quinta-feira, 22 de novembro de 2012

Odiozinho de estimação

Discursos que deitam abaixo as profissões tidas como supostamente menores. Parece que só as profissões intelectuais é que têm valor, como se o trabalho mais braçal não custasse a sair do corpo.

Sim, existem profissões mais valiosas... mas todas têm o seu valor. 

Lembrem-se: se não fosse o senhor que varre o lixo ou o senhor que limpa os esgotos, vivíamos todos no meio da merd*.

50 comentários:

  1. Verdade S*
    Se não fossem essa pessoas queria ver muitos a limpar as fossas...
    Ah que valorizar cada trabalho e cada profissional, afinal de contas somos todos Profissionais seja com canudo ou sem ele!!!
    Bjs

    ResponderEliminar
  2. TÃO verdade !! É qe nao podia concordar mais.

    ResponderEliminar
  3. Mesmo, eu costumo dizer que não podemos ser todos doutores nem empresário e que precisamos todos uns dos outros, mas infelizmente ainda existe quem aparte as pessoas por ter profissões mais simples mas de muita importância para a nossa sociedade.

    ResponderEliminar
  4. Mas são essas as profissões desvalorizadas.

    ResponderEliminar
  5. "Discursos que deitam abaixo as profissões tidas como supostamente menores."

    "Sim, existem profissões mais valiosas"

    Meio contraditório, nao? Just saying...

    ResponderEliminar
  6. Anónimo das 14:02, a sério, isso é mesmo só implicância e fica-lhe mal, faz figura de pateta.

    Todas as profissões têm valor, mas obviamente que não podemos dizer que um médico não é mais importante para a sociedade do que, sei lá, alguém que faça design de tapetes. Ambos têm valor, mas um é determinante para a sociedade e o outro não.

    ResponderEliminar
  7. Eu diria que não há profissões mais valiosas no que toca ao valor do trabalho, mas sim no que toca ao valor que o mesmo tem para a vida em sociedade.

    ResponderEliminar
  8. Também me irrita verdadeiramente, mas o que me deixa mesmo furiosa é quando tratam as pessoas como inferiores em virtude da profissão que tem!

    ResponderEliminar
  9. É isso mesmo, S*. Todas as profissões são importantes. E acho que essas mais braçais são mal remuneradas. Mas valoriza-se mais o esforço intelectual do que o físico...

    ResponderEliminar
  10. Nada mais verdade!
    Todos t~em o seu lugar e todos têm importância.

    ResponderEliminar
  11. Concordo! até porque nunca vi tanta soberba como em Portugal, um país onde 5,2% da população ainda é analfabeta e onde há 'dótores' à custa de créditos!

    Há uns tempos contaram-me que uma certa senhora exigiu ser tratada por doutora porque, e cito" senhora é a minha empregada!" Ai que pena eu não ter estado presente, porque dizia-lhe que: se não fosse a Senhora (com S maiúscula), a doutora (com d minúscula) tinha que limpar a sua própria merda, certo???

    Já agora: quem tem uma licenciatura é licenciado; doutores e doutoras são os que têm doutoramento. Enfim...

    ResponderEliminar
  12. normalmente esse tipo de discurso surge da boca de pseudo-intelectuais sem noção da realidade.

    Daqueles que troça de um trolha mas não se lembra que sem ele vivia em tendas de campismo; que troça do padeiro, mas não se lembra que todas as manhãs o pão não aparece na mesa por obra e graça do senhor.

    Gente desta pode ter os cursos que quiser, os doutoramentos todos que conseguir pagar, mas nunca será um cidadão respeitado e respeitador.

    ResponderEliminar
  13. Nem todos podem ser doutores e engenheiros! Precisamos do canalizador e do padeiro!

    ResponderEliminar
  14. Conheci uma pessoa que era assim. Dava muito valor a imagem que um emprego com status dava. Para ela fora de questão profissões como trolha, mulher a dias etc... Isso irritava-me profundamente. Um dia perguntei-lhe o que ela faria se não houvesse empregadas de limpeza para lhe limpar a casa, ou trolhas e canalizadores para fazer e arranjar casas entre outras coisas. E disse-lhe o que referiu no post. Todas as profissões são úteis e necessárias não podemos ser todos economistas, engenheiros, gestores, etc porque senão quem fazia os chamados trabalhos mais humildes. Ainda bem que há quem o faça e devemos valorizar essas pessoas. No meu circulo de amigos há varias profissões. Engenheiros, professores, sociologos, auxiliares de acção médica ou educativa etc... Para mim são todos iguais. Cada qual com a sua função no mundo do trabalho claro que agora temos muitos desempregados mas isso é outra história.
    Beijinhos grandes.

    ResponderEliminar
  15. Em portugal o analfabetismo reinou muitos anos, e isso fez com que valorizassemos em demasia as profissões ditas intelectuais. Elas eram algo acessivel só a muito poucos mesmo, só que do 8 fomos para o 80 e começou a criar-se a ideia de que todos nós terriamos de ser "álguem" na vida e ser álguem era ter um diploma universitário desprezando todas as outras profissões. Felizmente acho que as mentalidades estão a abrir-se e finalmente estamos a perceber que fazemos todos falta, os ditos intelectuais e os outros.

    ResponderEliminar
  16. Em sociedade todos precisamos uns dos outros! o médico precisa do agricultor, mas se o agricultor não plantar bo médico não come alimentos saudáveis... e exemplos como este há aos molhos.
    Todas mas todas as profissões são necessárias.

    ResponderEliminar
  17. Sei bem o que isso é, tenho um trabalho que é completamente desvalorizado.

    Big Kisses

    ResponderEliminar
  18. No dia em que muito doutor tiver uma fuga de água em casa até choraram por um canalizador, por exemplo!

    ResponderEliminar
  19. Verdade. Claro que há profissões que têm maior destaque que outras, mas acho que são todas essenciais. É como uma grande cadeia de trabalho que está toda conectada, desde as peças mais pequenas até às maiores.
    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  20. Sempre me fez impressão o facto de algumas pessoas com quem trabalhei passarem pelos empregados da limpeza e não cumprimentarem, ignorarem completamente...(mas se for alguém do "seu nível" desfazem-se em cumprimentos rasgados) Como disseste e muito bem, se não fossem eles os meninos e meninas de fato e nariz empinado viviam na imundice...
    Há gentinha muito "pequena".

    Para mim é importante passar por alguém e desejar bom dia, bem como um até amanhã com um sorriso - seja quem for, principalmente se nos cruzamos todos os dias.

    Faz bem à alma - de quem dá e de quem recebe.

    E da mesma maneira irrita-me que eu dê um sorriso e um bom dia e do outro lado nada, nem um "grunhido"... Fico pior que estragada.

    ResponderEliminar
  21. So true!!
    Assino por baixo S*, partilho da tua opinião!

    ResponderEliminar
  22. Todas as profissões são importantes, embora tenham uma finalidade diferente na sociedade.

    ResponderEliminar
  23. Cada trabalho tem o seu valor. Pena é que nem toda a gente perceba isso.

    ResponderEliminar
  24. Isso mesmo!
    Penso nas profissões como um encadeamento de ajudas. Sem um o outro não faz.

    Detesto quando "o poder" sobre à cabeça!

    Abraço!

    ResponderEliminar
  25. Exacto! Estamos cá todos porque somos precisos. :)

    ResponderEliminar
  26. Eu ia comentar... Mas depois vi um anónimo a ser insultado por fazer um comentário legítimo e fiquei com medo, MUITO MEDO!
    S*, eu apostava nas benzodiazepinas, sim?

    ResponderEliminar
  27. Nós somos o País dos Drs S*.Isto é só Drs por cá!Tristes...

    ResponderEliminar
  28. É verdade, e na minha àrea isso é muito frequente, sou Engenheira e durante o curso e mesmo na licenciatura, tudo o que é abaixo da Engenheria não presta....! Mas tive uma vez um Engenheiro que disse uma coisa muito acertada, que é o facto de se dar mais importância à experiencia do que à formação...por exemplo um técnico que está numa fárica à anos sabe muito mais que um Engenheiro recém licenciado que lá chegou à dias.

    ResponderEliminar
  29. Todas as pessoas são importantes, todos os ofícios são importantes, uns mais bem pagos do que outros.
    Infelizmente há pessoas que desvalorizam esses pequenos "grandes" trabalhos. Eu já passei por isso.. é muito mau, sentirmos a superioridade dos outros quando estamos a trabalhar.

    ResponderEliminar
  30. Anónimo "2" (assim, entre aspas), para ti tenho outra resposta:

    LOL.

    ResponderEliminar
  31. Portugal é um país de pedantes com a mania do Dr.

    ResponderEliminar
  32. Bem verdade! E quando as pessoas olham para as que estão atrás do balcão com ar de superioridade? É algo que me tira do sério.

    ResponderEliminar
  33. mas esses já vivem na merda.

    ResponderEliminar
  34. Anónimo das 19:50, lamento que reduza as pessoas a isso. Quem lhe garante que vivem na merda? ora essa...

    ResponderEliminar
  35. completamente, é preciso quem faça todos os trabalhos! E ninguém é mais que ninguém, trabalho nenhum é superior ou inferior

    ResponderEliminar
  36. S* Não ligues a "mal vestidos" manda-os buziar com as benzodiazepinas, cá para mim é falta de...
    Gostei mto do post e já agora neste país de "Doitores" pensem APENAS nas profissões que se levantaram de madrugada enquanto eles dormiam o sono dos justos, para lhe fazerem o pãozinho que eles mto saboream ao pequeno almoço, e quem abre tasca onde bebem o 1º café da manhã. ARrrrrrrr
    Ah a propósito já vi mto licenciado com muito menos cultura que certos "analfabetos"
    bjs
    PR

    ResponderEliminar
  37. eu detesto é pessoa que têm problemas de inferioridade, e para ultrapassar isso tentam a todo o custo enaltecer-se a si e à sua profissão...

    ResponderEliminar
  38. PR, olhe, não poderia ter dito melhor... ;) É sorrir e acenar.

    ResponderEliminar
  39. Olha parece-me que está ai por vezes a diferença de quem trabalha e de quem gosta de dizer que trabalha!!!claro que todos trabalham cada um de sua maneira...mas sejamos realistas há que trabalhe e quem tenha empregos!!!
    ***beijitos

    ResponderEliminar
  40. Países como na América, e a Suiça onde resido, as profissões ditas braçais são bastante reconhecidas, e bem remuneradas, nem todos podem ser doutores e por cá muitos alunos fazem 3 anos de curso profissional para serem pedreiros ou trolhas. Não existe o complexo por parte de pessoas com empregos mais intelectuais de dizer, a minha esposa é empregada de limpeza ou o meu marido é canalizador,é uma questão de mentalidade, mentalidade do povo de cá que eu admiro bastante.

    ResponderEliminar
  41. o homem do lixo é mais útil do que muitos licenciados, mas como as pessoas são mesquinhas preferem valorizar licenciados que são na sua maior parte autênticos analfabetos..

    ResponderEliminar
  42. Concordo plenamente. Secalhar foi por acharmos que todos podíamos ser doutores é que estamos como estamos hoje... é que depois tudo é banalizado. Ainda me lembro de um professor ser uma entidade respeitável e bem renumerada, agora tenho várias amigas professoras desesperadas para arranjar emprego. Por outro lado, precisamos de um canalizador e temos que esperar uma semana porque os poucos que há, são pagos a preço de ouro, e são poucos...

    ResponderEliminar
  43. Nem mais! Só por isso devia ganhar muito mais que as outra profissões! :P

    ResponderEliminar
  44. Tal e qual! Há muita falta de noção neste mundo...

    ResponderEliminar
  45. Também sou da tua opinião... e exitem bons e maus profissionais em tudo...

    ResponderEliminar