domingo, 8 de julho de 2012

O Grande Passo

Um ano e nove meses após o início da nossa relação, depois de muitas pressões psicológicas, depois de me dizer que até se sentia mal disposto só de pensar em deixar alguém guiar o carro dele (nosso)...

Ele chega a casa e, sem mais nem menos, pousa a chave no balcão. "Hoje levas tu o carro para o Porto".

Os meus risos nervosos, o "oh, pára com isso" repetido de 10 em 10 segundos. Meus amigos, ele já me tinha dito para levar o carro meia dúzia de vezes, mas sabendo eu que ele foge das tampas das estradas, que não estaciona "em zebra", que é um cricas de primeira... bom, sentia-me mesmo pressionada.

Correu às mil maravilhas. 70 quilómetros a conduzir, sem problemas, com ele sem chatear ao meu lado.

Um pequeno passo para a humanidade, um grande passo para nós.

44 comentários:

  1. Já eu sou o contrário, sempre que posso entrego o meu carro ao namorado. :)

    ResponderEliminar
  2. Acho que se pode considerar quase uma prova de amor, sim senhora ^^

    ResponderEliminar
  3. É tão "bom" ler como voçês se dão bem...
    Beijinhos. Pinta

    ResponderEliminar
  4. Que bonito!
    Que bom!
    Tomara que dirija cada vez mais,
    tomara que cada vez mais dividam e sejam grandes companheiros.

    boa semana!

    ResponderEliminar
  5. Para mim também seria um grande passo! :P nunca me aventurei a conduzir em grandes cidades (também porque nunca precisei, verdade seja dita). Pode ser que um dia destes... :P

    ResponderEliminar
  6. Um passo horrível para o carrito... tadito. eheh

    ResponderEliminar
  7. ahahaha ele é MESMO picuinhas com o carro, credo! :) ainda bem que correu tudo bem, também são só 70km. beijinho

    ResponderEliminar
  8. É assim mesmo! Daqui a pouco nem o deixas conduzir xD

    ResponderEliminar
  9. Parabens!!! Um grande passo de confianca indeed!!! Eu continuo sem conduzir, se em Portugal ja mal o fazia no UK fujo mesmo hahahah

    ResponderEliminar
  10. Ahahahah...e olha que para os homens é um passo muuuuuuiiiiito grande, principalmente quando são tão picuinhas como o teu. Parabéns? Agora só falta conseguires po-lo a passar a ferro. lol.

    ResponderEliminar
  11. *grandes mudanças.. =) cá em casa é exactamente ao contrário: volta e meia corremos até ao carro para ver quem não vai a conduzir!! looool

    ResponderEliminar
  12. Eu bem que ouvi qualquer coisa sobre caos na A28 mas não sabia porquê? hehehe :p

    Claro que correu bem. E foi uma grande prova! Qualquer dia o homem propõe-te uma viagem de avião ;) É sempre a surpreender! :D

    ResponderEliminar
  13. Boaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!!! :D

    ResponderEliminar
  14. ohhh!
    Eu sou a número 2000 *_*
    Muitos parabéns rs
    Bom domingo.

    ResponderEliminar
  15. LOOOOL, como te compreendo. Os homens e as suas coisas com os carros.

    ResponderEliminar
  16. É de valor... se ele tem esse medo com o carro, só demonstra o quanto confia em ti ;)

    Bom Domingo *

    ResponderEliminar
  17. Grande maluca, WOHOOOOOOOO!
    O homem lá ganhou a coragem e deixou-te levar o carro, diz lá... diz lá... quantas pessoas atropelaste? ehe

    ResponderEliminar
  18. Ainda bem que tudo correu bem :D

    Beijinhos e tem um bom dia :)

    ResponderEliminar
  19. Confiança, conquista-se e tu tens conquistado a dele, pelos vistos.

    ResponderEliminar
  20. UAU!
    A coisa vai ficando cada vez mais séria!

    ResponderEliminar
  21. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  22. só não percebi o porque de não estacionar em zebra...

    ResponderEliminar
  23. Cá eu raramente dou o volante ao meu rapaz, 90% das vezes quem conduz sou eu. E quando é para ir para grandes centros onde há confusão ele passa-me quase sempre o lugar. E não, ele nao conduz mal, até conduz melhor que eu, mas pronto são hábitos...

    ResponderEliminar
  24. Odeio que conduzam o meu chaimite :|
    Será que sou homem?? :O

    ResponderEliminar
  25. Encantos, tem medo que lhe batam ao abrir as portas! Só estaciona na paralela ao passeio... É mesmo picuinhas, por isso esta porcaria foi um passo do caraças!

    Ele nem gosta que batam as portas do carro... lol

    ResponderEliminar
  26. O teu homem está a revelar-se uma pessoa de coragem.
    Não por te deixar conduzir o "chanato" (esta é provocatória, porque sei que ele vem aqui eheheheheh), mas por te aturar há quase dois anos.
    Já merecia uma estátua no Monte de Stª Luzia (acho que aquilo não é o monte de Stª Luzia, mas não interessa eheh).

    ResponderEliminar
  27. Era o passo que faltava. Quando um homem passa o seu carro para as mãos de alguém é porque tem muita confiança na (condução da) pessoa.

    ResponderEliminar
  28. Runaway, tu não digas mal do dom carro, que ele é todo moderno e giraço. :P

    ResponderEliminar
  29. Cláudia, como a Conto de Fadas explicou, ele não estaciona de lado para não lhe baterem com a porta. E, de facto, tem razão... hoje vimos um senhor a abrir a porta para sair do seu carro e a espetar com a dita porta no Audi do lado... :P

    ResponderEliminar
  30. M, ui, pelo andar da carruagem e com a falta de dinheiro, só daqui a 10 anos. :P

    ResponderEliminar
  31. O teu namorado precisava de uma semana de treino intensivo de 'doutrina da cláudia'.

    o meu, quando recentemente trocou de carro, também começou com essas coisas. Como resposta, andei uma semana a deixar papeis amarrotados e garrafas de iogurte espalhados nos apoios e a fechar a porta com uma convicção que até a mim me deixava pasmada. E ele sempre a barafustar que o carro era novo e nhónhó e eu nada, só continuava a fazer o mesmo dia após dia, quando ele se convenceu que o carro não é uma criança de colo e, como já me conhece muito bem, percebeu a ideia inerente aos actos, deixou de ter pequenos ataques de mariquice por causa do carro e eu voltei a tratar a máquina que nos serve apenas e só de transporte bem e mantê-lo arranjadinho, sempre sem mariquices.

    A psicologia invertida é uma cena muito a frente...

    ResponderEliminar
  32. Os homens têm sempre um amor enorme pelos carros, por isso percebo bem a demora! eheh

    ResponderEliminar
  33. Isso soa-me familiar...
    Não disseste que ele tinha sido multado há uns tempos? É o desespero a falar mais alto... (e o medo de ficar sem carta também... percebo-o bem...)

    ResponderEliminar
  34. Eu adoro conduzir... cheguei a fazer 70 km por dia no meu antigo trabalho. Como agora vou trabalhar a pé sinto mesmo falta por isso sempre que vamos para fora levo eu o carro :) Quando tirei a carta foi praticamente o M. que me ensinou a conduzir e era super compreensivo, agora é um chato "vais em cima do carro da frente" "olha o buraco" e coisas do genero... enfim sabes!

    ResponderEliminar
  35. Gostei da última frase do teu post. Lembre-se nem tudo são flores, e às vezes os ajustes apertam. Ajustar uma relação não é fácil. Se aplique, seja paciente, ele parece que gosta muito de tu. E saibas homem não tem diferenças hormonais e não sabe como funciona dentro de nós, também não tem culpa disso, e não precisa engolir goela abaixo o que se passa nestes dias. E se aturam é porque amam. Dá um desconto pro gajo e sejam felizes.

    Eu não estou tão presente como de costume porque preciso terminar a pesquisa, há um prazo a ser cumprido. Tenho agendado posts, custei mais aprendi como se faz, isto para não deixar o navio (blog) a ermo. Obrigada por tuas palavras de incentivo deixadas por lá.

    Melhoras para asma. Deve ser duro padecer deste mal.

    ResponderEliminar