sábado, 24 de março de 2012

Coisas do tempo da minha avó

Ao Sábado costumo lanchar com toda a família. No fim do lanche aproveitei e comprei meia dúzia de pães. A avó chega-se rapidamente a mim, agarra-me pelo braço e diz "tu compra muito pão, que o ... (introduzir aqui nome do mais-que-tudo) gosta". Sorri.

Em qualquer jantar de família ela dá-me instruções para servir o namorado, para ver se ele está bem, se precisa de alguma coisa, se quer mais vinho, se quer mais comida, se quer isto ou aquilo.

Se fosse outra pessoa respondia-lhe um "ele tem mãos, pode fazê-lo", mas com a minha avó é diferente. Ela é de outro tempo, de outra geração, tem outra forma de pensar. Ela gosta de me ver a cuidar daquele que - espero eu - será o meu futuro marido. E eu vá, faço o teatrinho e deixo-a contente.

24 comentários:

  1. A minha avó é igualzinha... mesmo que ele esteja ao lado dela, é a mim que ela pergunta se ele não quer comer mais, ou algo do género... ehehehhe

    ResponderEliminar
  2. que coisa querida :DD a minha avo ja é mais po moderna :D

    ResponderEliminar
  3. Compreendo-te :) são velhos tempos, velhos hábitos :) e de vez enquando sabe bem seguir a regra*

    ResponderEliminar
  4. Já a minha mãe é assim... "vai lá buscar que ele gosta" e o moço se for preciso tá mais perto do que eu :) não deixa de ser engraçado, mas ás tantas é chato :-P

    ResponderEliminar
  5. Fazes bem em cuidar dele e em respeitar a tradição dela.

    ResponderEliminar
  6. é isso, é doutro tempo :) ahah, não deixa de ser engraçado!

    ResponderEliminar
  7. Já estou a ver que não sou a única.
    A minha avó é a mesma coisa. ;)

    ResponderEliminar
  8. Que fofo da tua parte fazeres um pequeno sacrifício para agradares à tua avó. Admiro isso ;^) Beijinhos fofos só para ti* visita pff:
    http://ligiaecompanhia.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  9. A avó do meu marido é assim com o marido! Serve-o primeiro a ele que a ela própria, vai-lhe buscar os chinelos e calça-os, quando ele quer ir para a cama, ela vai-lhe abrir a cama e ajuda-lo a vestir o pijama...
    Beijinho e bom Domingo.

    ResponderEliminar
  10. ohh com a minha avo e o mesmo. se eu vou a casa, ela envia coisas pra mim e para ele e pergunta se eu faco boas comidas para ele comer. e giro. Outra geracao :)

    ResponderEliminar
  11. A minha avó é tal e qual. nós é que temos que fazer tudo... enfim!:)
    beijinhos

    ResponderEliminar
  12. A minha avó também é assim. Eu adoro :)

    ResponderEliminar
  13. Oh é querida e é porque gosta dele ;)

    ResponderEliminar
  14. Eu, infelizmente, já não tenho os meus avós comigo, mas a minha avó já não era assim. E o meu avô, então, era um homem muito à frente nestes assuntos.
    A avó de excelso esposo ainda é um pouco assim, mas tanto eu como ele tentamos explicar que esse papel está ultrapassado. Acho que perder uns minutos a explicar o nosso ponto de vista e a necessidade de evolução é necessário e um encontro de gerações muito mais interessante.
    Não sou feminista (mesmo nada!), mas sou uma fervorosa defensora da igualdade... mas isso também já vem de trás, sempre ouvi a minha mãe a dizer ao meus pai "tens tanta obrigação como eu" e isso ficou.

    ResponderEliminar
  15. Cláudia, já lhe explicámos N vezes que os tempos mudaram mas ela já está naquela altura da vida em que essas coisas deixam de fazer sentido. ;)

    ResponderEliminar
  16. S* acho querido da parte da tua avó, mas...sinal de perigo à vista. A geração da tua avó vivia para "servir" os homens, numa geração mais nova ou menos nova, existe entre duas pessoas que se gostam e se respeitam, companheirismo, cumplicidade e ninguém tem que servir ninguém, pode e deve existir por vezes gestos de carinho, que pode passar por isso, mas sempre sem ser uma obrigação e sem criar hábitos na outra pessoa.

    ResponderEliminar
  17. Mulher sabedora a tua avo, ela sabe que no tempo dela e se calhar ainda neste tempo é na cama e na mesa que se satisfaz o homem.
    kis :=) aceita os conselhos dela

    ResponderEliminar
  18. A minha avó materna era assim. Já a paterna, se for preciso, manda o marido levantar o rabo da mesa (com estes termos) e ir buscar o que ele precisa em vez de ir a correr satisfazer-lhe a vontade, para que não lhe falte nada. E eu acho muito bem que assim seja, sou sincera.
    Porque digo-te, eu adoro a minha avó, mas se ela me dissesse o que a tua te disse eu era menina para responder qualquer coisa do género que ia comprar pois, mas porque também eu gostava de pão, ora essa :p. Mas isso sou eu, que sou um bocadito para o respondona e não deixo escapar nada :p.

    ResponderEliminar
  19. Ai como me revejo nisto :) É isso e a minha sogra que acha que tenho de por a comida na boca do menino dela...

    ResponderEliminar