quinta-feira, 12 de abril de 2012

Coisas de bruxo

A minha avó foi ao bruxo. A minha avó acredita nessas coisas. Levou uma fotografia minha e lá foi ela ao bruxo. Diz que há alguém que me tem muita inveja. Diz o bruxo (que segundo o resto da família é o aldrabão) e a minha avó acredita.

Eu não ligo a essas coisas mas sei que a minha avó me obrigou a guardar um saquinho em casa com umas quaisquer plantas que afastam os bruxedos. Pelo sim pelo não, melhor não deitar aquilo fora.

Também ando cheia de dores de cabeça desde que o saquinho entrou lá em casa, o que não me parece lá muito bom sinal.

Acreditam? Não acreditam? Duvidam mas respeitam?

Eu sou céptica, mas tenho respeitinho.

54 comentários:

  1. Acreditar talvez não seja a resposta adequada, talvez respeitar

    ResponderEliminar
  2. Olha, eu acredito. Não em todos mas já conheci uma pessoa que acertou em muitas coisas na minha vida (coisas que só eu sabia até à data). Já fui céptica mas agora... acredito que existam pessoas com uma maior sensibilidade para o oculto!

    ResponderEliminar
  3. respeito imenso, mas normalmente não é bom sinal andar-se com dores de cabeça, se forem fortes, durante o dia todo :x
    *

    ResponderEliminar
  4. A minha Mãe conhece um senhor que não é bruxo, mas sei lá, dizem que tem um dom qualquer. E houve uma altura em que andei com dores de cabeça, que não passavam por nada. Ela foi lá e ele disse para passar álcool na cabeça antes de dormir, que aquilo era inveja. Coincidência ou não, mas aquilo passou...
    Ela anda sempre a dizer para eu ir lá e isso, mas eu não vou. Tal como tu, sou céptica, mas respeito.

    ResponderEliminar
  5. Faz um chazinho com isso e isso e depois diz qualquer coisa!!

    Amanhã é sexta feira "12+1"... ca medo F....
    Havia de meter baixa... :( é triste sabes... boa sorte!!

    Beijinho*

    ResponderEliminar
  6. Mas os bruxos não é para fazer macumbas? Não entendo! :P

    ResponderEliminar
  7. Uiii por aqui tb muito respeitinho e algum medo misturado... Não sou de acreditar mas também não desdenho, geralmente são assuntos que me deixam algo desconfortável porque acredito que há mais do que aquilo que podemos ver e isso assusta-me um bocado...
    Mal não faz teres o saquinho la por casa :)

    ResponderEliminar
  8. sou como tu, tbém tenho mto respeitinho por essas coisas...

    Maggie

    ResponderEliminar
  9. "No creo en brujas, pero que las hay, las hay!"

    não me diz nada. Mas acho que quem acredita em Deus, por ordem de razão, deverá acreditar no diabo.

    ResponderEliminar
  10. "No creo en brujas, pero que las hay, las hay!"

    não me diz nada. Mas acho que quem acredita em Deus, por ordem de razão, deverá acreditar no diabo.

    ResponderEliminar
  11. eu respeito esse tipo de rituais... mas nunca mexia nada da minha vida para saber coisas.

    quanto à inveja.. basta aqui pelo blogue! há muita gente mesquinha.

    ResponderEliminar
  12. Eu simplesmente respeito, até porque tenho tias que andam sempre enfiadas nesses sitios e acreditam!
    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  13. Estou entre os que duvidam mas respeitam. Há tantas coisas neste mundo que ainda não conhecemos...

    ResponderEliminar
  14. Querida S*, tenho dias!
    Pelo sim pelo não, guarda lá o saquinho que a avó te deu, que mal não fará! ;)

    ResponderEliminar
  15. Eu não acredito mas tenho todo o respeito por que acredita. Sou daquelas que tenho de ver para crer e nunca ninguém me demonstrou por A + B que estas crenças são verdadeiras...

    Bjs

    ResponderEliminar
  16. Comigo não foi uma avó, foi uma outra pessoa que não vale a pena especificar. E não foi um saquinho com plantas, foi mais uma garrafinha com um líquido amarelo e mal cheiroso, que este alguém me tentava atirar para cima quando eu estava distraida e que me deixava não só agoniada mas também com vontade de rosnar e à beira de morder e deixar marcas para o resto da sua vidinha:).

    Incrível é que com estes bruxos, toda a gente tem alguém atrás que lhe tem inveja. Mas...será que ainda ninguém percebeu que vivemos em Portugal, e que a inveja é algo que muito boa gente ou não, traz pendurada ao peito.

    Acredito em boas energias. Acredito que quando estamos junto de alguém que não as tem, ou não as cultiva, podemos de alguma maneira nos sentir bastante incomodados.

    Para a inveja, infelizmente não há cura.
    E para todos estes "bruxos" o remédio passa por não lhes passar cartão e já agora nem dinheiro.E não manter em casa objectos que passaram pelas mãos destas pessoas, que a meu ver não são pessoas de bem, logo são veículos possuidores de más energias.

    ResponderEliminar
  17. antigamente tinha respeito, hoje respeito ainda mais e acredito

    ResponderEliminar
  18. Que las hay, las hay! :P É a minha opinião sinceramente. Não acredito, não procuro e não me interesso pelo assunto, mas é um facto que já me leram a mão na Índia e que tudo se concretizou. Vai daí, ainda não resolvi muito bem a minha cabeça em relação ao assunto, vai dependendo dos dias :P

    ResponderEliminar
  19. Eu sou como tu: céptica. Mas não digo isto e aquilo sobre isso, prefiro não falar muito do assunto, antes que tenha motivos para acreditar.. É um assunto que não me acompanha e que faço questão de o esquecer.

    ResponderEliminar
  20. Como dizem "nuestros hermanos":
    "-No creo en brujas mas que las hay, las hay!"
    E que há muita gente invejosa tmb há. E energias negativas podem afectar-nos.
    Mantém o saquinho pelo sim, pelo não!

    ResponderEliminar
  21. Pega no saco das ervas e faz um chá. ahah

    ResponderEliminar
  22. Bom, a única coisa que posso dizer, é para teres atenção ao teus sexto sentido quando dizes que desde que tens o tal saquinho em casa, tens tido dores de cabeça. Pode não ser nada, mas também pode ser muita coisa...

    ResponderEliminar
  23. Eu tal como tu também sou céptica, mas tenho muito respeitinho. porque posso n acreditar muito em bruxas mas que as há, lá isso há =)
    bjs*

    ResponderEliminar
  24. Acreditar ou não não importa,mas respeitar sim,cada um tem sua crença,sua ideologia...então como dizemos aqui no Brasil *Cada um no seu quadrado*.
    Agora o que te da dor de cabeça pode ser o cheiro,será que não?
    Inveja,claro que muita gente tem,quando assumimos um blog,assumimos isso,não tem jeito,tem sempre gente fraca que inveja o outro,isso chama-se fraqueza...e só ir a luta...indo a luta a gente consegue tudo sem querer o que e do proximo.
    Quanto ao seu lado maternal,ele ja e bem forte,olha so como trata as gatinhas que trouxe para casa...rs
    Mas dai para ser mãe...ha...amiga...o melhor e ter maturidade,idade,vida ja toda organizadinha,agora ainda e cedo,começou um casamento(isso e um casamento)e cedo.
    Bjs
    Deusa
    vasinhos coloridos

    ResponderEliminar
  25. Eu acredito na mente. No poder que ela tem...e que acreditar muito, pode fazer acontecer.

    ResponderEliminar
  26. A tua mãe levou a tua foto à bruxa? Que inveja!! rrsrsrsrsrrssr

    ResponderEliminar
  27. Eu não acredito..Até porque a maior parte é uma aldrabice xD Mas que há gente que lá deve entender mais do assunto há..

    ResponderEliminar
  28. Esse saquinho deve ser arruda(!?), que é o mesmo que tenho no meu carro há 7 anos e no carro do gajo há 4. Foi a minha mãe que deu, eu não acredito em nada disso, mas a verdade é que nunca os deitei fora! Já devem é estar podres.

    ResponderEliminar
  29. Oh milher eu acredito e por diversas razões que não vou escrever aqui.... beijo

    ResponderEliminar
  30. Eu acredito e respeito!Melhor deitar o saquinho fora...

    ResponderEliminar
  31. É impressionante! Todas dizem que há alguém que nos tem inveja!

    Eu acredito que haja sempre uma alminha no mundo que tenha inveja de algum ser humano, de mim, de ti, do zé do telhado...

    ResponderEliminar
  32. Chama-me louca mas eu já sofri de vudu. Juro! Comecei a ter sintomas estranhos. De madrugada sentia-me mal, começava a ter taquicardia violentissima, ia para as urgencias, gastava guito e as maquinas diziam que não tinha nada. Isto 2 a 3x por semana. Cheira-me que já devia ser conhecida como a maluquinha do hospital. Sempre que vinha de fim-de-semana à minha cidade, ficava de cama com enxaquecas e vómitos. E os exames de saúde continuavam sem acusar nada. Até que a minha madrinha, crente em tudo o que é do outro mundo, foi a um bruxo e levou uma foto minha. Disse que me andavam a fazer mal para me afastarem. O tipo fazia tudo através de rezas católicas e disse que só resultaria se eu fosse crente. Pensei logo que estava lixada, já que não sou católica nem crente em Deus. Mas o certo é que uma semana depois fiquei miraculosamente boa e até hoje (isto já foi há 2 anos).

    ResponderEliminar
  33. Raven, ora... quando tinha 12 anos tinha enxaquecas horríveis, mais do que uma vez por semana. De um momento para o outro acabaram. A minha avó depois disse-me que tinha feito um pedido qualquer e obrigou-me a ir à igreja da Senhora da Cabeça oferecer uma velinha. ;)

    ResponderEliminar
  34. Raven, ora... quando tinha 12 anos tinha enxaquecas horríveis, mais do que uma vez por semana. De um momento para o outro acabaram. A minha avó depois disse-me que tinha feito um pedido qualquer e obrigou-me a ir à igreja da Senhora da Cabeça oferecer uma velinha. ;)

    ResponderEliminar
  35. Acho fantástico o facto de nessas histórias de idas ao bruxo o prognóstico ser sempre o mesmo: inveja! Descredibiliza uma bocado o sector :D Eu acredito zero.

    ResponderEliminar
  36. Não pude deixar de me rir quando li este comentário! A minha irmã também foi a um padre (vá, um "bruxo") para ver o que ele dizia sobre a sua vida. Bem, eu também não acredito em nada disto e até gozo com ela mas vá, admito que me dá aquela curiosidade! ahah
    Um beijinho *

    ResponderEliminar
  37. eu nunca fui. mas toda a gente que conheço que foi alguém lhes lançou qualquer coisa. ou seja, andamos todos amaldiçoados.. o que deve equilibrar o mundo só por si :)

    ResponderEliminar
  38. Acredito bastante nas energias, positivas e negativas. Acho que existem mesmo e podem interferir com a nossa vida. E tenho como lema: só me fazem mal se eu deixar. E faço à minha volta um escudo de energias muito positivas ;)

    ResponderEliminar
  39. eu é mais não querer nada disso cá em casa! Nem que seja para bem, nem para mal, eu deitava isso fora! :P

    ResponderEliminar
  40. Acreditar não posso dizer que acredito mas respeito muito, e acho que há por aí muita gente que tem assim uma espécie de propensão para o oculto e dizem-nos coisas que nos deixam a pensar: será que? Como é que ele sabe isto?
    Por isso e pelo sim pelo não deixa aí o saquinho das ervas que mal não deve fazer :)

    ResponderEliminar
  41. eu nunca fui e nem sequer penso em ir a pessoas destas... quero-as bem longe da minha casa... Tenho pessoas na familia que accreditam muito nisso, mas eu não acredito, mas respeito.

    essa gente quer é dinheiro facil...

    ResponderEliminar
  42. ...eu fico sempre na dúvida mas prefiro respeitar e não me meter nessas coisas....mas tambem se o tal sr não perceber nada de nada o saquinho não fará mal nenhum ;)

    ResponderEliminar
  43. Penso como tu: não acredito muito, mas respeito. Por vezes, acontecem coisas inexplicáveis e aí fico a pensar nisso...

    ResponderEliminar
  44. eu acredito que há pessoas muito más e que, intencionalmente ou não, nos deitam o tal 'quebranto'. e tenho respeitinho por essas coisas, mas lá está, sou muito cética.

    ResponderEliminar
  45. Eu sinceramente não acredito na generalidade das coisas. Aliás, por acontecimentos que agora não vêm ao caso já me deparei com alguns verdadeiros aldrabões. Mas pronto, cada um acredita no que acredita. Mas admito que tenho um certo respeito/medo/sei lá eu o quê....

    ResponderEliminar
  46. O meu avô já foi ao professor Bambu, qualquer coisa assim. Eu digo que não acredito, mas se algum bruxo dissesse alguma coisa a meu respeito e aconselha-se a qualquer tipo de protecção, eu ia fazer com certeza. O medo guarda a vida, não é? Por isso é melhor prevenir lol.

    ResponderEliminar
  47. Eu não acreditava, mas num momento de desespero, em que não sabia o que fazer, fui a um sítio desses. Saí de lá com um frasco de mel com ervas misturadas, a indicação de o manter de pernas para o ar durante não sei quanto tempo, e menos 100€.
    Agora continuo a não acreditar :p e desejo do fundo do coração, se voltar a viver momentos desesperantes, ter a lucidez para me manter afastada desse meio.
    São os erros que nos ensinam :)

    ResponderEliminar
  48. Mete o saco das ervas na varanda...eu sou cm alguém que disse em cima...eu n ligo a nada disso mas arruda no carro é certinho que a vou roubar pr a lá pôr...vou trocando aquilo de x em x anos...e ate pr a troca há um ritual manhoso :)

    Faz reiki...experimenta.

    ResponderEliminar
  49. Eu não acredito, não consigo acreditar. Mas há pessoas que vivem em função do que os bruxos lhes dizem. Vou ter que ir a um perguntar quando é que vou arranjar trabalho :)

    ResponderEliminar
  50. Sou como tu.. Céptica mas respeito.

    ResponderEliminar
  51. Eu guardava, apesar de não acreditar muito, mas nunca se sabe!

    ResponderEliminar
  52. Como diz o outro: "eu não acredito em bruxas, mas que as há, há".
    Tenho mas é muito respeitinho por essas cenas porque, pelo sim, pelo não, não vão lá ser verdade e andar uma pessoa para aqui a gozar. Resumindo e baralhando: tenho medo que me pele dessas coisas!

    ResponderEliminar
  53. Sinceramente não ligo a essas coisas nem nunca traria para casa nada disso.Pelo sim pelo não, gosto de passar ao lado desse assunto.

    ResponderEliminar