terça-feira, 11 de setembro de 2012

Mulheres de autarcas ganham concursos para a câmara

"Em Estremoz as mulheres do presidente e do seu chefe de gabinete tiveram 19 valores e 19,2 valores nas entrevistas de seleção para técnicas superiores, conta hoje o jornal i".

DN

E pronto, é por coisas destas que o país não anda para a frente. O sistema está demasiado sujo, com demasiadas "obrigações" de ajudar este e aquele. Já aqui disse - e repito - que as cunhas em si não me chocam. Se conhecemos alguém com o perfil adequado para o trabalho (o adequado!), não me parece chocante convidar essa pessoa... mas obviamente no privado. No público, com os concursos públicos, este tipo de promiscuidade nunca deveria existir. Muito menos por parte de políticos com responsabilidades acrescidas.

29 comentários:

  1. Vivemos num pais de cunhas, é um facto. Passaram muitos anos até isso mudar por cá...é pena, mas tudo funciona assim infelizmente. :S

    *

    ResponderEliminar
  2. O pior é que isto sempre aconteceu. Numa altura de contenção de despesas era de esperar que houvesse mais alguma seriedade mas pelos vistos continua tudo na mesma. Tristeza

    ResponderEliminar
  3. A verdade é que os concursos públicos acabam por ser MUITO privados!
    Beijinho

    ResponderEliminar
  4. Elah, mentes iluminadas. Sério, há dias em que não sei se deva rir ou chorar com o que se passa. *

    ResponderEliminar
  5. Já nem há a preocupação de esconder. Que pouca vergonha!!!

    ResponderEliminar
  6. Mas sabes que neste país não há mesmo, mesmo mais ninguem com as capacidades adquelas senhoras paar desempenhar aquelas funções.
    Corja!

    ResponderEliminar
  7. É o que mais há por esse Portugal fora...

    ResponderEliminar
  8. o factor C em acção.
    Não há hipóteses para gente honesta neste país.
    bjs*

    ResponderEliminar
  9. LOL tal é isso...Tenho de dizer à minha mãe para se candidatar também já que é casada com um chefe de gabinete =P

    Beijinho*

    ResponderEliminar
  10. É triste isto acontecer, mas sempre houve este tipo de situações e penso que nunca vão acabar :(

    ResponderEliminar
  11. Apesar de haver excepções, os concursos públicos sempre estiveram viciados.

    ResponderEliminar
  12. Que putedo, senhor Alfredo.
    Não há vergonha nem bom senso...

    Não me fui embora, ó... má língua. Estava a gozar. eheheh

    ResponderEliminar
  13. É triste mas cunhas é o que há mais. Mete-me nojo este país.

    ResponderEliminar
  14. sempre sempre no seu melhor, este serviço público :S

    ResponderEliminar
  15. Os concursos abrem ao público apenas para iludir as pessoas, os cargos já estão mais do que escolhidos. Os cargos elevados combinam muito bem com a posição de dondoca das senhoras! (ainda só as vi ao longe, o meu homem é de Estremoz e eu passo cá muito tempo).

    Um beijo

    ResponderEliminar
  16. São as mulheres ocupando mais espaço, beijos!

    ResponderEliminar
  17. E com sorte ainda são umas dondocas que não mexem em papel para não estragar as unhas... Que triste.

    ResponderEliminar
  18. Infelizmente estas situações não acabam tão cedo...

    ResponderEliminar
  19. Até aposto que nenhuma das ilustres senhoras tinha vínculo à função pública previamente estabelecido. E quem concorreu e tinha tal vínculo, deve ter visto um conveniente chumbo em alguma das fases. Típico...já vi muitas conveniências dessas.

    ResponderEliminar
  20. Fator CPL - Cunha e Partilha do Leito.

    ResponderEliminar