sexta-feira, 16 de março de 2012

Odiozinho de estimação

Gente pudica, que fica chocada com tudo e que adora criticar os outros por serem - alegadamente - libertinos. Também não sou defensora do estilo bicicleta-da-aldeia, mas acho que toda a gente passa pela fase da descoberta. Faz parte, é normal e, para dizer a verdade, faz falta.

As opiniões são como as vaginas: cada uma tem a sua e quem quiser dá-la, dá-la!

E quem diz vaginas, diz o correspondente masculino.


Nota: Isto a propósito de uma conversa com a minha amiga C., que é fantástica e que faz o que quer e bem lhe apetece.

26 comentários:

  1. ...inevitável gargalhada, ao ler "estilo bicicleta-da-aldeia"...:))))))))))

    ResponderEliminar
  2. na conhecia a expressão e está catita! eu cá acho que cada qual abre as pernas pró que quer. desde que não as faça pra mim, num tenho nada a ver com isso :p

    ResponderEliminar
  3. Concordo miiiil vezes e assino por baixo. Raio de gente parece que não pinam e não fazem cocó, já viste? Caredo... um beijinho dear S*
    ps: gosto de pensar que pelo menos já não morro burra não é?

    ResponderEliminar
  4. Jo, estou contigo. Desde que não as abram para mim, tudo numa boa. ahahah

    Maria, há gente muito tacanha. E com a minha idade, o que me assusta.

    ResponderEliminar
  5. Assino por baixo. Sendo de livre vontade e em plena consciência, cada um sabe de si.

    ResponderEliminar
  6. Mais nada....
    Assim é que se fala.

    Bom final de semana.

    ResponderEliminar
  7. Muito bom! Adorei ler este post! E tens toda a razão, cada um que faça o que entender e não chateie os outros, ora pois.

    Beijinho! =)

    ResponderEliminar
  8. Oh, Muitas dessas pessoas criticam os outros só para desviarem a atenção de si próprias porque na verdade também têm telhados de vidro. Se é leviana é porque é leviana se não é leviana é porque é uma mosca morta e blá blá blá. Para essa gente nunca nada está bem, toda a gente tem defeitos menos os seus familiares próximos (Avé Avé)

    ResponderEliminar
  9. Uns mais cedo do que outros, mas sim, toda a gente passa pela fase da descoberta. É uma fase gira, seja com a bicicleta da aldeia, seja no triciclo em que ninguém quer andar. :)

    ResponderEliminar
  10. ora ai está uma bela verdade, desde que não prejudique ninguem... sejam felizes

    ResponderEliminar
  11. Gostei da comparação. :)
    Sou da mesma opinião.

    ResponderEliminar
  12. ahahaha estás com umas expressões do camandro!!!!! O que é que quer dizer: bicicleta-da-aldeia?

    ResponderEliminar
  13. SuperSónica, bicicleta da aldeia = bicicleta comunitária, toda a gente anda nela. :D

    ResponderEliminar
  14. Há pessoas que ficam muito incomodadas com a liberdade dos outros. Não vejo mal nenhum em ter gostos diferentes, isso não afecta o outro, portanto se critica, está apenas a demonstrar ser infeliz e não tem mesmo nada para fazer. (Acho que fui mazinha agora, mas a verdade é que não suporto gente que critica os outros por serem diferentes).

    Beijinhos,
    Patrícia

    ResponderEliminar
  15. Eh lá, já há uns tempitos que não ouvia a expressão bicicleta da aldeia, já me ri à conta disto :D
    Geralmente quem atira pedras tem telhados de vidro... O people devia era meter-se nas suas vidinhas e pronto.

    ResponderEliminar
  16. Patrícia, não julgo que tenhas sido má... pareces-me até bastante realista!

    ResponderEliminar
  17. Críticos destrutivos são da maior estupidez! ODEIO! **

    ResponderEliminar
  18. Bicicleta-de-aldeia?
    Ah!!!!

    Gente púdica, ou gente hipócrita?!

    ResponderEliminar
  19. Bicicleta-de-aldeia?
    Ah!!!!

    Gente púdica, ou gente hipócrita?!

    ResponderEliminar
  20. Bicicleta-de-aldeia?
    Ah!!!!

    Gente púdica, ou gente hipócrita?!

    ResponderEliminar
  21. Para criticar está lá toda a gente, mas quando acabam por fazer exatamente o que criticavam, já ninguém pode dizer nada.

    ResponderEliminar
  22. "Mainada". Isso ainda faz parte de uma questão cultural que se vive ainda mais intensamente no interior, onde só não "apredrejam" porque...

    ResponderEliminar
  23. Ainda ontem falei disso com uma amiga. Eu seria incapaz de aventuras, de one nigth stand. Tenho uma noção muito intimista do meu corpo. Mas acho que quem é de loucuras, faz muito bem em sê-lo. Afinal, o que se leva desta vida são as memórias e experiencias.

    ResponderEliminar
  24. Acho que desde que ninguém se prejudique nem prejudique os outros deve fazer o que bem entender.Eu não sou do tipo aqui vai disto venham todos que é dia de festa, mas quem apreciar o gênero, oh "mnhamiga", sejam todos felizes :D

    ResponderEliminar