sexta-feira, 9 de novembro de 2012

Odiozinho de estimação

Se há coisa que me enerva são os recibos verdes. Os falsos recibos verdes. São uma falta de respeito pelo trabalhador, que paga uma boa maquia para poder trabalhar. Hoje em dia é prática muito comum, e quando até o Estado os utiliza não há forma de os combater. 

Felizmente nunca trabalhei a recibos verdes, mas imagino que seja desmotivante para qualquer trabalhador ter de passar recibo. Já para não falar da precariedade. 

38 comentários:

  1. Recibos esses que só beneficiam o patrão. Que trabalhando o mes completo depois só declaram meio mês, ou as vezes nem isso, porque o patrão lhes disse que os está a beneficiar assim... enfim!

    ResponderEliminar
  2. conheço quem o passa e quem receba 350 euros e tenha de descontar 124€, é uma vergonha!

    ResponderEliminar
  3. Trabalhei a recibos verdes (desses falsos) por 550€. Felizmente na altura estava isenta, não tinha de fazer nenhum tipo de desconto, senão era impossível. A empresa em questão teve este ano lucros gritantes, pudera! Com o que poupam nos encargos com os funcionários que exploram, porque tudo o que se fazia era pouco pare eles, não deve ser muito difícil. O nosso Estado é um exemplo de merda, pronto já disse.

    http://alguemquemecale.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  4. Deve ser mesmo muito desmotivamente. Um roubo!

    ResponderEliminar
  5. Já tive nessa situação, no meu segundo emprego e foi uma experiência muito desagradável :(

    ResponderEliminar
  6. È terrível...eu trabalho a recibos verdes... neste caso justifica-se mas em tempos ido era um falso recibo verde e é péssimo... se faltas descontam-te o dia o que significa que por vezes vais te arrastar com 39º de febre para o trabalho... já para não falar que se um dia o chefe acorda mal disposto pode-te dizer...amanhã não trabalhas mais!!

    ResponderEliminar
  7. Eu já estive anos a recibo verde mas depois fizeram-me um contrato. A parte boa dos recibos é que não descontas IRS se não ultrapassares 10.000€ anuais de rendimentos. Mas tens que pagar mais Segurança Social (29.5%) e além disso não tens direito a férias e outras regalias. No meu caso havia a perspectiva de um contrato, mas caso não houvesse, nunca me teria metido nisso!

    ResponderEliminar
  8. Acho que já detesto mais os "falsos impostos..."

    ResponderEliminar
  9. A minha mãe está a trabalhar a recibos verdes e é ridículo a quantidade que querem que ela desconte. Desconta para a seg social e se ficar desempregada não há subsídio de desemprego. É completamente ridículo e injusto!

    ResponderEliminar
  10. Eu já trabalhei há uns anos atrás e tenho vários amigos e conhecidos nesta situação. E com a carga de impostos nesta modalidade alguns estão a repensar bem na vida.
    Beijinhos grandes.

    ResponderEliminar
  11. na empresa onde trabalho existem varios e à muitos anos, e é triste bem triste :/ mas tendo em conta a crise [a culpada de tudo por estes dias, puf ] estes "meus" falsos revibos verdes aguentam porque sem eles estavam desempregados pelo menos por aquela empresa

    ResponderEliminar
  12. Digo-te eu na primeira pessoa; é uma tristeza; é aviltante; é desonesto, é roubo!

    ResponderEliminar
  13. Eu encontro-me nessa situação há quase 12 anos, e para o estado :( É completamente frustrante, inseguro e e muito, mas mesmo muito precário. Com o OE2013 ainda vai ficar pior, quase que pagamos para trabalhar

    ResponderEliminar
  14. Hoje em dia com ou sem recibos verdes é sempre precário!
    Bj S

    ResponderEliminar
  15. Ui o assunto dava-me pano para mangas...É um sistema tão injusto tão injusto mas tão injusto que às vezes dá vontade de ficar mas é em casa porque na realidade paga-se para trabalhar.

    ResponderEliminar
  16. Também concordo.Deve ser muito mau trabalhar a recibos verdes.

    ResponderEliminar
  17. e da insegurança. eu nunca trabalhei sem ser a recibos :( é a porcaria de país que temos...

    ResponderEliminar
  18. Também os considero injustos. Pagar para trabalhar!

    ResponderEliminar
  19. Eu trabalho com recibo verde e no estado, prometem acabar com isto há que tempos, mas acções nem vê-las. È uma vergonha e o estado deveria saber dar o exemplo mas infelizmente é o pior.

    ResponderEliminar
  20. Foi por isso que sai no meu antigo trabalho. Quando fiz um ano de recibos verdes e iria começar a fazer descontos "bazei", não me iria compensar trabalhar!!!

    Bjokas

    ResponderEliminar
  21. Felizmente também nunca trabalhei a recibos verdes... Deve ser muito desmotivador! Beijinhos*

    ResponderEliminar
  22. Anos e anos minha querida, estive eu a recibos verdes e no meio, quase dois meses desempregada sem qualquer tipo de apoio...

    ResponderEliminar
  23. Dei isso este ano em Direito do Trabalho e digo-te, eles ganham mesmo muito em colocar trabalhadores a recibos verdes. É uma vergonha e uma prova de que cada vez se trata mais os trabalhadores como mera mercadoria.

    ResponderEliminar
  24. Isto não é um odiozinho, isto é um grande ódio.

    ResponderEliminar
  25. Eu já trabalhei a recibos verdes. Verdadeiros, dava uma formação, recebia. Só que quando juntávamos tudo o que recebia era muito pouco!

    ResponderEliminar
  26. Estou a iniciar essa actividade. Estava em Estágio Profissional, querem-me lá a tempo inteiro (40h semanais) mas o BOSS não faz contrato, e não é ponto negociável, apesar de a minha gerente estar sempre a pressioná-lo para.. Por acaso ainda não tenho que descontar para a SS porque é o meu primeiro ano! Mas já avisei que no fim da isenção ou me põe contrato ou então vou-me embora, porque não vou andar a pedir ajuda aos meus pais para andar a trabalhar. O que me responderam? "Também já não recebo o que recebia, não está fácil"!! Enfim!!!

    ResponderEliminar
  27. Mas esse é o pão nosso de cada dia e uma das muitas formas de precaridade.
    Aliás a precaridade também é pão nosso de cada dia.

    ResponderEliminar
  28. Enquanto tu trabalhas, o estado está sentadinho de bolso aberto a receber.

    ResponderEliminar
  29. os recibos verdes são a única forma de muita gente trabalhar hoje em dia, infelizmente para o trabalhador, felizmente para o empregador :/

    ResponderEliminar
  30. Been there! Durante 1 ano, até que disse que queria contrato, porque iria terminar a minha isenção de pagamento das contribuições para a SS. Mas pagaram-me férias, subsídio de férias e natal. Nisso não me posso queixar.
    Eu não condeno os recibos verdes, eu condeno os falsos recibos verdes! Já estive a recibos verdes enquanto advogada e aí sim foram "verdadeiros".

    ResponderEliminar
  31. Eu trabalho a recibos verdes, desses pouco verdadeiros. :(

    ResponderEliminar
  32. Eu já trabalhei a recibos verdes e jurei para nunca mais...
    Aquilo só trás trabalhos... :S

    ResponderEliminar
  33. Eu trabalho há 5 anos e sempre a recibos. Na minha área praticamente só se trabalha assim! É desgastante e muitas vezes perde-se aquele brio. É um tema que já quis abordar num post mas acabo sempre por não escrever de tão mal disposta me deixa.

    ResponderEliminar