quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Facto

Tenho pavor a imitações.

Prefiro assumir as minhas malinhas da Misako e da Parfois a andar com malas falsas de supostas grandes marcas. Acho que dá um ar foleiro, pronto.

47 comentários:

  1. completamente. é isso e as solas dos sapatos vermelhas ;p

    ResponderEliminar
  2. Eu também. Andei imenso tempo a juntar dinheiro para comprar uma mala que eu queria. Só compro malas originais, sejam da parfois ou da Bimba, não uso imitações.

    ResponderEliminar
  3. Completamente de acordo! Aliás vê-se logo pela "pinta" da pessoa que as usa se são verdadeiras ou imitações ;)*

    ResponderEliminar
  4. xiiiiiii eu uso essas falsidades!!... E gostooo! :P

    Bom dia!

    ResponderEliminar
  5. Também eu!Acho mesmo de mau gosto!
    Tenho algumas por ex:"Zara"que são praticamente cópias, mas exibem a marca Zara e não são portanto contrafacção!
    Tenho apenas 3 malas de marca e uma delas nem é muito conhecida.
    Tanto uso essas, como uso aquelas que saem nas revistas por 1€, é preciso é eu gostar!

    ResponderEliminar
  6. eu também penso igual.. se não posso ter a marca prefiro andar com as marcas mais baratinhas..

    kisses**

    http://rosa-xhiclet.blogspot.pt/2012/09/passatempo-rosa-chiclet-buhh.html

    ResponderEliminar
  7. Eu sonho com as outras...mas as minhas malinhas são quase todas (tirando as que a mamã oferece) da Parfois!

    ResponderEliminar
  8. ahah também detesto, é que é obvio que eu não posso suportar os custos de uma original, então também acho super fatela. Parfois always e adoro :)

    ResponderEliminar
  9. Concordo que não fica bem, e em alguns casos não da para perceber a diferença :/ e é por isso que eu não compro em casas que eu tenha dúvidas se é verdadeira ou não, se vejo uma mala "barata" de marca desconfio logo. O que é chato porque até posso estar a perder alguma boa oportunidade :(

    ResponderEliminar
  10. Falso nunca! Digo sempre: sou a favor de muita coisa falsa desde que seja no corpo, ie, mamas, narizes, extensoes de cabelo, unhas, etc.
    De resto, quem sabe as suas marcas e conhece os produtos verdadeiros vai saber num piscar de olhos que sao falsas e ficam a fazer uma figurinha assaz ridicula; se querem/tem plastico porque nao conseguem melhor (isto dito de forma muito pragmatica, sim?) assumam o plastico, quem nao tem dinheiro nao compra o que nao pode certo? Pelo menos foi o que sempre me disseram e bate certo...ter para ostentar e depois nao ser, enfim, pois mais bolos...apesar de tudo isto confesso que tenho uma falsificacao: uma tshirt da gussy para o meu cao (mas cao pode usar falsificacao, ne? ha que assumir o gozo imenso do acto a la parasita ilton)
    De resto, tenho dito> quando vejo falsificacoes acho so triste e ridiculo, faz-me lembrar o sai-de-baixo!... o Caio Antibes tinha tanta razao...

    ResponderEliminar
  11. Partilho da mesma opinião. Mais vale usar uma peça de uma marca mais acessível do que usar coisas que se percebem que não são originais! Então quando, em vez do verdadeiro nome ou símbolo da marca, aparece a troca por algo muito semelhante... É demais! :p

    ResponderEliminar
  12. Foleiríssimo, tem toda a razão! Mais vale um Fiat Panda genuino do que um BMW todo tuning. :)))))
    P.S.- E parabéns por ser uma das poucas almas blogosféricas a conhecer a colocação gramatical "prefeir uma coisa 'a' outra coisa - e não 'do que' outra coisa"! ehehehe)

    ResponderEliminar
  13. Mas olha que há umas imitações que muita gente (até mesmo nós) ia jurar que eram verdadeiras. Mas eu concordo contigo, fiel às minhas malinhas da Primark e H&M, sem quaisquer problemas :)

    ResponderEliminar
  14. somos duas. e aí está a simplicidade de ser!

    ResponderEliminar
  15. 100% de acordo. O pior que existem são imitações. Prefiro não ter do que fingir que sim!

    ResponderEliminar
  16. epa´, odeio, odeio mesmo, mas detesto em malas, em sapatos, mas também azulejos que imitam a madeira, enfim, tudo o que é imitação acho horrivel

    ResponderEliminar
  17. Também acho, ainda por cima acabas por te enganar é a ti própria quando compras. Para além disso alimenta se um sector que não faz abosolutamente nada pela nossa economia.

    ResponderEliminar
  18. Isso é para quem sabe distinguir imitações das originais! Por outro lado para um gajo mala de mulher é mala de mulher, não lhes conhecemos nomes, marcas ou outra coisa que as distinga!

    ResponderEliminar
  19. Eu também. Preferia juntar muuuuito e comprar as verdadeiras :)

    ResponderEliminar
  20. Somos duas.Isso é coisa de pobre com a mania de rico. Coisa mais foleira.

    ResponderEliminar
  21. Eu também detesto imitações não usaria nunca! Bj S

    ResponderEliminar
  22. Eu confesso que, na primeira ida a Nova Iorque, fui à China Town e comprei uma falsa GUCCI, só por piada. De resto, tenho 3 ou 4 de marcas verdadeiras-caras, e 3 ou 4 de marcas verdadeiras-baratas - e chega! Até porque estou a tentar ser minimalista... :-)

    ResponderEliminar
  23. concordo plenamente até porque não é por se ter uma mala da louis vuitton que se vai ser mais do que os outros.
    eu cá tenho o que posso ter e a mais não sou obrigada
    Bjs*

    ResponderEliminar
  24. Malas são sempre da Parfois e algumas(menos) da Lanidor.
    Mas que gosto de griffes, oh se gosto:)

    ResponderEliminar
  25. Oh, o que eu gosto da parfois. Há anos que praticamente só compro malas lá.

    ResponderEliminar
  26. Não dou muito dinheiro por uma mala, talvez por isso tenha muitas, de várias cores e feitios. Antes assim, do que ter uma que me custou os olhos da cara :)
    Quanto a imitações...sou como tu, não gosto.

    ResponderEliminar
  27. Nem mais. Penso da mesma forma, desde a minha adolescecnia!

    Se gosto de alguma coisa de marca junto dinheiro para tal, se for razoável, e opto por ter menos coisas, para conseguir a coisa que quero.

    Por outro lado há coisas que sinto não vale a pena e aí Parfois e afins são a minha praia.

    Imitações é que nunca!

    ResponderEliminar
  28. Vá menos mal, alguém que pensa como eu.

    ResponderEliminar
  29. Concordo plenamente! Super foleiro mesmo.

    ResponderEliminar
  30. Mas é que concordo a 110%...
    Horrivel, é o que eu acho das imitações.
    Se vissem bem a figura ridicula que fazem com imitações ridiculas...pobres de espirito

    ResponderEliminar
  31. Nunca comprei imitação nenhuma.Não só por ser imitação, mas também achar que são demasiado exuberantes (o que também acontece com as "verdadeiras").
    Verdade seja dita compro malas onde calha, mas já não compro malas na parfois há muito tempo. Acho-as demasiado caras.

    ResponderEliminar
  32. Detesto imitações, se não há dinheiro para comprar malas de grandes marcas, comprasse de marcas mais acessíveis, mas sempre peças verdadeiras.

    ResponderEliminar
  33. Faz como eu lolool, uso uma mochila da Bebé Confort cheia de fraldas, cremes e potinhos com o porta-moedas e o telemóvel lá dentro ahahahah. Estou a brincar, já não ando assim porque o meu bebé já não usa fraldas. Agora ando de malinha daquela outra marca da Zara, como se chama? Obviamente, oferecida pela mami minha porque ainda Zara foi mais de 100 euros (pasme-se).

    ResponderEliminar
  34. Por acaso também penso assim. Até porque as imitações na sua maioria são tão foleiras que valha-me Deus! Sim, eu sou mais Parfois (ou Kotka, às vezes, hehehe!)!!! :D

    ResponderEliminar
  35. Este ano a minha mãe ofereceu-me umas sabrinas que comprou numa boutique na Costa da Caparica. Quando as vi adorei-as, embora tenha percebido logo que são uma imitação de Tory Burch. São parecidas, mas quem conhece as verdadeiras percebe logo que as minhas são uma imitação. A minha mãe tem 70 anos. Não conhece nem liga às marcas. Eu honestamente também não. Não tenho nada contra quem o faz, mas não tenho por hábito fazê-lo. Comprei malas de imitação da Prada em Roma e Sevilha e adoro-as, já as tenho há anos e estão como novas. Cada vez que uso as ditas sabrinas recebo olhares de lado e já ouvi comentários na sua maioria de raparigas que conhecem a marca. Não quero saber. Foram uma oferta de alguém que amo e que ao comprá-las pensou em mim. São giras, adoro-as e fiquei surpreendida com a qualidade, muito superior ao que eu estava à espera. Tudo isto para dizer que, tal como a minha mãe, há pessoas que não conhecem e compram porque gostam, porque acharam giro, etc. É por essa razão que não critico que compra imitações.

    ResponderEliminar
  36. Há pessoas que gostam muito de se fazerem mais do que são... ;)

    ResponderEliminar
  37. sim concordo. pra ja eu nao tenho mtas malas pq me aborrece andar sempre a trocar. claro q acabam por ter todas o mesmo estilo, mas eu ca sou fa da parfois e da cavalinho (aquelas mais simples), q mesmo a usa'las todos os dias tao impecaveis!

    ResponderEliminar
  38. Totalmente de acordo. É uma questão de gosto e realização. Se gosto realmente da marca não me realizo com uma imitação. Mas também não tenho um prazer especial em gostar de coisas de grandes marcas, fico muito realizada com as coisas bonitas de marcas médias.

    ResponderEliminar