma necessidade. E isso sim é que é mau.

    ResponderEliminar
  28. E porque não emigras tu e o teu moço? Acho que não é impedimento seres " nãosolteira". Acho que para arriscar é agora e não depois. beijinho

    ResponderEliminar
  29. Se fosses solteira porquê? Há-de ser um processo menos custoso e solitário se forem os dois e tiverem a companhia um do outro, não? :)

    ResponderEliminar
  30. Sinceramente cada vez mais emigrar passa a ser uma necessidade. Infelizmente é assim, para muitos já não é simplesmente uma escolha. Eu não quero emigrar, que não quero, mas se não tiver uma oportunidade aqui (e já nem falo na minha área) não vou ficar à espera que as coisas me caiam do céu e vou mesmo ter que sair. Pelo menos se calhar lá fora tenho uma vida um bocado melhor apesar de todas as dificuldades.

    ResponderEliminar
  31. Meninas, porque ele não tem espírito para emigrar. :)

    ResponderEliminar
  32. S*, só comentei com base num post do dia 24. Li-o mal, foi?

    Bom, há coisas que não são para entender mesmo.

    VN

    ResponderEliminar
  33. VN, é que só pode estar a brincar. Nunca disse que vivia na penúria, por isso não invente dramas onde não existem. No entanto, também não vivo de forma desafogada e tenho o direito de me queixar, como qualquer pessoa.

    Querer comprar enfeites natalícios é sinónimo de ter dinheiro? Só se for na sua cabeça.

    ResponderEliminar
  34. S*, se a austeridade cansa e incomoda é porque te afecta, não? E como não fui eu que me queixei, acho que não fui eu a trazer dramas para a conversa.

    Querer comprar coisas não é sinónimo de ter dinheiro; sair para as comprar é. E atenção que não digo que seja preciso ter muito dinheiro, só dinheiro suficiente para coisas supérfluas.
    Mas afinal só disseste que querias, foi? Não disseste que estavas ansiosa pelo final do mês para ires comprar enfeites para a casa toda?...

    Olha, sabes que mais, desculpa, sim? Gasta lá o dinheirinho em enfeites natalícios e no que mais quiseres e queixa-te da austeridade à vontade também. A mim tanto me dá lol

    Só não percebo bem estas incoerências, mas também não vale a pena gastar a cabeça com elas, realmente.

    VN

    ResponderEliminar
  35. e porque não emigram? como se emigrar fosse a coisa mais fácil do mundo. Emigrar não é só comprar um bilhete de avião à maluca.
    Conheço tanta gente que emigrou e que está ilegal e a viver mal...

    ResponderEliminar
  36. Olha eu ando a pensar nisso... mas vamos os dois!

    ResponderEliminar
  37. Adorei, eh eh.Eu já estou na frança á um ano.Apesar de gostar de portugal. Tenho saudades...

    ResponderEliminar
  38. Pois eu sou solteira, sem filhos, tenho uma profissão onde seria possível trabalhar noutro país e estou cansada de ouvir dizer que por estes motivos é que devia ir. A mim parece-me que seria bem mais fácil ir um casal! E caramba, tenho direito a querer viver no meu país!

    ResponderEliminar