terça-feira, 17 de abril de 2012

Isto vai de mal a pior!

Diz ainda o apresentador do "A gente da minha terra", supostamente para ter piada:

Eu até entendo a pedofilia na Bélgica. As mulheres só comem chocolates e waffles. Se se quiser fazer amor com alguém sem celulite, tem mesmo de ser com menores de dez anos.

Ainda bem que desconhecia esta porcaria de programa.

35 comentários:

  1. É que não tem mesmo piada nenhuma. Eu até acho que tenho sentido de humor mas há coisas que não me entram. E gozar com abuso de crianças é uma delas.

    ResponderEliminar
  2. Eu não conheço o programa..mas parece me que não estou a perder grande coisa --' enfim..

    ResponderEliminar
  3. Desconhecia por completo o programa! E estou a ver que não estou a perder nada extraordinário! Enfim, tudo serve para fazer piada.

    ResponderEliminar
  4. Isso é muito muito muito mau... Por acaso soube ontem da existência desse programa, mas não fazia ideia do seu conteúdo... Daqueles casos em que é bom ser ignorante!

    ResponderEliminar
  5. Não sei é como é que deixam passar isto na tv... enfim!

    ResponderEliminar
  6. Desconheço esse programa,mas pelo que aqui citaste,vou continuar sem ver. Há pessoas que fazem (ou tentam fazer) piadinhas com todos os temas de que se lembram,mas nem tufo serve para brincar. Há assuntos bastante sérios com os quais não se deve ironizar.

    ResponderEliminar
  7. O apresentador disso mesmo isso?
    Oh God...ridículo! Que saída tão infeliz!

    ResponderEliminar
  8. Que ignorante por favor!! Começando pela celulite: comer ou não muitos doces não é questão automaticamente para ter ( experiência propria)e segundo porque um HOMEM ( daqueles que já passou da adolescencia e mais do que duas mulheres pelos lençois) sabe apreciar uma mulher a serio...frescuras dessas é coisa de mulher. Mas, o mais triste nisto tudo é como termina todo o raciocínio dessa "alma iluminada"

    ResponderEliminar
  9. Há gente mesmo parva no mundo, mas "Piadas" e comentários infelizes à parte, seu blog está giríssimo, vou já seguir!

    ResponderEliminar
  10. Ainda bem que eu não conheço nem sabia desse programa.
    assim já estou avisada se tiver a ideia de o ver...não vejo.
    jocas

    ResponderEliminar
  11. Coitadas das mulheres na Bélgica... Se quiserem fazer amor com um homem como deve ser, que não se importe com a celulite, têm de fazer o quê? Emigrar?

    ResponderEliminar
  12. Isso era para ter piada? Que gente mais parva...

    Beijooo*****

    ResponderEliminar
  13. Nunca vi o programa mas pelo que retratas, parece-me um pouco de baixo nível! Enfim... há muita porcaria na Tv por cabo!

    ResponderEliminar
  14. Rezam as histórias que esse programa está a ter imenso sucesso!

    O humor será sempre muito ambíguo!

    Beijinho*

    ResponderEliminar
  15. Nunca vi. Mas de qualquer forma, duas piadas pedófilas no mesmo programa deveria dar direito a queixa.´Não se brinca com coisas sérias, ainda para mais envolvendo crianças.

    ResponderEliminar
  16. Ainda bem que eu n vejo televisão...

    ResponderEliminar
  17. "Não se brinca com coisas sérias" é o lugar comum mais sem sentido que pode existir. Humor é isso mesmo, as coisas que não são sérias não precisam de ser "humorizadas".

    É humor negro, ou se gosta ou não se gosta. E é um canal “do cabo”. Como diz o slogan de um outro canal “do cabo”, “quem quer, vê” - quem não quer, muda para o America's Next Top Model, que transmite valor muuuuuito melhores.

    ResponderEliminar
  18. Nunca vi tal programa e agradeço não ter visto tal afirmação que me causa revolta, pois esse senhor não sabe o que é passar por essa experiência, ter que viver com ela para o resto da vida e as repercussões que tem na vida de uma criança... enfim não passa de um ignorante.

    ResponderEliminar
  19. O d'O Metro quadrado, não me parece que por ser canal por cabo se deva admitir tudo. Especialmente pouco depois das 22 horas. Se queriam passar aqueles conteúdos, que pusessem depois da meia-noite.

    ResponderEliminar
  20. Opáh eu adoro o homem e as pessoas não deviam de levar as coisas tão a peito, adoro o programa e de vez em quando vou lá dar uma espreitadela quando estou aborrecida no trabalho.
    Aconselho então a não verem os outros episódios pois há coisas bem mais directas =)

    ResponderEliminar
  21. COMO DAS OUTRAS VEZES HEI DE CONFESSAR QUE JAMAIS SAIRIA DESTE CATINHO NO QUAL NOS TRAZ E NOS PROPORCIONA LONGAS E DURADOURAS HORAS DE LEITURA E NOS FAZ CRER QUE DE DIANTE DA FRAGELIDADE QUE FORA FEITA EXISTE POR DE TRAZ DE TODO ESTE EM CANTO A MAGESTADE E A MGNITUDE DAQUILO QUE FORAS FEITA MULHER....DEIXO-TE UM CARINHO BJ DE AFETO EM SEU CORAÇÃO...

    ResponderEliminar
  22. Esse apresentador não tem limites, brincar com pedofilia??? Deveriam cancelar o programa!
    Xoxo!

    ResponderEliminar
  23. ainda bem que nunca vi essa porcaria nem vou ver :|

    ResponderEliminar
  24. Que horror! Vai perder audiências de certeza :(

    ResponderEliminar
  25. Nunca vi o programa e neste momento estou felicíssima por isso... creio que por muito menos do que aquilo que transcreve no post já foram queixas à ERC, e era exactamente o que mereciam (eu nem me acho com falta de sentido do humor mas aligeirar pedofilia a esse nível não é humor, é ser imbecil)

    ResponderEliminar
  26. Olha sinceramente nao conheço e tambem nao procuro conhecer sobretudo porque sou mãe e mesmo como ser humano nao me enriquece em nada!
    Mas já na altura do Fernando Rocha (que eu via na tv internacional) achava que o humor português ainda tinha muito para crescer, é que passar uma hora a rir porque alguem manda para o ar asneirolas para entreter a corte, eh pah haja paciência...

    ResponderEliminar
  27. uiiii. essa foi forte...really..?? isso foi dito na tv?! omg : /

    ResponderEliminar
  28. Esse tipo de programas não definem muito aquilo em que nos tornámos(aram)?

    ResponderEliminar
  29. mas que gente tão estupidamente ignorante! que onda de ódio que me acudiu agora :|

    ResponderEliminar
  30. ainda bem que continuo a desconhecer.. estou em choque!

    ResponderEliminar