domingo, 22 de abril de 2012

Odiozinho de estimação

Pessoas que querem à força toda que uma pessoa dê um donativo para uma qualquer coisa e que se tornam mesmo arrogantes. Intragáveis, para ser sincera.

Ainda ontem fui ao supermercado e uma senhora começou a falar dos donativos para as criancinhas... "temos duas opções... blá blá... de 5 euros... blá blá... de 10 euros. Qual é que vai escolher"?

Dava mesmo vontade de responder: nenhuma. Disse-lhe que poderia fazer um donativo mas que não seria nesse valor porque não tinha esse dinheiro na carteira (e não tinha mesmo, tinha 2 ou 3 euros). Vira-se ela para mim e diz "já que é para esta causa, podia ir levantar dinheiro".

Olha que raio... estou eu a dar o que tenho... quem dá o que tem a mais não é obrigado!

Não gostei. Não dei foi nada. As crianças que me perdoem, mas as associações têm de escolher bem quem põe a fazer este tipo de trabalhos. Uma pessoa que praticamente insinua que alguém não quer ajudar não me parece boa opção.

41 comentários:

  1. Ora toma lá... havia de ouvir das boas se me dissesse isso! :D É como aquele que uma altura nos respondeu "Há-de ir para o céu...", porque não ajudei um claramente drogado (e que provavelmente estava a fazer peditório para uma associação fictícia), e levou com um "Bem mais rápido do que tu com certeza!".

    ResponderEliminar
  2. já me aconteceu tantas vezes! odeio pessoas assim. Lá porque é para uma boa causa, não significa que possam fazer tudo!

    ResponderEliminar
  3. Pois eu já ouvi um "tem filhos e nem assim se sente sensibilizada". Ao qual respondi: "por ter 4 filhos é que não me posso sentir sensibilizada (pronunciando bem esta palavra) sempre que me pedem".

    Ora bolas, é que pelo menos aqui pelos meus lados estão em todo o lado e, muitas vezes, com um ar de arrogância que me faz imensa impressão. Eu dou tudo o que os meninos já não precisam para instituições, mas não gosto de dar dinheiro. Sei lá eu no que é que o utilizam!

    ResponderEliminar
  4. Ora é cá uma lata! Até exigem quantias e tudo! É sempre para cima de 5 euros! Uma pessoa já nem dá o que quer, eles já têm o valor que temos de dar! Fogo sairam-se com essa? Ai fogo! Estou em choque! Eu também só por isso não dava!

    ResponderEliminar
  5. Deixa-me adivinhar...foi no Pingo Doce! Ouvi o discurso da senhora com outas "vítimas" e passei ao largo para nem ter que me chatear. De facto, comigo tinha mesmo levado a resposta que pensaste dar e não te saiu da boca porque és ponderada.

    ResponderEliminar
  6. Fizeste bem! Infelizmente muito desse dinheiro nem vai para as criancinhas e sim para o bolso de certas pessoas.

    ResponderEliminar
  7. Temos milhares desses por aqui,mas ja tivemos muitos problemas com donativos,várias pessoas que metem para nos extorquir.Uma pessoa que tem bons sentimentos jamais vai obrigar o outro a entregar o dinheiro e deixa-lo em uma situação constrangedora,talvez ela tenha se esquecido que todos estão passando pela crise.
    Eu prefiro ir até as crianças e doar em alimentos e remedios,dai tenho certeza que foi verdade.Mas leve em conta que estou no Brasil,talvez em Portugal as pessoas não façam estas coisas,mas que ela foi grosseira..foi.
    Bjs
    Deusa
    vasinhos coloridos

    ResponderEliminar
  8. O bom de ter 16 anos é aqueles marmanjos que andam a tentar vender roupa nas estações de comboio ou a pedir dinheiro para sei lá o quê, a mim nunca me pedem nada. :)
    E acredito que nessa situação seja também por saturação, pois há muita gente que não dá mesmo nadinha.
    Mas têm que saber falar com as pessoas, é um facto.

    ResponderEliminar
  9. Compreendo perfeitamente o que dizes. Também já me aonteceu o mesmo, e ainda me disseram "ah mas tem mesmo que ser no minimo 5euros" ao que eu respondi, que não me importava de nao levar o porta-chaves ou o que quer que fosse, que apenas queria contribuir, e a senhora a insistir que nao custava nada, que isto, que aquilo. Há gente que não tem noção do que diz!

    ResponderEliminar
  10. ahahah

    Madame Butterfly, tal e qual. Pingo Doce, ontem lá pelas 17 horas. :D A senhora de meia idade com uma cara de tacho, como se eu lhe devesse alguma coisa.

    ResponderEliminar
  11. É com cada uma :s é cada personagem! Sinceramente...

    ResponderEliminar
  12. Ora aí está S*, disseste tudo, escolher bem as pessoas que fazem este tipo de trabalhos, e já agora acresento, por favor escolher também as pessoas que estão nos balcões de lojas, é que se apanha cada uma, que não sei se dá para rir, ou para outra coisa qualquer...

    ResponderEliminar
  13. Acontece muitas vezes sim....depois uma pessoa ainda se fica a sentir mal por não ir levantar dinheiro....

    ResponderEliminar
  14. http://www.facebook.com/photo.php?fbid=382888585089054&set=a.382786995099213.91159.264167150294532&type=3&theater
    Ajuda-me a passar à proxima fase, mete gosto e partilha pf! muito obrigada:)

    ResponderEliminar
  15. podes crer, quem dá o que tem a mais não é obrigado, sou sempre por este lema!

    ResponderEliminar
  16. Até para pedir é preciso ter jeito...

    ResponderEliminar
  17. Mas é que é mesmo. Cada um dá o que pode e a mais não é obrigado. Alguém que precise mesmo quer lá saber da quantia, o pouco que venha já é bom o suficiente!

    ResponderEliminar
  18. Já me aconteceu a mesma coisa no Pingo Doce! Por pouco não insultei o homem.

    ResponderEliminar
  19. Olá S*!
    Nem de propósito este post! De tarde fui ao continente, e estavam lá a pedir para as crianças, eu por acaso não dei porque tinha só 1 euro na carteira, o meu marido também não tinha, disse logo à rapariga que não tinha que chegasse, e que paguei as compras com cartão, e ela fez cá uma cara! Eu costumo dar sempre, mas não tinha mesmo dinheiro que chegasse, paciência!
    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  20. Olha comigo também tinha levado uma resposta de certeza ahah não suporto essas coisas.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  21. caso para dizer pobre e mal agradecida.. :S nao querendo denegrir a imagem de associações solidárias mas realmente apanha-se com cada um(a) .. k tristeza ...

    ResponderEliminar
  22. Batons é isso! Fazem-me logo um ar de zangados, como se tivéssemos OBRIGAÇÃO de dar.

    ResponderEliminar
  23. Também já me aconteceu isso! Não gosto mesmo nada, parece que nos estão a obrigar... Normalmente eles têm brindes para quem der os tais 5€. Eu acabo por nunca levar brinde porque só dou 2 ou 3€... E nos dias que correm já custa bastante dar isso!

    ResponderEliminar
  24. LOL eu passava-me lol e eu acho um abuso, pedirem tanto dinheiro! 5 euros e 10 euros? eu não tenho esse dinheiro para mim, quanto mais para os outros. Dou 1 euro às vezes e já é muito bom, se todos derem 1 euro já é uma grande ajuda!
    beijinhos

    ResponderEliminar
  25. Ui qualquer dia começam a bater no pessoal...respeito as causas, mas acredito no poder de escolha.

    ResponderEliminar
  26. Acontece-me tantas vezes irritar-me com essas pessoas...

    ResponderEliminar
  27. aiiii isso dá-me uns nervos! Axo que fizeste muitooo bem em não dar nada. Olha, que caraças!

    ResponderEliminar
  28. Que grande lata!
    Dás o que queres e o que tens e ela que agradeça.
    É com cada uma!

    ResponderEliminar
  29. Acabei de rever inúmeras situações deste género em que tenho vindo a ser abordada e, reajo sempre da mesma maneira que tu... acabo por não fazer donativo nenhum ainda que seja por uma boa causa. Se é um donativo, um peditório ou algo do género, as instituições devem limitar-se a pedir pequenas contribuições. A humildade fica sempre muito bem e quem precisa tem que ser humilde. Agora exigência de valores... mas o que é isso??? Ridículo!

    beijocas***

    ResponderEliminar
  30. Também já tive experiencias dessas. É uma ingratidão, no meu ver. Cada um ajuda como pode.

    ResponderEliminar
  31. E se calhar não sabias mas essas pessoas não são voluntárias, elas ganham à comissão.

    ResponderEliminar
  32. Panda, por acaso até sabia porque a minha irmã já fez um trabalho deste género. No entanto, o facto de ganharem à comissão não me parece que lhes dê o direito de serem desagradáveis e de fazerem as pessoas sentir-se mal por não ter 5 ou 10 euros para doar a uma causa.

    ResponderEliminar
  33. Ui, por cá estamos cheias desses peditórios em toda a superfície comercial, e que há gentinha que não tem jeito para esse trabalho, há sim senhora!
    O que eu mais detesto é quando elas além de serem arrogantezinhas ainda nos perseguem, e tentam por tudo que se compre o que estão a vender!
    Oh Lord!

    :-))


    http://viradadoavesso-katie.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  34. já me aconteceu tantas vezes que agora já nem deixo dizerem nada... mal se dirigem a mim digo logo não... e se continuam a insistir, digo-lhes para fazerem um peditório para elas/eles para uma consulta no otorrino visto não estarem a ouvir bem o não que lhes estou a dizer... andam a pedir e ainda exigem o quando as pessoas dever dar, é preciso é ter lata...

    ResponderEliminar
  35. Acontece-me tanto e revolta-me. Cada um dá o que pode e a mais não é obrigado. A vida está difícil para todos e o simples facto de querermos, e podermos, ajudar devia ser o maior interesse e não o quanto vamos dar.

    ResponderEliminar
  36. Concordo! Esta mania agora de vender qqualquer coisa por 5€....

    ResponderEliminar
  37. S essas campanhas as angariadoras/vendedoras ganham à comissão. Para ajudar mais vale ajudar mesmo quem conhecemos, um vizinhom ou uma instiuição que tenha alguem da nossa confiança e que peça para uma determinada actividade. E olha que eu trabalho na áera social há 13 anos. beijos nossos.

    ResponderEliminar
  38. Ah e alem disso podes sempre fazer uma transferencia no final do ano por exemplo e podes colocar no irs. Podes doar também 5% do valor que ficará do irs para uma instituição. agora na rua??? só mesmo quem te pede comida

    ResponderEliminar