Continuando nas traições...

Quando uma terceira pessoa está a tentar "fazer-se ao bife", a insinuar-se ao nosso parceiro, penso eu de que...

É o nosso parceiro quem tem de pôr os pontos nos "is". É ele, ou ela, o nosso parceiro/a, quem tem de esclarecer a situação. É ele quem tem de dizer "não quero, não preciso, estou satisfeito com o que tenho". Não nós. Pelo menos eu acho que não devemos ser nós a meter-nos nisso. Não é que tenha nada de mal (que não tem) mas parece-me desnecessário. E pode até desencadear em cenas feias.

Se uma outra mulher andasse a rondar o mais-que-tudo, ficaria muito desapontada se ele não fosse homem (melhor dizendo, não tivesse tomates!) para lhe dizer "desampara a loja, não estou interessado". Se a história fosse ao contrário, não precisaria do mais-que-tudo para esclarecer a situação. Seria mulherzinha o suficiente para afastar qualquer homem que se tentasse meter no nosso caminho. O mesmo esperaria dele.

Comentários

  1. exactamente ... é assim que as pessoas deviam se comportar, SEMPRE!

    e se a terceira pessoa até calhar de ser a cara metade do nosso mais-que-tudo então que ao menos se tivesse a decência de esclarecer tudo antes de fazer 'merd@' ...

    ResponderEliminar
  2. Adorei o termo "ajudante de traição", bem pensado xD
    Concordo contigo! Qualquer pessoa deve saber respeitar acima de tudo o companheiro, homens ou mulheres.

    ResponderEliminar
  3. Concordo a 100% contigo! Se ele não a afastar, mais ninguém o faz... Isto, assumindo que estamos a falar de mulheres com vergonha na cara. O que não era o caso na situação que relatei. O que fazemos, nós que somos mulheres mais do que decididas, com a auto-estima lá em cima, determinadas e resolvidas, quando o mais-que-tudo diz "não quero, não preciso, estou satisfeito com o que tenho", mas ainda assim a dita continua a insistir???? E a insistir. E a insistir... E a rondar... E a mandar sms e e-mail´s e a convidar para almoços e afins... Até que ponto devemos mesmo ficar na nossa? Ou, até que ponto conseguimos ter sangue frio para ficar na nossa?! Eu tentei, mas às tantas saltou-me mesmo a tampa!!! :p

    ResponderEliminar
  4. penso exactamente assim, nem mais nem menos :D

    ResponderEliminar
  5. Concordo plenamente! Cada um tem de ser crescidinho para lidar com essas situações, não é necessário chamar o outro para resolver...

    Beijinho*

    ResponderEliminar
  6. Ora nem mais!!!
    ;)

    http://so_risoincognito.blogs.sapo.pt/

    ResponderEliminar
  7. É isso mesmo!
    E quando atitude não é essa, de forma espontânea e automática, é porque algo está muitoooo mal!!!

    Eu só não percebo é porque é que, nesses casos - quando não se está satisfeito com o que se tem - não se deixa a outra pessoa em paz e se tem coragem para se ficar sozinho/a, em vez de andar ali a endrominar outra pessoa que está de alma e coração numa relação que afinal é uma farsa até encontrar algo que lhe encha melhor as medidas!

    E isso... isso é tão nojento e tão mau quanto uma traição!!!

    ResponderEliminar
  8. apologista da mesma política, aqui. Nem mais, nem menos.

    Confiança, cadê?

    ResponderEliminar
  9. tens razão... é o objecto de cobiço que deve dizer "já estou completo" se for caso disso... ou acabar com a relação que tem antes de fazer alguém sofrer :)

    ResponderEliminar
  10. É mesmo, e as namoradas que se metem ao barulho a mim fazem-me confusão, faz-me confusão o que têm em mente.
    Kiss*

    ResponderEliminar
  11. Estou inteiramente de acordo. Quem nos deve é nosso mais-que-tudo (adorei isso) e não a vadia... ops, quero dizer, a 3 pessoa envolvida. Acho ridículo mulheres que vão às forras tirar satisfação da "outra". Oras, meu compromisso é com ele, portanto...
    Fazia tempo que não vinha, mas vir aqui é sempre divertido.
    Beijokas.

    ResponderEliminar
  12. Este post e o anterior poderiam perfeitamente ter sido escritos por mim. É precisamente o que eu acho. Não mudaria nem um vírgula. :)

    ResponderEliminar
  13. totalmente de acordo...
    porque um homem que nao saiba afastar uma mulher quando está muito satisfeito com o que tem em casa, nao faz jus à relaçao que tem nem ao amor que diz que tem... ha que saber cortar o mal pela raiz e é uma tarefa unicamente deles...
    quem seriamos nos para chegar ao pe de uma outra qualquer para dizer "parou por aqui que este é meu"? soaria a ridiculo, ate.
    meninos, leiam bem este post, vao para casa, decorem e aprendam! por um mundo melhor :)

    ResponderEliminar
  14. Tem toda a razão. Eu sempre disse que a honestidade e frontalidade devem ser os pilares das relações/casamentos.
    Cump/s

    ResponderEliminar
  15. ora nem mais...assim é que tem e deve ser
    bjs*

    ResponderEliminar
  16. Exactamente,numa situação dessas (e noutras) ninguém deve falar pelo outro...era dar-lhe rótulo de incompetente, de não saber resolver situações.

    ResponderEliminar
  17. Concordo e apoio plenamente...
    Mas só deus sabe as vezes que "inspiro...expiro" sem ele saber!!!
    Beijos

    ResponderEliminar
  18. Obviamente! Quem fez a asneira ou é visado que trate do assunto. Odeio essas peixeiradas de mulher como odeio que os homens por ciume queiram pedir satisfações a alguém que não conhecem.

    ResponderEliminar
  19. Concordo plenamente.
    Não sei se teria estômago para engolir o sapo (no caso da ajudante insistir depois do "chega p'ra lá" dele), mas gosto de pensar que sim. Que agiria como uma senhora. :P

    ResponderEliminar
  20. Concordo plenamente! Aliás... toda a gente tem o direito de se fazer ao bife, de tentar, não que seja correcto etc etc..mas têm esse direito! mas de resto quem tem que por os pontos nos i é só o assediado...só.

    ResponderEliminar
  21. Concordo mas também gosto muito de ver o homem defender o que é "seu". E às vezes um olhar é suficiente para os outros se afastarem, não há razões para peixeiradas.

    ResponderEliminar
  22. Essas situações são um este ao carácter das pessoas. Assim se vê verdadeiramente quem são.

    ResponderEliminar
  23. Minha nossa tanta gente a concordar e o que mais vejo por ai são peixeiradas desse género.
    Uma coisa é o politicamente correcto outra coisa bem diferente é o que acontece na realidade.
    Eu detesto peixeirada é um facto, mas tb não sou mosca morta.Senão gosto da forma como uma mulher olha o meu mais que tudo, acreditem que nem preciso de abrir a boca para que ela perceba que está a entrar em terreno pantanoso.Ah e tb não gosto de homens moscas mortas, não tem piadinha nenhuma.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares