terça-feira, 3 de julho de 2012

Da liberdade e do Amor

Prosa e poesia

Hoje uma senhora, já com 25 anos de casamento em cima, disse-me que "não é bom deixar os homens soltos, que os homens gostam de namorar e adoram atenção".

Eu pensei cá para mim: o que não é bom é ter de viver preocupada com o facto de eventualmente deixar o nosso homem solto.

Não prendo ninguém a mim. Quem quiser, fica. Quem não quiser, parte. Desde que me respeitem, são livres de procurar a felicidade noutro lugar. Dói, pois dói, mas não mata.

27 comentários:

  1. Não mata, não senhora!
    [Se bem que às vezes parece.]

    ResponderEliminar
  2. tb sou apologista dessa forma de vida. não gosto de ter alguém ao meu lado por pena ou infeliz.
    Quem estiver ao meu lado tem que ser pk quer, porque me ama, e porque se sente bem e feliz comigo.
    Não sou nem nunca fui de prender ninguém.
    Bjs*

    ResponderEliminar
  3. Não diria melhor, estou completamente de acordo contigo!

    ResponderEliminar
  4. Não podia concordar mais.

    Não quero ninguem comigo por obrigação ou, pior, por pena. Quero que ele também queira.

    Como disseste, dói, mas não mata e, por isso, que seja eterno enquanto dura.

    ResponderEliminar
  5. Os que amo, deixo os livres para voar...se voltarem é porque me amam...se não voltarem é porque nunca os tive!

    ResponderEliminar
  6. S*, eu penso exatamente dessa forma! E não significa que eu não o ame profundamente. Mas é que o amor tem que ser mais do que exercer o controle sobre alguém, do que ter que viver o ciúmes diariamente. Amor bom, é amor espontâneo, sem correntes!
    E não mata! Estamos todos vivos, não estamos?
    Um beijinho!

    ResponderEliminar
  7. Acho que não é assim tão linear :)

    ResponderEliminar
  8. Não é uma questão de prender . . . é uma questão de dar a devida atenção :) Os homens também gostam de se sentir amados . Pelo menos foi isso que percebi da citação e concordo :)

    ResponderEliminar
  9. Tens toda a razão: se precisamos de os prender é porque não é amor ;)

    Beijinhos :)

    ResponderEliminar
  10. Um meio-termo é o que se quer :) Mas concordo muito contigo!

    ResponderEliminar
  11. Entendo o que ela diz, e entendo o que tu dizes. Há boas palavras em ambas as frases.

    ResponderEliminar
  12. Acho que a partir do momento em que nos preocupamos demais em perder alguém inevitavelmente isso irá acontecer..

    ResponderEliminar
  13. *Lili* no caso não era isso... ela estava mesmo a insinuar que se não lhe der a devida atenção ele pode procurar atenção fora. Isso, para mim, só revela falta de amor. :)

    ResponderEliminar
  14. Concordo.. Não se deve prender ninguém. Hoje a minha avó disse que não os devíamos habituar mal.. E eu ri-me muito xD

    ResponderEliminar
  15. Parece que não. mas esse é um pensamento comum no século XXI. Devido à educação, à confiança (ou à falta dela).

    ResponderEliminar
  16. Prender? Não acho bem tal coisa. Não queria ninguém ao meu lado por obrigação. Sempre ouvi dizer: quem está mal que se mude!

    ResponderEliminar
  17. Nenhum homem pode estar solto, eles dão cabo da liberdade deles.

    ResponderEliminar
  18. Não podia concordar mais... dói imenso mas nós somos mais fortes e temos de erguer a cabeça. Agora andar atrás deles ou pôr-lhes uma trela é que não. Tal como dizes, quem gosta fica!

    ResponderEliminar
  19. Completamente de acordo. Nunca prendi ninguém , nem me senti presa. E sou casada há 30 anos!

    ResponderEliminar
  20. A criatividade no campo da sensualidade e do erotismo dá chama a um casal e nenhum fica interessado em "partir". Porquê tomar o "pequeno almoço" fora de casa, se tem uma "belíssima refeição" em casa????

    ResponderEliminar
  21. Eu penso que não se deve prender ninguém, nem viver com medo de que nos deixem. Amar também significa confiar, se não se tiver confiança então também não vale a pena. E de qualquer forma, acho que não vale a pena tentarmos prender a outra pessoa, porque quem quer fazer alguma coisa arranja sempre forma, por mais que se ande em cima!

    ResponderEliminar
  22. pa mas antigamente era essa a visao. que eu nao concordo obviamente. tao e a mulher se nao tiver o miminho e a atencao q precisa, nao e a mesma coisa? ora essa

    ResponderEliminar
  23. Alguém que me compreenda! Sou a única mulher que conheço que não leva o namorado a todo o lado e não o utiliza como oxigénio!

    ResponderEliminar
  24. Penso que é muito mais fácil falar do que chegar à altura e fazê-lo mesmo. Eu sei que é o mais certo mas não sei se conseguia ser assim tão "pacífica" numa situação dessas.

    ResponderEliminar
  25. Concordo e pratico! Ainda no outro dia dizia a uma sobrinha minha que se está a iniciar nestas coisas de "gajos": "Desde que te respeitem, ninguém é obrigado a gostar de ninguém...". Ela, coitadita, ficou petrificada... mas é melhor ir já avisando... :))))

    ResponderEliminar