sexta-feira, 27 de abril de 2012

Facto

Cada vez me convenço mais de que sou demasiado boa pessoa para este mundo.

E isso não é necessariamente bom.

19 comentários:

  1. Podes crer...penso o mesmo. Mas as pessoas boas é que se lixam mtas vezes..bjs

    ResponderEliminar
  2. já somos duas minha querida!!


    Ando tentada a tentar tornar-me numa pessoa menos boa...a ver se não me sinto tão à margem! LOL


    * beijocas

    ResponderEliminar
  3. Confuskos, não tenho de ser modesta, ora essa. É a minha opinião. Sei o que valho.

    ResponderEliminar
  4. Não é mesmo, qd somos boas demais as pessoas abusam de nós... :( mas pelo menos somos felizes :)

    Bjs e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  5. ia dizer "modéstia `a parte mas como a entendo" mas depois de ler os comentários aqui deixados.. digo:

    penso exactamente o mesmo!

    ResponderEliminar
  6. E eu cada vez mais me apercebo que este mundo é dos espertos...não sei ser assim...

    ResponderEliminar
  7. S*, nunca comentei no teu blog embora o visite todos os dias e acho-te mesmo super boa pessoa. Sabes como cheguei aqui? Pelos comentários que deixaste em 2 segredos meus do shiuuuu, e foste super simpática e atenciosa nos comentários.
    Sim és boa pessoa demais para este mundo!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  8. Olá Carla Alexandra. Fizeste-me sorrir com esse comentário. Obrigada. Tento sempre colocar-me na pele da outra pessoa... o que é fácil de julgar, à primeira vista, pode até ser entendido se olharmos com mais cuidado.

    E também já mandei dois ou três segredos para lá. Sou fã!

    ResponderEliminar
  9. Gosto do facto de não teres "papas na língua", por isso é que te visito diariamente.

    E sim, só podes ser boa pessoa, pelo facto de teres paciência para me ler:)

    ResponderEliminar
  10. Pois eu por vezes penso o mesmo!
    Na maioria das vezes lixamo-nos por sermos boas pessoas!
    :-))
    http://viradadoavesso-katie.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  11. É pena que assim sejas. Tens que andar sempre com um pé atrás... a sociedade obriga-nos a isso :)

    ResponderEliminar
  12. Acrescento-me ao grupo. Já emprestei apartamento e carro a dois grandes amigos meus (neste momento são ex-amigos) em alturas diferentes. Era com ambos muito próxima, confidenciava muito da minha vida, e eles comigo, apesar de eu morar cá, falávamos quase todos os dias. Achava que a amizade que nos unia nunca iria perder-se no caminho. Pois bem, sabes qual é a situação do momento? Ela, agora que tem carro próprio que não precisa do meu, só fala comigo se for eu a meter conversa. Ele, após várias tentativas da minha parte de saber o porquê do seu afastamento para comigo porque eu não lhe fiz nada, continua sem me dar resposta. No verão encontrei-o ao acaso e viu-se encavacado. Falei-lhe que queria ter uma conversa séria com ele e ficou combinado que ele me mandava uma sms para combinarmos. Até hoje! Pura e simplesmente ignora-me. E eu nunca me preocupei tanto com um amigo como me preocupei com ele quando se afastou. É triste.

    Às vezes pergunto-me se o problema sou eu. Mas não é.

    ResponderEliminar
  13. para esta selva ... nada bom! se não tivermos o pé atrás saimos sempre queimadas.

    Bjokas

    ResponderEliminar
  14. Há que saber dizer não. E, às vezes é preciso ser-se mázinha. ;)

    http://chicca-maria.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  15. como te entendo..ás x's sinto o mm...dassss....
    :)

    ResponderEliminar
  16. Eu cada vez descubro mais maldade neste mundo, menos respeito e mais arrogância! Assim não vamos longe...
    Mas o mundo é dos melhores adaptados, não interessa por que meios se atingem os fins pretendidos! Infelizmente...

    ResponderEliminar
  17. às vezes penso o mesmo! Principalmente desde que me disseram «minha querida, tu és simpática de mais para existires» ...

    ResponderEliminar