quinta-feira, 22 de março de 2012

É a crise, é a crise...

Mas não toca a todos. A meio da tarde, qualquer pastelaria da cidade fica cheia de gente, como sardinha em lata. Os portugueses continuam a cultivar o hábito do lanchinho no café, a meio da tarde. Eu entendo, a sério que entendo... há uns meses ia lanchar fora quase todos os dias mas depois comecei a fazer as contas e a pensar que era um mau investimento. Lancho fora uma vez por semana... e quando o faço!

Mas os lanches ainda estou como o outro... se sairmos à 18:30/19 horas é normal que a barriga já esteja a dar horas...

Agora tomar o pequeno-almoço fora de casa? Há alguma razão para o fazer, a não ser a preguiça? Quem precisa de poupar dinheiro adquire hábitos poupados. Não me lembro de alguma vez ter tomado o pequeno-almoço fora de casa, acho um desperdício de dinheiro. E para não ter fomeca a meio da manhã, trago uma maçã ou uma madalena. Simples.

41 comentários:

  1. Isso também me faz imensa confusão. Sempre me fez, aliás. Confusão e comichão. Já ouvi pessoas a queixarem-se, num minuto, de que não têm dinheiro para nada (já antes da "crise") e, no minuto a seguir, falarem dos seus pequeno-almoços e/ou lanches que incluem o café, suminho e bolo. Tenham lá paciência. É quase a mesa coisa que ouvir as pessoas a dizer que se gasta muito dinheiro no supermercado e depois vemos o seu cabaz e em vez de incluir fruta, inclui concentrados de fruta ou em vez de incluir bolachas Maria inclui as bolachas todas xpto ou em vez de incluir pão e manteiga/queijo para os miúdos, inclui Bollycaos e Chipicaus e por aí fora. Os miúdos gostam mais, é verdade, mas aquilo faz mal.

    ResponderEliminar
  2. pensa assim: as padarias/pastelarias têm de continuar a facturar para manter esses postos de trabalho. as pessoas também não podem deixar de gastar. senão, o pequeno comércio acaba de vez. é um pau de dois bicos: a necessidade de poupar vs. a continuidade de alguns negócios.

    ResponderEliminar
  3. Para mim tomar o pequeno almoço fora é um luxo de fim-de-semana que às vezes partilho com excelso esposo. Durante a semana, jamais.

    É pura preguiça. Se gostas de croissants, há croissants no supermercado, se gostas de pão fresco, ou levantas o rabo cedo e vais à padaria buscá-los ou simplesmente compras pré-congelados e de manhã colocas 5 minutos no forno enquanto te arranjas.

    O que se paga por uma só mista dá para comprar queijo para a semana toda!

    E sim, esta cidade o que mais tem é gente que vive acima dos seus rendimentos.

    ResponderEliminar
  4. doroteia, eu sei, os negócios precisam de clientes e as coisas não estão nada fáceis... mas a verdade é que, pelo menos aqui na cidade, não me lembro de ver nenhum café a fechar. Para comer temos sempre dinheiro. :D

    ResponderEliminar
  5. Sair de casa sem comer pequeno almoço?Nem pensar.E não é só por causa dos euros,é porque faz mal.É a refeição mais importante do dia e como eu acordo esganada de fome....não consigo fazê-lo.

    ResponderEliminar
  6. Lanchar em pastelarias não tenho tempo nem paciência (muito barulho). Mas sou doido por mil folhas e aqui e ali compro e como no escritório ou ao fim-de-semana numa esplanada ao sol. Guilty as charged.

    ResponderEliminar
  7. E grande parte das vezes quem têm esses hábitos são as pessoas que menos podem. Aqui na minha zona, as pastelarias/cafés estão sempre cheios com os desempregados. Supostamente ganham pouco e bla bla bla, e vão para a segurança social queixarem e pépépeu mas depois é ve-los a tomar o pequeno almoço todos os dias fora.
    É por isso que deixei de ter paciência para essas pessoas que andam sempre a pedinchar.
    Já dizia a minha avó: o dinheiro não é de quem o ganha, é de quem o poupa.

    ResponderEliminar
  8. É coisa que nunca fui... frequentadora de pastelarias para lanches, pequenos -almoços, cuscuvelhices ou afins.

    ResponderEliminar
  9. Não vejo mal nenhum. É um desperdicio de dinheiro como outro qualquer. Ou é um investimento de dinheiro como outro qualquer.

    Pessoalmente como em casa porque adoro cereais com leite ao pequeno almoço e isso não há nas pastelarias lol.

    Mas não acho nada mal que o faz. Há sitios optimos, com coisas optimas, e comer, e comer bem (no sentido de comer coisas deliciosas e não coisas saudáveis lol) é fantástico.

    Acho que é uma gestão como outra qualquer. Se calhar quem faz isso, priva-se de outras coisas, se não se priva é porque tem dinheiro para tudo, se não tem... aí é que se calhar devia mudar não é?

    Acho que não se pode fazer essas generalizações...

    Continua a ver-se pessoas a comprar coisas e ainda bem. Se as marcas de luxo cada vez vendem mais é porque há gente bem.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  10. Espiral, eu também não vejo mal nenhum nisso. Nem sequer critico isso. À sexta-feira, por exemplo, almoço sempre fora. Ao Sábado também lancho sempre fora. Mas não acho assim tanta graça (apesar de não me afectar) de estar sempre a ouvir falar da crise e depois ver os cafés, restaurantes e pastelarias sempre cheios. É incoerente.

    ResponderEliminar
  11. Eu adoro ir à pastelaria ao fim de semana e ficar ali na conversa durante muito tempo :) mas não faço isso no meu dia a dia, bolas, não ganhava para outra coisa. :)

    ResponderEliminar
  12. Se calhar essas pessoas não precisam de poupar. Se precisarem acho que sim, são gastos dispensáveis. Se a coisa não fizer mossa, quanto menos trabalho melhor. :)

    ResponderEliminar
  13. nuncao faço. confesso... não sou nada frequentadora de cafés, quer para pequenos-almoços, quer para lanches...
    se o faço 2 vezes por ano, é muito...
    não sei... prefiro trazer de casa, comprar no supermercado...e poupo imenso dinheiro!

    ResponderEliminar
  14. Cor do Sol, bolas, suponho que na minha cidade imensa gente ganhe bem, então. :P Tens razão, quanto menos trabalho melhor... mas estou tão habituada a almoçar em casa, por exemplo, que me faria confusão ter de gastar 5 ou 6 euros para almoçar fora todos os dias, por exemplo.

    Além de que não custa nada poupar aqui e ali... hoje em dia o futuro é incerto.

    ResponderEliminar
  15. Partilho da mesma opinião. Sinceramente não acho que exista coerência em ouvir as pessoas queixarem-se da crise e que o dinheiro não chega quando não se preocupam minimamente em gerir pequenos gastos como este que se feitos diariamente fazem a diferença.
    So a titulo de exemplo, trabalho num escritorio com mais umas 12 pessoas. Uma grande parte dos colegas (curiosamente os que têm os salarios menos elevados e se queixam mais), tomam o pequeno almoço na pastelaria, por volta das 11 da manhã vão tomar o cafézinho e a nata, almoçam fora, à tarde la vai o lanchezinho e acredito que não pare por ai.Como foi dito em comentarios anteriores, cada um gasta como quer. Tudo bem, mas então... não se queixem :) E sim, faz uma enorme diferença no orçamento, tomar o pequeno almoço em casa, levar uma fruta para o meio da manhã e levar também o almoço de casa, mas cada um sabe de si....

    ResponderEliminar
  16. A mim, quem me tira o lanchinho tira-me tudo!

    viagensnomeucaderno.blogspot.com

    ResponderEliminar
  17. Típico na minha cidade irem tomar o pequeno-almoço fora de casa com o subsídio que se recebe por não fazer nenhum e ainda resmungar que este país não anda para a frente.
    Se bem que a zona de restauração do shopping já não está tão atolada!

    ResponderEliminar
  18. Engraçado! estamos em sintonia. tenho um poste que fala disse mais ou menos
    kis .=)

    ResponderEliminar
  19. Concordo contigo..é daquelas coisas que se me faz espécie!!! Comer em casa de manhã é + saudável, mais barato e muito mais melhor bom!!!

    ResponderEliminar
  20. Eu de vez em quando peco. É a pressa e mais cinco minutos na cama....

    ResponderEliminar
  21. Nisto, tens toda a razão. É como o facto de o dinheiro não chegar para dar de comer aos filhos, mas dar para tabaco e café. Conheço vários casos como este, e revoltam-me, simplesmente, pessoas sem consciência.

    ResponderEliminar
  22. Anos a fio tomei o pequeno almoço fora de casa durante a semana e ao fim de semana em casa. Depois de uma série de mudanças na minha vida e o facto de vir trabalhar para casa, deixei de o fazer e hoje quando penso no que desperdicei em dinheiro até me dão náuseas...

    ResponderEliminar
  23. Já comentei esse assunto imensas vezes com o meu paixão, não consigo mesmo entender o que leva uma pessoa que se queixa da "suposta" crise, a ir tomar o pequeno-almoço fora todo o santo dia!! Depois chega o fim-de-semana e também se lancha fora de casa, porquê?!?! Só porque é fim-de-semana, e blá, blá, blá...!! Mas desde que não seja com o meu "xelim" menos mal, cada cabeça, sua sentença!! (desculpa o testamento) :) kiss

    ResponderEliminar
  24. Sou independente desde que me lembro, sempre paguei as minhas contas, se podia tomar o pequeno almoço fora todos os dias, podia com certeza. Mas nunca o fiz. Só e simplesmente porque quem me tira aquele tempo que agendo todos os dias para depois do duche, de vestir, de perfumar, sentar-me tranquilamente, tomar o pequeno almoço e ouvir as notícias, tira-me um prazer único. E se se poupa tanto melhor.

    ResponderEliminar
  25. Também sempre tomei o pequeno almoço em casa e o lanche também. Costumo levar umas bolachas para ir matando a fome. Só quando estou naqueles dias em que a fome me invade de uma forma monstruosa é que como qualquer coisa no bar da Universidade (que é caro como tudo!)

    ResponderEliminar
  26. S* eu entendo perfeitamente o que pretendes dizer com o teu post.
    Para mim ir a um café que goste tomar um café (só café) é acto que me dá o maior gosto, então quando serve tenho uma boa companhia para a conversa adoro.
    Porém é como tu dizes, crise é crise e admito que me tenho controlado mais. Agora se falarmos em lanches esses são cada vez mais raros e quanto aos pequenos - almoços esses nem antes da crise faziam parte dos meus habitos. Não nego que por vezes depois de ir buscar o Manuel ao colégio vamos lanchar e gosto, mas é um roubo. Os almoços sou eu que os faço e são em casa, só quando vamos passear é que almoçamos fora. Jantares? Naaaaa, o Manuel ainda não tem idade suficiente para se deitar tarde. Não lamento em nada estes meus habitos, pois ganho no convivio com a familia e com amigos em casa, bem como, comer mais saudavel. Assim, quando acontece é especial.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  27. Eu também acho giro lanchar fora, mas só o faço ao Sábado, com a família toda. Por vezes também vou lanchar com uma amiga, mas isso é diferente e vale o dinheiro. Lanchar sozinha é um desperdício de dinheiro. :P

    ResponderEliminar
  28. Compreendo perfeitamente o que dizes..muita gente continua a fazer a vida que sempre fez mesmo que não possa..Eu cá tento me controlar..E lá está como comecei a trabalhar há pouco tempo e agora acabo por depender de mim na maior parte das coisas compreendo como custa..

    De vez em quando sim..sabe bem x)

    ResponderEliminar
  29. se há coisa que me dá gosto é antes de ir pro work, parar no café da aldeia para beber o café...café de manhã e cevada dp de jantar (só pr n ficar sozinha em casa), tirando isso é td em casa...eu até o almoço levo feito pr não ir comer "fora" e como acordo cheia de fome nem me aguentaria com a fome pr ir comer ao café (aqui na aldeia é ridiculo...só quem n trabalha e depende dos subsidios é que vai tomar o pequeno almoço ao café...dp fica td escandalizado qd eu digo alto e bom som que aqui n há pobres)

    ResponderEliminar
  30. Tem um senhor português que há muito tempo tem uma confeitaria no centro de Niterói, minha cidade, pois bem. Quando estava outro dia a conversar com ele sobre a crise que está por aí, foi ele que me disse que nem por isso os portugueses deixaram de lotar restaurantes e confeitarias. Fato que ele mesmo constatou quando esteve em Portugal. Então eu fiz um ahhh.
    E agora que tu disseste, penso que pode ser um hábito que venha a se alterar à medida que a crise arroche e se pegue uma caneta e faça um pequeno cálculo. Também não tenho hábito de fazer lanches, refeições e muito menos o café da manhã (pequeno almoço) à rua. Uma vez ou outra almoço fora, mas também não é durante todos os dias da semana.

    ResponderEliminar
  31. Eu nem lanche, nem pequeno almoço, k isto anda mesmo péssimo, ò mãe fazias-me era rica em vez de bonita, loool, já diz o outro. Beijokinhas!!!

    ResponderEliminar
  32. Aqui em casa felizmente nunca houve esse [ridículo] hábito, pelo que nunca se gastou muito em pastelarias a não ser para trazer para casa pão ou bolinhos, agora fazer serão num cafésinho/pastelaria? No thanks...

    PS: Obrigada pela tua opinião honesta relativamente à Avon

    ResponderEliminar
  33. é uma verdade, não toca a todos. ou toca e há coisas das quais as pessoas não abdicam. posso dizer-te que lá em casa os meus pais tomam o pequeno-almoço os 365 dias do ano no café. não há um dia em que não se levantem de manhã e não vão à rua para comprar o pão para os miudos, beber a sua meia de leite com um pãozinho da casa com manteiga enquanto leêm no jornal as noticias do dia. é o momento deles e não os trocam por nada na vida. São 4 euros por dia, que dá 120 ao final do mês, mas que não entram na conta dos cortes de maneira alguma...

    ResponderEliminar
  34. Não acho que seja um hábito ridículo... é como alguém aqui já referiu: deve haver muita gente que o faz porque se priva de um outro "luxo" qualquer e conheço casos de pessoas que o fazem porque já se levantam muito cedo e têm os filhos para tratar/ir levar e outras até que só conseguem algum tempo depois de se levantarem e não têm condições nos empregos para levarem o pequeno almoço de casa.
    Claro que há muita gente, como também já foi referido, que se queixa e queixa e, depois, lá está, embarca no gasto desmesurado.
    De vez em quando, gosto de tomar o pequeno almoço fora, antes de ir trabalhar (é aquela altura "pós das tarefas matinais" e "pré dia de trabalho desgastante".
    Faço-o com uma colega/amiga, aproveitamos para pôr a conversa em dia e sabe muito bem.
    Felizmente, sei/consigo gerir o meu orçamento mensal pessoal (sim, tenho mesada :oP) para poder fazê-lo.
    Lanchar fora, não, não tenho mesmo o hábito de lanchar mas uma bela bica fora, ao fim de semana, ninguém me tira (por enquanto lol até porque há sítios em que o café está a um preço absurdo).
    Beijocas

    ResponderEliminar
  35. eu nao consigo comer quando saio de casa, pa nao consigo, tenho pena mas nao consigo. o que fazia era preparar peq almoco e lanche, levava bolachas e comia no escritorio.
    actualmente, se for ao escritorio (q e raro), tomo pequeno almoco por 1£ (um cafe com leite e uma torrada), isso ate me parece bem, a tarde como a fruta q ha no escritorio. uma vez e de vez em kdo uma pessoa ir comer fora, outra e todos os dias. nao ha dinheiro pra isso

    ResponderEliminar
  36. Eu não acho nada ridículo sinceramente. Na casa dos meus pais, sempre houve esse hábito de comer na pastelaria, e agora que moro na minha casa, não o faço todos os dias, mas sempre que posso faço (e não falo dos fins de semana!) porque gosto, e é um momento meu e do meu namorado. Claro que estamos em crise, mas enquanto que a maioria das pessoas compra vernizes, e roupa, ou vão ao supermercado e trazem tudo e mais alguma coisa que não precisam, eu prefiro ter aquele momento com ele na pastelaria. São opções. Daí a chamares ridículo, terias de chamar ridículo a muita coisa então.

    ResponderEliminar
  37. Blair, estás a ver mal onde ele não existe. Para já, não disse que achava ridículo. Disse que acho ridículo ouvir gente a dizer que não tem dinheiro para nada e depois saber que todos os dias almoçam fora, lancham fora, o que for. Cada um sabe do seu dinheiro e do que pode/não pode fazer, mas incoerência é que não.

    ResponderEliminar
  38. Acho que quando as pessoas estão mais "à rasca" elas poupam..eu própria adquiri hábitos que não tinha e hj em dia levo sempre o lanche da manhã e da tarde para o trabalho..bjs*

    ResponderEliminar
  39. Portuga que é Portuga, pode estar a morrer de fome mas não passa sem o cafezinho.
    A bica é tão idolatrada como o próprio Deus. Nunca entendi.

    ResponderEliminar
  40. Pequeno almoço, almoço e lanche, levo tudo de casa há mais de 8 anos.Não esperei pela crise.E depois ainda me perguntam onde poupo dinheiro para viagens....Porque poupei sempre, sempre, não esperei que me mordessem os calos.Já os meus vizinhos sempre a queixarem-se com o condominio e tal, mas é ve-los todos os dias a caminho da pastelaria mais cara da rua para o pequeno almoço diario...

    ResponderEliminar