segunda-feira, 28 de maio de 2012

País pequenino?

"O Banco Alimentar Contra a Fome recolheu, este fim de semana, 2644 toneladas de alimentos em todo o país, numa ação que angariou mais 13,7% de alimentos do que em 2011.

Com 37 mil voluntários espalhados em 1655 superfícies comerciais de todo o país, o Banco Alimentar Contra a Fome faz um balanço positivo da campanha de angariação de alimentos que irão agora ser distribuídos por 2116 instituições de solidariedade ajudando cerca de 337 mil pessoas com carências alimentares comprovadas".


Quem diz?

Eu fiz a minha parte... e fico contente por ver que muitos mais optaram por ajudar. Um dia ajudamos, outro dia somos ajudados.

20 comentários:

  1. Um desse voluntários foi a minha aprendiz.
    A escola organizou uma ida e um horario e ela quiz logo participar.
    Foram uns quantos miudos, uma hora cada um. Vinha com o autocolante toda contente, ela estava na recolha dos sacos e no transporte para a carrinha.
    De pequenino.......
    beijos

    ResponderEliminar
  2. No sábado de manhã, na minha visita semanal ao supermercado também contribui, não foi muito mas sei que para quem tenha pouco nem que seja uma pequena ajuda já melhora a situação.

    ResponderEliminar
  3. Acho que cada vez mais as pessoas pensam que qualquer também pode precisar...

    ResponderEliminar
  4. Há uma maior consciencialização porque agora toca a todos. Acho muito bem que a solidariedade aumente.

    ResponderEliminar
  5. @S
    Eu também fiz a minha parte e fico feliz pelo resultado. Contudo, não posso deixar de antever os comentários que advirão (não aqui no blogue, mas na sociedade em geral): "Pois... Andam uns a pagar para outros que não precisam andarem a comer...". É verdade, acredito que tal possa acontecer pontualmente, mas então por culpa disso, vamos deixar de ajudar quem precisa, é isso? Ridículos esses comentários, e oiço alguns à minha volta.

    Uf, já desabafei :)

    ResponderEliminar
  6. eu n fui aos hiper...n sabia sequer. :(

    mas vou estar pelos hiper qd for na ajuda alimentar animal

    ResponderEliminar
  7. Kowalski, bem sei que pode haver um ou outro caso que abuse dos Bancos Alimentares, mas quero acreditar que as instituições fazem uma boa selecção de quem realmente precisa de ajuda, pelo que essas possíveis críticas merecem ser ignoradas. :)

    ResponderEliminar
  8. Nem mais :) espero para o ano conseguir ser voluntária, adorava mas nunca deu por causa dos dias. Para o ano, é o ano ^^ eheh

    ResponderEliminar
  9. Nem mais :) espero para o ano conseguir ser voluntária, adorava mas nunca deu por causa dos dias. Para o ano, é o ano ^^ eheh

    ResponderEliminar
  10. Os portugueses são solidários e é nestes programas de sucesso que se vê isso.
    Fico contente pelos portugueses terem ajudado quem mais preciso, quem sabe se um dia poderão vir a ser ajudados.

    ResponderEliminar
  11. Também fiz a minha parte e não fiz mais porque tenho 3 filhas para ajudar.
    E a mim quem me ajuda?? Ah pois é!!

    ResponderEliminar
  12. Era incapaz de não ajudar,sabendo que há Portugueses a passarem fome.Ninguém devia passar fome...

    ResponderEliminar
  13. Gastei uma parte do meu orçamento do mês (de compras hipermercado), para o banco alimentar.
    Pode custar um boacadinho, mas sei bem, o quanto compensa, saber que uma família terá alimentação para um mês, no qual eu pude ajudar.

    Fui apenas uma gota, eu sei.
    Mas gota a gota.. ajuda-se a construir um oceano de solidariedade,
    em vez de comprar sapatos eheheh

    ResponderEliminar
  14. B*, exactamente. Mas eu já nem digo sapatos... se cada uma de nós gastar o valor de um ou dois vernizes, já ajuda bastante. Um ou dois leites, massa, arroz, enlatados... :)

    ResponderEliminar
  15. Sempre contribui e continuarei a fazê-lo.
    Agora, o que realmente seria interessante, era existir uma base de dados, onde as pessoas que contribuiram, e muitas das que o fazem, já têm tão pouco que deveria ser proibido ficarem com ainda menos. Só pode ser boa gente.
    Mas nessa base de dados termos acesso ao nome das pessoas e famílias que usufruiram de tudo isto. Digo eu. Pode parecer disparatada a ideia, mas deixar-nos-ía, aí sim, com a sensação de dever cumprido.
    Não estou a por em causa a distribução pelas pessoas. Mas são toneladas de alimentos e vê-se tanta gente por aí a passar fome, que não se percebe.

    ResponderEliminar
  16. Fiz questão de contribuir com o que pude. Dei até mais do que costumo dar nestas campanhas. Sei que a altura não é fácil e há muita mas mesmo muito gente a precisar. Nem temos ideia de quantas famílias estão a passar fome neste momento.

    Agora só espero que tudo seja canalizado realmente para os que mais precisam.

    ResponderEliminar
  17. eu tento ajudar todos os anos, infelizmente muitas vezes os cidadaos ajudam todos e no fim a comida nao chega ao destino a que devia por causa de burocracias :(
    eu neste momento estou a contribuir mensalmente para a cruz vermelha inglesa

    ResponderEliminar