segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Entre a blogosfera e a realidade

Muitas vezes recebo comentários a dizer "ah e tal... tu como jornalista, devias falar disto, daquilo, dizes isto e aquilo...".

Bom, tenho o blogue há mais de três anos e poucas vezes referi a minha profissão. Não interessa para nada o que eu faço fora da blogosfera. Quando comecei o blogue era uma estudante a finalizar a licenciatura. Depois entrei no mestrado, fui tendo um ou outro trabalhito para ajudar aos gastos e só há um ano e tal abracei a profissão para a qual estudei. Portanto, este não era o blogue de uma jornalista. Não era e continua a não ser. Nem nunca será.

Este é um blogue de uma menina-mulher, irmã, filha, amiga, namorada, dona-de-casa (que também o sou, visto não tenho empregada), colega de trabalho. O que eu faço fora da blogosfera torna-se pouco relevante, até porque o que me define não é a minha profissão.

O meu trabalho já é demasiado sério para ainda ter de encarar a blogosfera com seriedade. Sempre foi um escape, uma diversão, um diário do meu dia-a-dia. É o local onde leio o que se passa com diversos amigos meus. É o local que me permite rir, rir muito, conversar, debater, trocar impressões.

Alguns blogues têm a pretensão de ser sérios. O meu blogue tem a pretensão de ser leve, alegre, simples. Aceitem isso e deixem de dizer "tu, como jornalista". Sim, sou jornalista. Mas aqui sou a S*. A S* não tem profissão. Capisce?

41 comentários:

  1. Fosga-se...

    Não foi nada combinado mas os teus últimos post's levaram-me a colocar um há poucos minutos que vai um pouco no sentido deste.

    :)

    Beijo

    ResponderEliminar
  2. Há gente com uma lata... falas do que queres, não tens qualquer dever para com a blogosfera. Tu és quem és, não apenas uma representante de uma profissão :)

    ResponderEliminar
  3. E de pretensiosos anda este mundo (o real e o virtual) cheio!

    ResponderEliminar
  4. muito bem dito... é assim msm =D
    bjs* e boa semana

    ResponderEliminar
  5. E essa é a melhor maneira de encarar este mundo virtual!! Sem dúvida!

    ResponderEliminar
  6. Aleluia!!! Quando será que nos deixam de cobrar isso? Porra, já é tempo. Escrita séria fica no local de trabalho. A blogosfera está cada vez maus pretensiosa, está a deixar de ser divertida. Beijos

    ResponderEliminar
  7. Eu gosto da S.* daqui, a S.* sem profissão.Não tenho razões de queixa. Gosto do que escreves e de como escreves. O que escreves faz-me sorrir e és também uma espécie de jornal de noticias para mim porque de vez em quando vais publicando umas noticias por aqui.
    Eu gosto deste blog. Não só por ser o blog que é, que para mim é de qualidade, mas porque desde que criei o meu, foste uma comentadora frequente.. sempre que pensava em apagar o meu blog, o teu comentário aparecia e eu aguentava mais um bocadinho.
    Agora tenho um ano de blog, mas já acompanho o teu há mais tempo (já tive uns 3 ou 4 blogs..).
    Ler o teu blog faz parte da minha rotina :)
    Não desanimes com anonimos ou a saltos, não vale a pena. Tu sabes o que vales, quem és, o que tens e mais importante de tudo, quem tens ao teu lado.
    Sê feliz como tens vindo a ser :)
    Beijinhos S*. :)

    ResponderEliminar
  8. Lisa, és uma fofa. Agradeço.

    Mas não me falem mais do nome da criatura aqui. ;)

    ResponderEliminar
  9. acho que ninguém sabe qual é a minha profissão....
    concordo ctg

    ResponderEliminar
  10. O seu blog é muito bonito.
    Escreve muito bem, o seu descritivo é perfeito, e de uma maneira agradável imprime-lhe a sua coloração pessoal, que é o que verdadeiramente lhe deve interessar.
    Pessoalmente defino-o como uma espaço fresco e airoso que se gosta de visitar.
    Para além disso tem o sublime privilégio de sentido de inteligente humor, o que o torna num blog de irresistível visita obrigatória.
    Gosto francamente!

    Cordiais cumprimentos

    ResponderEliminar
  11. Das melhores cosas que disseste até hoje. Aplaudo-te de pé (sabes que eu venho sempre aqui, não sabes? só que entro e saio em silencio)
    kis :=)

    ResponderEliminar
  12. Bem, eu não sabia, mas acabei de ficar a saber!! :)
    De qq forma frequento o blog não pela profissão, mas pelo que tens escrito até agora!

    ResponderEliminar
  13. É tão certo o que escreveste agora, e no entanto, parece tão distante para certas pessoas.

    Esquece. Não vale de todo a pena o tempo despendido assim ...

    olha, ofereço-te um selo e um desafio, coisita rápida!
    passa lá no cantinho ;)

    http://sintoniaporquenao.blogspot.com/2012/01/selinho-1-e-desafio-2.html

    Beijinho e esquece as más-linguas **

    ResponderEliminar
  14. Vá vá, isto não tem nada a ver com a polémica anterior. Não me falem mais do assunto, cansam-me a beleza. ;)

    ResponderEliminar
  15. pássaro viajeiro, muito obrigada. Gostei muito de ler. Este sempre foi um blogue muito pessoal e julgo que é isso mesmo que o distingue. É um blogue de sentimentos, de emoções, amores e preocupações. A vida já é demasiado séria... a blogosfera quer-se leve!

    ResponderEliminar
  16. Eu, distraída, só agora soube - porque o escreveste com todas as letras! - que eras jornalista! :-)

    ResponderEliminar
  17. Adoro o teu Blog exactamente porque é assim, porque muitas mulheres se podem identificar com o que é aqui escrito! :) Gostei muito deste teu post! Continua assim! Beijinhos***

    ResponderEliminar
  18. Mas é isso mesmo que se espera! Será que blogs de médicos só podem falar de doenças, os de picheleiros de canalizações, os de professores de alunos ou aulas, os de contabilistas de números, etc, etc?! Imaginem como seria o blog de um proctologista ou de um cangalheiro...
    :)

    ResponderEliminar
  19. Cada um escreve sobre o que bem entende. Havia de ser bonito se cada um de nós escrevesse sobre a sua profissão dahhhhhh.
    Essas pessoas deviam receber um medalha de idiota ;)

    ResponderEliminar
  20. É isso mesmo S*... Quem gosta gosta (e são muitos) quem não gosta que não leia :)

    ResponderEliminar
  21. E até digo mais! Se formos a ver por esse ponto de vista, então os políticos que deveriam ajudar os seus cidadãos e levar o país para a frente, mas quando vamos a ver, são os primeiros a meter a mão no "saco"! Portanto não vamos por profissões!

    ResponderEliminar
  22. Adorei este post :) nem mais ...
    Beijinhos
    Cláudia

    ResponderEliminar
  23. É preciso uma dose de paciência xuxu...

    Comigo é o argumento do "depois de tudo o que passaste com a tua irmã..."

    Bisouxxx

    ResponderEliminar
  24. Compreendo-te. Eu pouco falo no meu trabalho, nem escrevo como psicóloga que sou, mas sobretudo como mulher que sente e analisa o mundo à sua volta.

    ResponderEliminar
  25. quantos jornalistas andam por esta blogesfera e não se vê essa parvoíce.
    Se quiseres falar só de roupas, falas, se queres só falar de comida, falas. Basicamente cada um fala o que quer e quando quer.
    E ninguém nasce ensinado :)

    ResponderEliminar
  26. Apoiado! Nem mais! Continua assim, a ser a S* que nos dás a conhecer. E se isso te dá prazer...nada há a alterar!

    ResponderEliminar
  27. Exactamente, o blog é teu, falas do que quiseres independentemente da tua vida fora da blogosfera.

    ResponderEliminar
  28. "...até porque o que me define não é a minha profissão."

    Gostei :)

    ResponderEliminar
  29. e deve ser aquilo que gostas e ponto **

    ResponderEliminar
  30. Concordo caso contrario daqui a 5 meses só posso falar de criminalidade, delinquência, homicídios, estatísticas... Baaaah já basta na minha outra vida!

    ResponderEliminar
  31. És como eu, do meu trabalho, falo pouco.

    ResponderEliminar
  32. Grande resposta S*!! A sério, essa malta não se toca! É como quando me apanham um erro!! Ui, crucificam-me porque sou professora! ...enfim...haja paciência para gente idiota e sem blog próprio! :P

    ResponderEliminar
  33. É mesmo assim! Então por essa lógica, eu como fisioterapeuta, só podia falar de fisioterapia. Não faz sentido!

    ResponderEliminar