quinta-feira, 29 de março de 2012

O preço da saúde

Hoje fui levantar uma receita para um tratamento que tenho de fazer e paguei 3 euros pela receita. Não é pelo valor - mas também é! -, mas fico indignada por ter de pagar para levantar uma receita para poder cuidar da minha saúde. Ridículo.

E o que diz no papel? Que estou a pagar por "consulta médica sem o paciente presente".

Ora bem, meus amigos. Aquilo não foi consulta alguma. Há dois meses fiz um exame e hoje a médica ligou-me. Eu não lhe liguei, eu não lhe perguntei nada. Ela ligou-me a dizer que tinha chegado o relatório do meu exame (by the way, não gostei do que li no relatório) e disse que ia deixar uma receita para eu levantar na Unidade de Saúde Familiar. Bem sei que não me podia passar uma receita sem me dar uma consulta, mas a verdade é que ela nem sequer me explicou para que era o medicamento que me estava a receitar. Uma consulta e tanto, não haja dúvida.

Já tinha ouvido dizer que agora se pagava por telefonar ao médico... mas desconhecia que se pagava quando o médico nos telefona para nos informar que temos uma receita para levantar.

37 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  2. RI-DÍ-CU-LO! é o que tenho a dizer.

    ResponderEliminar
  3. Espero que não tenhas tido más noticias nesse relatório....fica boa rápidooo ;)

    ResponderEliminar
  4. Isto agora é assim, somos roubados por todos os lados!!

    ResponderEliminar
  5. Resumindo e concluindo, hoje em dia pagas ou senão morres.

    ResponderEliminar
  6. Bem diferente daqui, embora por aqui as coisas na área da saúde andam terríveis.

    ResponderEliminar
  7. Se cada encarregado de educação pagasse para levantar o registo de avaliação trimestral eu era rica, e mais rica se pagasse por cada vez que eu telefonei
    kis :=)

    ResponderEliminar
  8. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  9. Realmente um pouco diferente do Brasil... Aqui já vi pagar-se 400 reais para uma consulta num hospital privado, mas também já vi andar em tudo quanto é medico sem pagar um real a mais do que já se paga no plano de saúde mensal...

    ResponderEliminar
  10. Uii S*, essa eu já conhecia e é verdadeiramente PARVO! Em Dezembro aconteceu-me exactamente a mesma coisa na minha USF com o resultado de um papanicolau e paguei 2,50€ (aumentou em janeiro e muito) pelo mesmo serviço da médica - ver o resultado da citologia e como achou que precisava de tratamento também tive direito à bela da receita!
    O que queria mesmo dizer-lhe é que fiquei meia preocupada pelo resultado que vinha no relatório do exame, pelo tratamento e pelo comentário da médica de família ao fazer o exame sobre o aspecto do meu colo do útero - desculpa os pormenores mas fazem diferença! Vai daí antecipei a consulta anual com a minha ginecologista! Segundo ela tava tudo ok, colo do útero ok e o resultado da citologia também adequado à minha idade e à toma de anticoncepcionais...
    Conclusão, segundo ela nem precisava de ter feito o tratamento! Não tava com nenhuma infecção!!! Fiquei aliviada mas fula pelo atendimento da USF! Cuidado S*, pode estar a acontecer-lhe o mesmo ou parecido!

    Beijinhos (sorry plo testamento!)*

    ResponderEliminar
  11. Seni* eu pagava de bom grado se tivesse tido uma consulta. Um telefonema de 20 segundos a dizer-me para passar lá a buscar uma receita (sem sequer ver a médica) não é propriamente uma consulta. Sim, também vou fazer um tratamento... e daqui a 6 meses repito o exame. :)

    ResponderEliminar
  12. Tens razão, isso não é nenhuma consulta! Mas como disse, eu também fiz isso tudo,tbm tenho de repetir o exame dentro de 6meses e...ao que parece: não era necessário! Se a frase for algo do género "alterações celulares reactivas secundárias à inflamação" e toma a pílula não fiques angustiada como eu fiquei! Eu tive uma preocupação desnecessária e um tratamento com antibiótico desnecessário, é algo grave! Nem sempre os médicos de família sabem tratar estas questões mais específicas. . . que saúde em Portugal!...

    ResponderEliminar
  13. Seni * ahahah. Tal e qual. Diz isso mesmo! Pelo sim pelo não, vou começar hoje o tratamento. :D

    ResponderEliminar
  14. Acontece, ás vezes aparecem nos estas pessoas assim tão ridículas que só nos apetece chorar mesmo!! ;D

    ResponderEliminar
  15. Pois é, sei disso muito bem, normalmente o meu pai paga sempre, só para lhe passar os medicamentos, sem os quais não pode viver. Enfim...

    ResponderEliminar
  16. Os velhotes vibram imenso com SÓ pagarem 3 euros, em vez dos 5 da consulta... É que muitas vezes as consultas deles eram só para o receituário. Assim pagam um pouco menos... No caso de planeamento familiar (se bem percebi era esse o caso) se tivesses marcado outra consulta para mostrar o exame não pagavas, porque são consultas com isenção. Da próxima diz que não queres receituário, mas sim consulta presencial ;)

    Btw, essas inflamações não são nada de grave, mas devem ter o controlo apertado que a tua médica recomendou. E não concordo de todo com a generalização que a Seni* fez. Não é só o papel com o resultado que conta, mas a integração do papel com a observação que se fez na recolha das células. Há feridas pequeninas, cujo suposto tratamento deixaria uma cicatriz maior que a ferida, e lesões que têm mesmo que ser tratadas para não evoluirem para algo pior. Cada caso é um caso :) E espero que estejas a ser bem acompanhada! E com todos os males, a saúde em Portugal nem é assim tão má :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ADEK, eu não me queixo da saúde em Portugal, para dizer a verdade. Sempre fui bem tratada e acompanhada. Queixo-me das demoras, isso sim, porque já esperei 4 anos por uma consulta de oftalmologia (entretanto fui ao privado) e também já tive de esperar 3 meses por uma consulta com a médica de família. E sim, espero bem que a minha nova médica de família (que chega em Maio) me acompanhe devidamente, porque honestamente não fiquei lá muito agradada com o tratamento que esta médica me deu. Não gostei de ouvir que tenho "alterações benignas" e nem sequer ter direito a saber o que isso é, porque ela não quis dizer nem me sugeriu nova consulta. Por agora vou fazer o tratamento recomendado e depois marco nova consulta, com a nova médica. Obrigada. :)

      Eliminar
  17. De graça nem injeção na testa rsrs

    Voltei ao blog, passe lá! Bjus

    ResponderEliminar
  18. Se pensares faz sentido. Hoje em dia com as receitas electrónicas, não podemos passar receita a um doente que não esteja inscrito (aka marcação de consulta). Ora imagina o que era inscrever vários doentes que não estão lá "só para passar receita" como os velhotes polimedicados que tomam alguns 15 medicamentos diferentes... Acredita que isso ia roubar tempo útil (muuuuito, às xs passa-se mais tempo a passar receitas do que a ver o doente) em que se podia estar a consultar doentes que realmente estão lá. Era prejuízo. É estar a pagar a médicos para estarem ao computador a fazer coisas em vez de estarem a ver doentes. Isso tem um preço. No teu caso podes achar que não faz muito sentido, porque era "só" um medicamento mas tens de integrar isso no sistema e na forma como ele funciona na realidade. Não estou a dizer que acho bem, estou a dizer que compreendo porque, efectivamente, tem custos.

    ResponderEliminar
  19. Bem, eu ia dar o meu ponto de vista, mas a Cat e a ADEK, que são médicas, já o deram, de uma forma muito mais consistente do que eu faria. Já sabia que era assim e até acho que faz sentido.

    ResponderEliminar
  20. Hoje em dia se ueres saúde tens que pagar... se não tens dinheiro estas lixada, andas a sorte.
    Beijinhos e as melhoras ;)

    ResponderEliminar
  21. Eu fui com a minha filha de 8 meses à consulta no CS e também fiquei surpreendida por me cobrarem pela declaração de presença que eu tinha de apresentar no meu trabalho...

    ResponderEliminar
  22. Alegre, isso é que é mesmo chocante. :/

    ResponderEliminar
  23. Tenho pena que toda a gente ande de olhos fechados em relação ao verdadeiro preço da saúde em Portugal! Gosto especialmente de saber que pagamos pelo arranjo do carro para cima de muitos euros (nomeadamente a S como descreve em posts anteriores), pagamos quando vamos ao dentista, levamos o gatinho ao veterinário, ou até quando alguém nos vem arranjar alguma coisa a casa e nesses casos pagamos mesmo que não arranjem a suposta avaria (só a deslocação são uns valiosos euros). Mas quando o SNS cobra o irrisório preço de 3 euros por uma consultadoria (não consulta na verdadeira essência da palavra)a revolta é total!!!!! Se este mesmo tipo de serviço fosse prestado por um advogado ou gestor (etc) o preço não seria sem duvida de 3 euros... NÂO ESTAMOS HABITUADOS A PAGAR PELA SAUDE... NÃO TEMOS A MINIMA NOçAO DO SEU VERDADEIRO CUSTO... No seu caso em particular a médica teve de certeza absoluta que dedicar pelo menos 15 minutos do seu tempo para essa consultadoria... concorda que este serviço deveria ser gratuito?... claro que esse dinheiro não é para a médica... mas ninguem gosta de saber que está a trabalhar (principalmente quando se estudam anos a fio) para aquecer... E acredito que esse tipo de serviço seja uma forma de agilizar a consulta para que a S não tenha de esperar 6 meses pelo tratamento adequado da sua patologia...
    Não estamos habituados a pagar pela saude... quando ela é na realidade tão cara... não damos o devido valor ao SNS... só quando ele deixar de existir é que o vamos reconhecer...

    ResponderEliminar
  24. Caro JC, eu PAGUEI a minha consulta... aquela onde a médica me analisou - de facto - há dois meses. Desta vez paguei apenas para levantar uma receita relativa ao resultado do tal exame... e visto que já tinha pago a consulta onde fui analisada, para mim não faz sentido pagar para levantar uma receita. Mas isso são pontos de vista.

    Quanto ao SNS, não me vai ler a dizer mal do mesmo, porque apesar de admitir que em muitos casos é demorado, sempre fui bem tratada (e olhe que já tive de andar uns bons anos a ser acompanhada nos hospitais, infelizmente).

    ResponderEliminar
  25. O preço da saúde?!?!! Acho que pouca gente tem noção do verdadeiro preço da saúde em Portugal! O preço de uma prótese da anca num velhinho com uma fractura, um dia de internamento num serviço de cuidados intensivos, o preço de um dia de medicação anti retroviral para o um doente HIV ou até o preço de uma consulta... Pagamos para tudo... Para levar o carro ao mecânico despendemos uns euros valentes (como a S descreveu nuns post atrás) por um serviço prestado por alguém que na maioria das vezes tem a escolaridade minima, pagamos bem caro quando levamos os gatinhos ao veterinário ( porque aí não há SNS), quando vamos ao dentista ou até ao cabeleireiro... Mas para pagar um serviço de consultadoria (porque tem razão, não podemos considerar uma consulta) prestado por alguém com uma formação altamente diferenciada o irrisório valor de 3 euros revolta-mo-nos dessa forma!! Sem dúvida, faz todo o sentido! Revela toda a ignorância relativamente ao PREÇO DA SAÚDE! Se o mesmo tipo de consultadoria fosse prestado por um advogado, um gestor (whatever) o valor de facto não seria de 3 euros... E claro, que temos que nos lembrar que a médica recebe exactamento o mesmo quer voçê pague ou não este valor, mas claro, que eu no lugar dela gostava de saber que o meu trabalho iria ser contabilizado. E claro que acredito que esta seja uma forma inteligente de agilizar a consulta de forma a que a S, como utente, não tenha de esperar os habituais 6 meses por uma consulta, para receber o devido tratamento da sua patologia. E também não esquecer que quem não pode mesmo pagar... não paga... Não estamos habituados a pagar por um serviço tão valioso como a Saúde, mas também não damos o devido valor ao bem precioso (com as suas referidas lacunas) que possuímos...

    Joana

    ResponderEliminar
  26. Cara Joana, dizer que se revela "toda a ignorância" apenas porque se critica ter de se pagar um papel com uma receita parece-me um pouco exagerado, mas cada um tem a sua opinião.

    Sabe qual é, para mim, a diferença? É que um advogado, um carro ou um cabeleireiro não são bens de primeira necessidade. A saúde é. E já agora, para mim os veterinários deviam de ser bem mais baratos.

    ResponderEliminar
  27. Cara S antes de mais queira me desculpar porque acabei por enviar dois comentários relativamente semelhantes, porque o 1º deu erro e fiquei com a ideia que não teria sido enviado.
    Relativamente ao comentátio, não estou a querer ofender quando digo que há muito ignorância relativamente ao preço da saúde, estou a constatar um facto. Há até hospitais públicos que passaram a entregar aos seus utentes um recibo com o "verdadeiro" custo do serviço prestado pelo hospital juntamente com o recibo da taxa moderadora. E ainda relativamente ao mesmo, "Um papel com uma receita" é algo muito valioso... Deve ter noção das quantidades de fraudes que existem à volta disso.... E se estiver a viver noutro pais... digamos por exemplo um país de 3º mundo como os EUA, esse é um " papel" que muita gente não tem acesso! A Saúde continua com uma pesada imagem negativa, mas é das poucas coisas que ainda funcionam em Portugal ( não queira ter que recorrer a um Tribunal, por exemplo) e muito do seu funcionamento deve-se à boa vontade de quem lá trabalha... apesar de essa não ser a realidade que as pessoas conhecem... como se costuma dizer... Temos pena..

    ResponderEliminar
  28. Queres algo mais irrisório ainda?
    O meu namorado foi operado, saiu do hospital com uma "baixa" de duas semanas e uma consulta marcada para a médica de família ver como ele estava e para lhe passar mais "baixa". No dia indicado, lá foi ele à consulta. Nos entretanto, nem ele, nem a médica, se lembraram que a "baixa" tinha acabado. Ele voltou no dia a seguir e pediu para falar com a médica para saber se era mesmo necessário mais "baixa" (porque por ele tinha ido trabalhar logo no dia a seguir à operação). A funcionária referiu que a Sr.ª Dr.ª só atendia pessoas com consulta, mas que ia tentar falar com ela. Ligou para o consultório da médica e deu-nos a indicaçao que realmente tinha sido esquecimento e que seria mesmo necessário mais "baixa", disse então que à tarde já teria o papel pronto. Pois à tarde, ao ir buscar o papel, teve que pagar 5€ (sim, 5€, porque, não sei quanto aí, mas aqui as consultas aumentaram). Veio embora e quando chegou a casa, reparei que estava mal passada. No dia a seguir, ele voltou lá e a conversa da funcionária foi a mesma: a Dr.ª não atende pessoas sem consulta, por isso passe logo a tarde que já tenho o papel corrigido. Bom, já deves estar a pensar no que aconteceu e foi mesmo isso: teve que pagar mais 5€!! O erro nem sequer foi dele... Quatro ou cinco dias depois, como as dores ainda persistiam, foi buscar receita de mais comprimidos. Pumba, a conversa de sempre e mais 5€.
    Acho que é um abuso sim. E nem sou de dizer muito mal do nosso SNS, porque apesar de tudo ainda nos é muito útil. Mas há limites para a "chulice". E eles cada vez mais querem meter dinheiro ao bolso.
    O meu médico de família (grande e conceituado médico, sendo actualmente o director de uma Unidade de Saúde e futuro Delegado de Saúde - contase por aí, veja-se lá) dá-me um grande sermão, e nao estou a exagerar, quando lá vou pedir um check-up. Diz-me ele que posso fazer análises hoje e morrer daí a uma semana. Lol. A única razão é que ele tem como principal objectivo fazer "cortes" na saúde e menos um check-up aqui e outro ali para ele já é dinheiro. Lol. É ridículo! Mas que se há-de fazer?! He´s the boss! Por mim, continuo a ir lá todos os anos pedir-lhe um. E já lhe disse que se ele não mos passar, faço queixa dele. Temos uma óptima relação diga-se de passagem. Lol
    Só te quero dizer que compreendo perfeitamente o que quiseste dizer e apesar de concordar que se gasta muito dinheiro com automóveis, advogados, cabeleireiros, manicures, etc, achei desnecessários os comentários acima feitos.
    Cada um tem a sua opinião (como é mais do que óbvio), mas há lugares para o fazer. E, sendo um blog privado, onde dás as tuas opiniões e unica e exclusivamente as TUAS opiniões, ninguém tem o direito de vir aqui "mandar vir" contigo por pensares como bem entendes. Todos têm direito a discordar, mas não a censurar. Tenho dito. ;)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Darlene.

      Deixa-me dizer que essa situação com o teu namorado é ridícula... é a tal coisa, não sendo contra o SNS, é impossível não ser contra essas situações. Isso não é nada normal. :/ Não temos de pagar pelos erros dos outros...

      Felizmente aquela que foi minha médica de família desde que nasci não tinha cá pudores em passar todas as análises, exames e mais alguns. Mas sei que à minha avó, por exemplo, a médica dela não lhe passa. Lá porque a minha avó já é velhota, tem o direito a fazer os exames. Mas o mais chocante foi que essa dita médica andou UM ANO a dizer à minha avó para meter creme Nivea numa pequena ferida que não desaparecia do nariz... a minha avó ia lá todos os meses, dizia que aquilo não passava, e a doutora mandava-a pôr Nivea sem NUNCA a mandar fazer um exame. Depois de meses a fio nisto a minha mãe foi lá, disse-lhe que "se fosse com a sua mãe a senhora não facilitava assim". Passou logo o exame. Resultado? Células cancerígenas. Lá teve a minha avó de ir à faca. Isto sim, revolta-me. Felizmente foi a única má profissional que "conheci".

      Eliminar
  29. JC eu sou fã do nosso SNS, a sério. Acho que 95% dos profissionais são competentes, bons para as pessoas e gostam do que fazem. Felizmente nunca tive nenhum azar e sendo eu uma pessoa com certo medo das doenças, todos os anos lá vou eu fazer o check up. Sempre tive uma médica de família muito porreira (agora reformou-se) e por agora não tenho médica, mas já me disseram que a partir de Maio já vou ter.

    Claro que sei que a saúde não é barata, que os hospitais, as contas, os médicos, os enfermeiros, os auxiliares e tudo mais tem de ser pago. Mas acho que quando o povo deixa de poder pagar a saúde, algo vai muito mal. Para os reformados que têm 200 euros de reforma, é muito mau ter de pagar 5 euros para levantar o papel das receitas. E eu, infelizmente, também ganho pouco, como a maioria dos portugueses, e não me parece justo pagar pelo papel da receita tendo em conta que paguei a consulta (e a receita é o resultado da consulta). É que além da receita, ainda tive de ir à farmácia comprar o medicamento. Mas não vou bater mais na mesma tecla, o problema não é DE TODO o custo (para o nosso bolso) do SNS, o problema são mesmo os paupérrimos salários.

    ResponderEliminar
  30. No SNS sempre se pagou o pedido de receituário, era ao preço da consulta. Agora uma consulta é €5 e o pedido de receituário €3. Antes de ser assim, tinhas que ir a uma consulta para o médico te passar uma receita, eles agora facilitam...mas pagas na mesma. Agora não há médicos, não há enfermeiros, não há administrativos, há centenas de reformas e 0 contratados. Não se contrata ninguém. Não há dinheiro. Há centros de saúde a funcionar com 6 médicos e 1 administrativa sozinha o dia todo, sem almoçar. Acredita...nem te vais lembrar dos €3, quando não tiveres sequer um sítio para ires pedir uma receita. O SNS está a chegar ao limite e vem aí a ruptura.

    ResponderEliminar
  31. Oh filha, como as coisas andam... qualquer dia tens de pagar por 5 impressos para entregares em diferentes entidades, só para poderes obter a autoriazação para falecer (a qual também terás de pagar) e depois toma lá, que também já se paga ao kilo a pasada de terra pra pôr em cima do caixão!

    ResponderEliminar