terça-feira, 24 de abril de 2012

Miguel Portas


Estou em absoluto choque com a morte do eurodeputado Miguel Portas, irmão do Ministro Paulo Portas. Miguel Portas foi fundador do Bloco de Esquerda, um partido que nada-nada tem a ver com o CDS-PP do irmão.

Desconhecia que o senhor estivesse novamente doente. Tão novo... Ainda não tinha 54 anos. Dois filhos.



26 comentários:

  1. Também fiquei chocada. Não fazia ideia que ele estava doente...

    ResponderEliminar
  2. Também fui apanhada de surpresa, e sim demasiado novo para partir assim infelizmente! :|

    Andrea

    ResponderEliminar
  3. Também fui apanhada de surpresa, e sim demasiado novo para partir assim infelizmente! :|

    Andrea

    ResponderEliminar
  4. Por alguma razão eu achei que ele tinha ultrapassado o cancro. Quando li a notícia fiquei assim mesmo, em choque. Simpatizo com a família e, em especial, com a mãe dele. E é sempre tão mau pensar que essa merda dessa doença levou mais uma vez a melhor...

    ResponderEliminar
  5. Custa sempre ver partir um camarada de luta contra a doença.
    É assim, umas vezes ganha-se, outras perde-se. :'(

    ResponderEliminar
  6. É verdade é uma grande perda, e eu também fiquei completamente chocada =/

    Beijinho*

    ResponderEliminar
  7. Também não fazia ideia que ele estava doente:( É uma pena, ainda tinha muito para dar:(

    ResponderEliminar
  8. OMG... só agora me liguei à vida terrena e percebi do que tinha acontecido... fg, parece uma piada de mau gosto...

    ResponderEliminar
  9. Perdemos um homem que lutava por ideias e convicções.Admirava-o por isso. Pessoas e principalmente políticos assim são raros.

    ResponderEliminar
  10. Infelizmente quando estive no estágio de Oncologia no IPO vi muitos casos como o dele. O cancro do pulmão é o cancro que mais mata em Portugal, tem um prognóstico horrível e toda a gente deveria estar alertada para isso. Talvez assim as pessoas deixassem de fumar (ou não, mas isso é porque nunca vão deixar de existir pessoas estúpidas).

    ResponderEliminar
  11. Sabia que estava doente outra vez, ou melhor, que não tinha melhorado mas a morte dele deixou-me consternada. O país perdeu um cidadão com "C" maiúsculo.

    ResponderEliminar
  12. tambem fiquei, estava na cozinha a fazer o jantar qdo ele me deu a novidade, ele ainda era bastante novo, nao estava nada a espera :(

    ResponderEliminar
  13. :( Ohhhhhhh n sabia k estava com cancro....:-(

    ResponderEliminar
  14. Também fiquei em estado de choque...

    ResponderEliminar
  15. Nem eu... Não sendo do mesmo partido que ele, nutria por este senhor uma simpatia e um respeito que sinceramente nutro por (muito) poucos políticos. Que descanse em paz!

    ResponderEliminar
  16. Olha fiquei a saber agora aqui no teu blog...:/

    ResponderEliminar
  17. Olá S*, vi o Miguel Portas há uns meses nas Amoreiras e até comentei com o meu marido que ele estava cinzento e amarelo (a minha cunhada já fez quimio e radio e também estava assim) e muito inchado. Que já deveria andar ali bicho outra vez. Hoje, não fiquei surpreendida. Mas fiquei triste.

    ResponderEliminar
  18. Nem quero nunca sentir uma coisa dessas perder um filho deve ser a coisa mais horrível deste mundo, sentimentos à família e que tenha agora a sua alma em descanso!!!

    ResponderEliminar
  19. Já sabia que estava gravemente doente....é tudo uma tristeza,é o que é!

    ResponderEliminar
  20. "Apesar de enquanto politico fazer tanta falta a Portugal e ao Mundo como uma viola num enterro, sempre me pareceu que o Miguel Portas seria uma companhia seria extremamente agradável e boa pessoa. Alguém de quem seria amigo se nos conhecessemos e ele achasse por bem. Vão da minha parte pêsames ah familia e amigos."

    In "O Insurgente" ao qual sou da mesma opinião.

    ResponderEliminar
  21. Eu sabia que ele estava mal mas ainda assim fiquei triste, ele era dos que faziam falta não dos que estavam a mais.

    ResponderEliminar