Dos defeitos

Não sei pedir desculpas. Isto porque, na maioria das vezes, continuo a achar que tenho razão.

Nos outros casos, em que sei que fiz porcaria, opto antes pelo olhar de cachorrinho abandonado. Não sou mesmo nada boa a pedir desculpa. É preciso sentir-me mesmo culpada para o conseguir fazer. Geralmente não o faço.

Reconheço que é defeito. Reconheço que é uma coisa que tenho de mudar em mim. Mas a verdade é que a base do defeito é o facto de eu achar, honestamente, que tenho quase sempre razão. Isso faz com que não sinta necessidade de pedir desculpa. Com a idade, isso vai lá.

Comentários

  1. já é cotidiano pra mim, rs.

    ResponderEliminar
  2. Já é um princípio teres essa noção. Às vezes a mim também me custa - eu digo que não, mas custa, sobretudo admitir quando estava errada (muito raramente! *cof!*). É um processo de aprendizagem, e às vezes até dos outros depende.

    Pecola
    http://pecola.artedoengenho.net

    ResponderEliminar
  3. Às vezes as acções valem mais que as palavras...se o fazes, não é mau!

    ResponderEliminar
  4. Crescer e amar é também pedir desculpa.
    Um dia terás que aprender a fazê-lo para que o outro saiba que de facto estás a sério na relação.

    Pedir desculpa é demonstrar que respeitamos, que nos colocamos no nosso lugar e que o outro é de facto importante para nós.

    Acho que pedir desculpa é respeitar.

    Devias de fazê-lo mais vezes.
    E não é nada que não se saiba fazer.

    Se amas, qual é a dificuldade?

    O que é mais importante: o teu orgulho ou o respeito pela pessoa que dizes que amas?

    Não se pode dizer que não se é boa a pedir desculpa, isso não existe.

    Pedir desculpa é só: "Desculpa"

    Dizer e pronto.

    Se não admites que erras quando de facto erras, tens de cerscer essa parte.

    Amar não é só gostar. Muitas vezes é ceder. Não tens sempre que o fazer, mas por vezes, para o bem do outro e da vossa relação, tens que ceder e passar à frente. Caso contrário parece que és sempre demasiado agarrada a ti e às coisas que achas, às tuas certezas,a ti mesma.

    E amar não pode ser isso.

    Falo por mim, falo pela minha relação e pelas coisas que aprendi neste tema.
    :)

    ResponderEliminar
  5. São coisas que se aprendem com o tempo... :) Pelo menos no meu caso foi lol

    ResponderEliminar
  6. eu também sou assim, fico com remorsos muitas vezes, mas faz parte do pacote. :(

    ResponderEliminar
  7. acho que com o tempo vais 'aprender' a fazê-lo ...
    :)**

    ResponderEliminar
  8. Eu sou muito orgulhosa e não gosto de ter de pedir desculpa e admitir que não tenho razão, mas faço-o (às vezes).
    Somos parecidas até xD

    ResponderEliminar
  9. não é muito bonito da tua parte. se erras há que mostrar que estás arrependida e pedir desculpa, sempre. às vezes não bastam os olhinhos de cachorrinho abandonado. Tens que te esforçar mais...

    ResponderEliminar
  10. estórias... concordo. Mas, como deves compreender, não vou pedir desculpa só porque sim. Quando errar, peço. Não tenho culpa de errar poucas vezes. :P

    ResponderEliminar
  11. Eu também sou assim. Mas peço, só que continuo a pensar que tenho razão. Quando não há volta a dar e a outra pessoa pensa que também tem razão, dou o braço a torcer para não haver problemas à toa.

    ResponderEliminar
  12. Com a idade, vais aprender a pedir desculpa e a valorizar esse acto. Também já fui como tu, tal qual. Mas hoje faço questão de pedir desculpa quando vejo que a outra pessoa tem razão.

    ResponderEliminar
  13. Definição de Mulher: "Não sei pedir desculpas. Isto porque, na maioria das vezes, continuo a achar que tenho razão."

    ah ah ah :)) desculpa, não resisti!!

    Mas agora mais a sério. Apesar de nunca me ter achado dono da razão e só após os meus 20 anos e já a meio da minha passagem por Bragança, comecei a desenvolver a "Teimosia" associada à minha personalidade, enquanto mais jovem nunca soube pedir desculpa.

    Melhorei esse aspecto com a idade e sim, praticando em pequenas coisas. O que me levou a começar a fazer isso? Chegar a esse ponto onde te encontras e isso incomodar-me imenso. Comecei com dolorosas introspecções e cheguei ao ponto de conseguir pedir desculpa a olhar nos olhos de quem magoei, custa imenso, verdade :)

    Vai devagar, mas não desistas de ti, como já disseram, é bom teres consciência que precisas de melhorar isso em ti!

    Beijinho*

    ResponderEliminar
  14. Eu sei que, com o passar do tempo, vou melhorar nesse aspecto... como disse no título, é defeito.

    ResponderEliminar
  15. Também sou muito casmurra e orgulhosa, mas quando vejo que não tenho razão e isso me custe muito a aceitar, lá acabo por pedir desculpa, mas também não gosto de o fazer :S

    ResponderEliminar
  16. Eu também sou assim. É raro dar o braço a torcer. Quando sei que tenho razão, aí nem se fala. Mas quando não tenho razão, fico tipo calada "no meu canto", mas fico agoniada por não ter razão e depois também por não conseguir dar o braço a torcer.
    Nem sempre é assim, mas normalmente..
    chateei-me muitas vezes com um amigo meu, mas eu sempre acreditei que tinha razão, e outras vezes ele apanhava-me nos meu dias menos bons, e eu desatava a resmungar, e muitas vezes sem ele fazer nada demais, mas .. depois eu ficava triste.. e penso que das nossas zangas, (que foram ainda algumas) só pedi para aí duas vezes desculpa ou assim, e uma vez "fui obrigada" a dizer.. e o que me custou a palavra a sair da boca.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  17. Eu já fui ao contrário... pedia desculpa até quando não errava.... Agora fica o meio termo.

    ResponderEliminar
  18. A minha irmã mais velha também era assim. Sabes o que a fez mudar? A maternidade! A primeira vez que lhe ouvi um "desculpa" foi pouco tempo depois de ter sido mãe! É por isso que acredito que a maternidade tem mesmo o condão de nos tornar pessoas melhores, menos egoístas e mais altruístas!

    ResponderEliminar
  19. Infelizmente, estou contigo!...
    Humpf.
    Feitiozinho.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares