quarta-feira, 1 de agosto de 2012

Medos

Tenho um medo incrível do cancro. Eu bem sei que é desagradável estar a escrever sobre isto porque, por azar, alguém que esteja a sofrer da doença pode ler. Mas vocês já repararam que, hoje em dia, sempre que morre alguém minimamente conhecido e tal facto é notícia... na grande parte das vezes é por causa do cancro?

Hoje foi a Carla Lupi.

39 comentários:

  1. Também tenho um medo incrível do cancro. Há uns tempos tive um problema ( que não interessa para aqui) e tive de ser operada, e antes de os exames estarem concluídos o meu maior medo era mesmo isso.

    ResponderEliminar
  2. Sinto o mesmo... Ainda que saiba que hoje em dia é mais fácil de perceber a causa da morte, o que não acontecia há uns bons anos atrás.

    Mas sobretudo, "Nós" temos poluído tanto e criado tanta coisa não natural, que o resultado muitas vezes é esse :(

    *

    ResponderEliminar
  3. Por acaso é das doenças que me mete mais medo =/

    ResponderEliminar
  4. Infelizmente perdi todos os meus familiares directos devido ao cancro. A experiência faz-me dizer que não tenho medo da morte mas tenho medo de sofrer. E penso que o medo associado ao cancro reside precisamente por ser uma doença que tem associada a dor. Para além disso é uma doença "democrática". Não diferencia sexo, idade, raça ou ideologia.

    Beijo

    ResponderEliminar
  5. Eu também tenho muito medo do cancro, até porque um dia foi a minha mãe que perdeu essa luta :(

    ResponderEliminar
  6. Perdi a minha sogra há doze dias por causa de um cancro...os pais dela morreram da doença...duas das irmãs já tiveram cancro de mama...um irmão da próstata...e um sobrinho no cérebro...Sabendo que a tendência para a Neoplasia é uma tendência genética, imagina o que eu não massacro o meu marido para controlar todos os indicadores...

    ResponderEliminar
  7. Acho que é normal termos medo do cancro, principalmente porque é uma doença muito comum hoje em dia :(

    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  8. Infelizmente é verdade :( é uma doença maldita.

    ResponderEliminar
  9. É verdade! E o que assusta mais é que pode acontecer a qualquer um, mesmo a gente nova!

    ResponderEliminar
  10. Duas... O professor Castelli, o dono da minha faculdade, tambem está com cancro... E é horrivel ver como ele esta fraco da quimioterapia, nem consegue segurar uma caneta para escrever. Espero que ele ainda consiga vencer por mais uns tempos, e espero do fundo do meu coração nunca ter de passar por algo igual na minha familia. Morro de medo.

    ResponderEliminar
  11. FAZ HOJE EXATAMENTE 2 ANOS QUE PERDI O MEU AMADO AVÔ POR CAUSA DESSA DOENÇA ...

    ResponderEliminar
  12. Acho que toda a gente tem medo do cancro, porque tá sempre associado a morte, apesar de haver pessoas que se curam.
    Eu conheci de perto essa doença, em várias pessoas que morreram, mas conheço 3 que conseguiram vencer.

    Mas acho que quando se sabe que A b ou C tem cancro, pensamos sempre, vai m...

    ResponderEliminar
  13. Acredita, é o meu maior medo, para mim e para os que amo. E até para os outros...
    Deve ser doloroso, e o sofrimento assusta-me!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  14. Penso que, hoje em dia, é a doença que mais medo provoca. Porque, acima de tudo, é uma doença de sofrimento, que até a cura acarreta péssimos momentos :/// **

    ResponderEliminar
  15. Acho que nu«inguém deve ter medo de falar nisso. De cancro ou doutra coisa, todos morremos um dia, S*

    ResponderEliminar
  16. Ter medo de que adianta?
    Não conheço ninguém que não tenha um caso na família ou no círculo de amigos. Ei tenho vários casos e pode acontecer o diagnóstico de um dia para o outro, sem avisos.
    Devemos ter medo de não sermos felizes.
    Não aconselho a pensares nisso, de nada serve.
    Centra-te no dia, na vida.
    Sei o que sentes, já retransmiti a notícia a várias pessoas, mas no fundo penso que o falo para me convencer. Custa muito a aceitação da morte.
    Beijinho.

    ResponderEliminar
  17. No entanto a coisa mais fácil é não morrer de nenhuma espécie de cancro, e da maneira mais fácil deste mundo.
    Mas não vale a pena dizê-lo porque ainda ia chamar-me parvo.
    O que posso garantir é que nem eu nem nenhuma das pessoas conhecidas e que acreditaram em mim, nenhuma morre de cancro nem de nenhuma doença infecciosa.
    E o mais engraçado é que sempre que vão ao super mercado, ela, a cura, lá está a olhar para vós, e baratíssima.

    ResponderEliminar
  18. Pensei logo na filha pequena que deixou por criar. E na Sara Norte que tristeza deve de estar a sentir.Ela era ainda muito nova, que injustiça.

    ResponderEliminar
  19. Anónimo, não percebi... mas fiquei com a ideia de que se referia à Sida e aos preservativos.

    ResponderEliminar
  20. Eu tenho muito medo disso também. normalmente é uma doença silenciosa, que vai atacando pela calada e quando se dá por ela, por vezes já é tarde. Isso sim, assusta muito! Mas também cabe-nos a nós estarmos sempre atentos a qualquer coisa de anormal que nos possa acontecer/aparecer.

    ResponderEliminar
  21. um dos meus prof lá na faculdade numa aula disse: «quem não morrer antes por outra razão, morrerá de cancro» - acho que isto está mesmo correcto

    ResponderEliminar
  22. janny, muito triste mas parece-me real...

    ResponderEliminar
  23. verdade....e saber que podemos ser nós...é assustador. tira-te a vida logo. quem nunca passou por isso nem sabe a sorte que é. Saber que a Carla Lupi morreu..e que a Sara Norte...que eu via na faculdade ttas vezes....está como está....presa...pelo motivo que foi...e sem poder ir ao funeral da mãe...é demasiado..demasiado triste..

    ResponderEliminar
  24. É uma doença horrivel.. como qualquer outra doença que leve uma pessoa querida :(

    ResponderEliminar
  25. Não não S*, não é nada disso. Os preservativos podem evitar a sida e outras doenças infecciosas mas como podem evitar o cancro?
    É um fruto tropical que raramente vejo alguém comprar e que se for comido um por dia todos os dias e durante três meses vai vacinar a pessoa por largos anos para qualquer infecção, e particularmente qualquer espécie de cancro.
    É a anona. Uma anona por dia, se quiser pode comer mais, todos os dias e durante três meses, também pode comer durante mais tempo.
    E mais, se, eventualmente houver já cancro em desenvolvimento, rebenta com ele.
    E é um fruto saborosíssimo e ainda por cima é barato.
    e ainda livra de qualquer doença infecciosa.
    A anona contém poder curativo 100 vezes superior à mais forte quimioterpia.
    Acredite quem quiser, mas se não forem tolos lembrem-se de que não custa nada experimentar.
    E antes que o poder instalado a quem não convém muita divulgação, antes que se ponham na pista do meu CP dou por encerrada a minha explicação.

    ResponderEliminar
  26. É verdade e claro que assusta e dá medo. Todos os dias se ouvem notícias de novos casos :(

    ResponderEliminar
  27. É, talvez, o meu maior medo, até porque a maldita doença anda à minha volta... E, infelizmente, conheço bem o IPO de Lisboa.

    ResponderEliminar
  28. Caro anónimo, desconhecia... vou pesquisar sobre a anona. :)

    ResponderEliminar
  29. tb tenho imenso receio pq chega sem darmos por ela, e nao escolhe nem sexo nem idade. estamos todos sujeitos e infelizmente ha demasiadas pessoas a sofrer por isso

    ResponderEliminar
  30. É horrível sim. Mas prefiro ser mais positiva, e pensar que cada vez há maiores hipóteses de cura. beijo

    ResponderEliminar
  31. É verdade, parece que agora quem morre é, regra geral, devido ao cancro.
    Na segunda feira faleceu uma prima do meu pai, devido a um cancro. Já lá vão uns anos que o problema surgiu nos intestinos, fez operação, cortou um bocado, teve que colocar saco, mas a pouco e pouco ele foi avançando e nesta segunda feira ele venceu.

    Um dos meus avôs também faleceu de cancro.

    Mas não podemos ficar presos a este pensamento de que, de repente,vamos ser nós a sofrer do mesmo mal. Só o pensar nestas coisas já nos retira qualidade de vida. Mas é compreensível que, quando ouvios a notícia de alguém faleceu por esse motivo, nos damos conta de quão frágil somos e começamos a pensar o que não devemos.

    Beijinho.

    ResponderEliminar
  32. Anona?? Previne Cancro do Pulmão? Quer dizer que posso fumar dois maços de tabaco por dia durante 30 anos que, se comer uma anona por dia o risco de cancro de Pulmão diminui? Espera ai que vou comprar uma duzia de anonas...
    Santissimooooooo...
    PS. Desculpa intrometer-me mas tudo o que diz respeito ao cancro (principalmente do Pulmão) tira-me do sério

    ResponderEliminar
  33. Miss Complicações, não querendo duvidar do senhor que falou das anonas, se fosse assim tão simples o mundo seria muito melhor... não creio que possa ser assim simples.

    ResponderEliminar
  34. A mudança de hábitos alimentares e de vida faz com que os corpos não aguentem. :(

    ResponderEliminar
  35. S* não podemos deixar que o medo se apodere de nós! Também tenho medo do cancro, mas temos que enfrentá-lo..neste momento enfreta-o o meu pai e todos enfrentamos com ele! Quando soube da notícia (no mesmo dia em que soube que estou grávida, imagine-se!!), senti que o chão me fugiu, senti que levei semelhante chapada da vida, nem sei (impossível fugir aos clichés, mas sinto tudo isto e mais alguma coisa...tudo ao mesmo tempo). Sei que os cancros não são todos iguais, mas a garra e o positivismo com que o enfrentamos pode fazer milagres! :) Ainda por cima tenho um milagre a crescer dentro de mim, que é como uma Luz que Deus nos enviou, o Lucas! :) Muita força para toda a gente que luta contra esta terrível doença e para todos aqueles que sentem a inultrapassável dor da saudade de quem já partiu! :)

    ResponderEliminar
  36. Mas, sabes, há quem "viva com ele", por isso é preciso vigiar... sempre! Eu faço-o todos os anos, uma vez que tenho casos na família!

    ResponderEliminar
  37. Também tenho muito medo dessa doença. Tenho medo que "ataque" algum familiar, amigo, eu própria. Podemos tentar manter bons hábitos, mas não podemos controlar tudo. E essa doença é muito difícil de controlar

    ResponderEliminar
  38. Antigamente as pessoas morriam e não sabiam porquê...
    Ao menos agora sabemos o motivos e acredito que assim é mais fácil deixarmos uma alma partir...

    ResponderEliminar