terça-feira, 12 de junho de 2012

Confesso!

Fui eu.

Fui eu quem esteve no Continente, pegou num daqueles bolos simples que eles vendem, e meti no meu carrinho. Fui eu quem chegou aquelas caixas rápidas, onde nós passamos os artigos. Fui eu quem meteu o tal bolo no saco... e o vi estatelar-se no meio do chão, com o topo virado para baixo.

Tenho de admitir, fui em quem voltou a metê-lo no carrinho, voltou à zona de padaria, esperou que não estivesse ninguém a olhar - e voltou a metê-lo no sítio.

Portanto, se alguém vir um bolo esborrachado e pensar "é preciso uma grande lata...", fui eu.

65 comentários:

  1. Hahahaha que rebelde! olha deixa lá, eu também já fiz isso hahaha

    ResponderEliminar
  2. PFFFFT xDDD

    Oh S* ! Isso não se faz x)

    De consciência tranquila ao menos ? :) Estou a brincar ;) deixa lá . . . ninguém viu ! é o que importa eheheh

    ResponderEliminar
  3. Ahhhhhh! Boa! Eu não teria tido coragem!!

    ResponderEliminar
  4. Lindo serviço!:p Vá, foi por uma boa causa!

    ResponderEliminar
  5. ahahaha Muito bom. Quem nunca passou por uma situação semelhante que atire a primeira pedra!!!

    ResponderEliminar
  6. Looooooooooooool!

    Sinceridade acima de tudo.

    ResponderEliminar
  7. Oh S* que gargalhada que dei agora com este post! E acho fantástico teres vindo cá contar isso! :)

    ResponderEliminar
  8. Não era preciso fazer isso. Era só entregar na padaria para ir para quebra e pedir ou pegar noutro. Ninguém te ia bater, nem fazer-te pagar-lo.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  10. Que indecente! :P Mas não fizeste nada que eu não tivesse já feito (não com bolos, mas por exemplo com uma embalagem de detergente que rebentou) ;) Ninguém é perfeito ;)

    Beijinhos :)

    ResponderEliminar
  11. AHAHAHAHAH

    Confesso que é preciso mesmo uma grande lata xDDDDDDD

    ResponderEliminar
  12. Looooooooooool. Eu não era capaz!! xD

    ResponderEliminar
  13. Réu confesso. Pena atenuada. Ahaha

    Vá bene dona S*.

    ResponderEliminar
  14. Ahahaha!! Como somos desenrascadas!! :D

    ResponderEliminar
  15. Ah ah ah achei piada! Deixa lá há coisas piores, eles não ficam no prejuizo ;)

    ResponderEliminar
  16. Pior que isso é gente que pede carne ou peixe e depois repara que o preço é muito elevado e esconde o artigo no meio de prateleiras que não lembra a niguém, acabando as coisas por se estragar. Isso sim está errado, não estamos em tempo de estragar comida! Eu confesso que quando quero levar alguma coisa e antes de comprar cheiro ou chego, nunca trago esse artigo mas sim o que ela lá no fundinho da estante :P

    ResponderEliminar
  17. Na vida acho que todos nós já cometemos umas falhas do género! Acho que e sentimento de culpa é uma experência obrigatória nessa vida!

    ResponderEliminar
  18. Deixa lá, foi por uma boa causa, acho que estás perdoada =P!

    ResponderEliminar
  19. Então fos-te tu magana???? :)
    Quem nunca fez isso que atire o 1.º bolo!!!!

    ResponderEliminar
  20. Tive vergonha, pois tive. Fugi rapidinho do hipermercado, para ninguém me ver. Mas oh, ninguém topou e eu safei-me.

    Lelita, se soubesse isso, tê-lo-ia feito. Mas custava-me pensar que me podiam mandar pagar um bolo esborrachado, admito! :D

    ResponderEliminar
  21. Muito mau ;)
    Se tiver de pagar alguma coisa, que tenha estragado por responsabilidade minha,
    não ia fugir a isso.
    É uma questão de carácter.

    As pessoas não respeitam as coisas, e vê-se muitas vezes, produtos abertos, estragados, etc.

    Não considero isso normal.

    ResponderEliminar
  22. B* que digas que é mau, tudo bem. Que digas que é uma questão de carácter, não me parece muito razoável - foi mais uma questão de dinheiro, mesmo. :)

    ResponderEliminar
  23. O que eu gostava de ter visto isso ;))

    ResponderEliminar
  24. Geralmente quando é acidente ninguém te obrigada a pagar :) lembro-me de a minha mãe uma vez ter partido uma garrafa de azeite galo , ela claro disponibilizou-se a pagar mas disseram logo que não senhora :) e pronto . . . já houve muita gente a partir garrafas de vinho bom e bem caro e nem por isso pagam . . . por isso é que esses agora encontram-se fechados numa vitrina eheheh
    Compreendo a tua atitude, mas também compreendo que não passou tudo de um acidente :)

    ResponderEliminar
  25. ahahah!!! Ohhh God!! Isso está tudo gravado de certezinha!!! :)

    ResponderEliminar
  26. Lili* eu sei que provavelmente eles mandavam-me pegar noutro e ponto final. Mas oh, foi uma parvoíce, resolvi antes ir lá trocá-lo. ahahah

    ResponderEliminar
  27. ahaah, omg, que loucura isso é muita rebeldia!! xD
    Confesso que seira incapaz de o fazer. Das duas três, perguntava a alguém se o podia trocar, comprava outro bolo ou metia o rabinho entre as pernas e ia para casa! =/

    ResponderEliminar
  28. Oh S* isso não se faz...
    mas pronto anda que eu era moça pr fazer o mesmo e sair de lá a rir...

    Se fosse um grupo dos pobrezinhos...mas aquilo pr nos roubar tb é um ver se te avias que 1 bolito a mais ou a menos nem mossa lhes faz
    :P

    ResponderEliminar
  29. Referi o carácter, porque não era capaz de deixar lá o produto nesse estado,
    até porque, se sabe, que se estragamos alguma coisa, é responsabilidade nossa.
    Mas como se diz por aqui,
    por norma, os produtos não se pagam.
    E sim, ninguém gosta de pagar algo que não vai usufruir.

    ResponderEliminar
  30. Bombocaa que não se faz já eu sei. Mas fiz, está feito, e certamente que usaram o dito bolo para fazer broas de mel ou assim. :D

    Profundo Olhar, ainda gostava de saber o que é que revelam. É que gostava, gostava mesmo, que tentassem definir o meu carácter pelo facto de ter deixado um bolo esborrachado no supermercado. Que pecado tão grande, deveria castigar-me durante uma semana.

    ResponderEliminar
  31. B*, estás no teu direito. E sabes que mais? Se me perguntasses se o faria, há 24 horas, dir-te-ia logo "não, nunca". Mas fiz, está feito. Na altura tive vergonha, mas entretanto já perdi os remorsos. Não é um pecado, não exageremos.

    ResponderEliminar
  32. S* não é pecado mas e se fosse? que atire a 1ª pedra quem nunca cometeu...

    Olha muito me ri pq te imaginei logo com 1 ar mt aflito a pensar...oh porra...estraguei o bolo ehehehe

    ResponderEliminar
  33. :/ Eu não fazia isso, mas pronto, acontece :)

    ResponderEliminar
  34. Bombocaa, pecadora me assumo por ter escondido que esborrachei o bolo. ahahah Aposto que o Belmiro nem dormiu bem de noite! :P

    ResponderEliminar
  35. Acho que não há ninguém que nunca tenha feito nada parecido :b

    ResponderEliminar
  36. Tu és demais, parti-me a rir!
    Estás perdoada, poderia ter sido pior!
    Beijocas!

    ResponderEliminar
  37. E que tal fazer em casa o bolinho com amor e carinho...:)

    ResponderEliminar
  38. Ai ai S. de ex padeira digo era mais bonito chegares ao balcão da padaria e dizer olhe caiu peço imensa desculpa e ponto final não pagavas por isso (é considerado quebra) e assim não faltavas ao respeito para com os outros clientes nem para com os operadores de loja..

    Infelizmente é o pão nosso de cada dia da pessoa que faz o fecho da loja na secção da padaria.. bolos comidos, produtos deixados nos sítios mais inadequados.. enfim é este o povo que temos..

    O problema não é o dinheiro nem o pessoal lá de cima é o respeito por quem trabalha..

    Desculpa desabafo meu.. para a próxima pensa duas vezes e lembra-te de mim! ahahahahah

    ResponderEliminar
  39. S sequeira, sendo assim, peço desculpa pelo gesto. Na proxima vez já sei como proceder. ;

    ResponderEliminar
  40. Ah ah ah... ainda foste levá-lo ao sítio... há quem os esconda por trás de outros produtos...

    ResponderEliminar
  41. olha caralho se tivesse sido no pinguinho.... rafodia-te esse lombo!!!!! como foi no continente... casafooooda. Tou na brinca... és uma mula, eu nao compro bolos no supermercado minha filha em 20 minutos faço eu em casa.

    ResponderEliminar
  42. Ahah também já fiz disso.
    Temos pena, ninguém viu!

    ResponderEliminar
  43. Oh céus , estou aqui a ler e a ver quando aparece o Bruno Nogueira a berrar pelo senhor do bolo.
    Eu o mais certo era entregar na padaria e pegar em outro. Agora dizerem que alguem vai levar o bolo estragado deve ser só mesmo para implicar. Porque não me parece que alguem compre um bolo esborrachado (e as embalagens de plastico permitem bem ver o estado dos bolos) a não ser que o queira. E se alguem o comprar é porque gosta do design diferente do bolo e ficam todos felizes.

    Fogueira contigo já!

    ResponderEliminar
  44. becas, ahahah.

    É a tal coisa. Dizerem-me "fizeste mal", ok. Agora dizerem que quis enganar as pessoas... ahahah... eu quis foi poupar uns trocos!

    ResponderEliminar