segunda-feira, 26 de novembro de 2012

Coisas que me chocam

Reparar que ainda há gente que rotula as pessoas de acordo com o número de parceiros sexuais que estas têm. 

23 comentários:

  1. Da vida de cada um só a própria pessoa é que sabe...!

    Bjs doces xxxx

    ResponderEliminar
  2. Sem dúvida... é completamente irrelevante e não interessa nada! Mas há mentalidades para todos os gostos... =/

    ResponderEliminar
  3. Se fosse homem era um "garanhão"... Ridículo!!! Beijinhos*

    ResponderEliminar
  4. De que é que ela foi rotulada?
    Espantou-me a quantidade de comentários dizendo "só a ti interessa saber o que andaste a fazer no passado, sexualmente". Que irresponsável.

    ResponderEliminar
  5. Pois, também me choca. Ainda há muito preconceito em relação a isso e nem sempre vem da parte dos homens,muitas vezes são as outras mulheres a criticar.
    Até já li em blogs de pessoas que eu pensei serem menos preconceituosas, que não aceitariam que a sua namorada tivesse tido mais que 5 casos antes dele. Enfim, é triste...

    ResponderEliminar
  6. Sou contra esses rótulos, mas é quase impossível controlar o juízo de valor que fazemos. Eu pelo menos não consigo deixar de pensar para mim própria certas coisas, mas daí a "discriminar" a pessoa, ou verbalizar o pensamento vai um grande passo.

    ResponderEliminar
  7. Ainda há de tudo apesar de estarmos no séc. XXI. Há quem ainda não tenha percebido...
    vidademulheraos40.blogspot.com.

    ResponderEliminar
  8. A sério que te choca? Oh rapariga...eu, feliz ou infelizmente acho que já nada mas mesmo nada me choca...

    E nesse tema então... os rótulos vêm já do tempo dos dinaussauros acho eu ;)

    ResponderEliminar
  9. Olá S*,
    concordo contigo.
    Realmente há pessoas que só estão bem chocadas com a vida dos outros, preocupadas com a vida dos outros, interessadas na vidas dos outros...
    Julgam, comentam, fofocam e, nem por um segundo, colocam a mão na consciência, olham para o umbigo, observam dentro delas.
    E o pior são as ilações que se tiram, sem conhecer o outro lado, sem perceber o porque...enfim, vidas tristes e com muito tempo livre.

    ResponderEliminar
  10. Cada pessoa tem a sua história, não tem que contar nada a ninguém. Na minha opinião. Se teve 20 é porque achou que devia, é problema dela.

    ResponderEliminar
  11. há coisas que parecem escritas há 30 anos...
    beijo*

    ResponderEliminar
  12. Claro!!
    Se eu tiver uma amiga que cada sexta pesca um e vira e mexe e depois vai outro, pode ser muito boa pessoa, porque nada impede que seja, mas há qualquer coisa que näo passa pela normalidade. O mesmo se passa para os rapazes, que andam com raparigas diferentes todos os dias.
    Ai que ás vezes sou täo fechadinha de mente.

    ResponderEliminar
  13. Infelizmente em se tratando de uma mulher, leva com a etiqueta!
    Continuam a existir dois pesos, duas medidas!

    ResponderEliminar
  14. Acho que faz sentido!

    O Jovem Jornalista fez 4 anos ontem, passa lá e vote, também nas enquetes!

    ResponderEliminar
  15. Eu tenho pena de ter tido tão poucos, mas apesar de nova espero não ter mais nenhum. Encontrei o amor tão cedo,e agora?

    ResponderEliminar
  16. Percebo o que dizes. Mas há casos que testam a minha capacidade de filtrar o que é importante nas pessoas. Conheço uma pessoa que aos 22 anos teve 17 parceiros sexuais. Alguém contesta a sua liberdade de decidir a própria vida e escolher o caminho da sua felicidade? Julgo que não, eu não certamente.

    Mas é-me (quase) impossível evitar os rótulos.

    Penso nela como:
    - pessoa que se apaixona muito facilmente;
    - pessoa que tem dificuldade em estar sozinha;
    - pessoa que não passa sem sexo;
    - pessoa que atropela os sentimentos para não perder aquela pessoa (quem sabe não é ele o tal? pois.);
    - pessoa demasiado inocente;
    - pessoa instável;
    - etc etc.

    Por mais que concorde que o número de parceiros não define a pessoa, acho que reflecte muita coisa.

    ResponderEliminar
  17. Mel, ai isso concordo em absoluto. Também não me parecem nada normais esses números. Revela falta de alguma coisa, isso concordo contigo.

    ResponderEliminar
  18. Ridículo. Uma pessoa é tantas coisas e nenhuma delas é o número de pessoas com que se foi para a cama.

    ResponderEliminar