Profissão

Nenhuma profissão me realizaria mais. Nenhuma me assentaria melhor. Poder escrever, todos os dias, a um ritmo rápido e intenso - bem ao meu jeito. Poder ouvir pessoas, fazer telefonemas, ir a lugares. Estar a par de tudo o que acontece na minha região, saber das coisas e poder dá-las a conhecer ao resto das pessoas. Sempre fui curiosa, de pequenita. A minha mãe sempre disse que "vejo com as mãos". Sempre gostei de mexer, de saber, de procurar. Entrevistar, escrever, montar peças, gravar, fazer directos, investigar, procurar, insistir. Adoro. É mesmo a minha cara.

Comentários

  1. Tenho aqui uma vaga para a Investigação Criminal! Interessa-te? ;) Bjs.

    ResponderEliminar
  2. É tão bom trabalharmos no que gostamos :)

    ResponderEliminar
  3. Resumindo, es uma chata ...ahahah
    Brincadeira, nao e para levar a mal :)

    ResponderEliminar
  4. seguindo,segue também ai?
    http://www.meninasligadas.com/
    @CassiaCardoso
    =^.^=

    ResponderEliminar
  5. És jornalista? Pelo que percebi no texto, pareceu-me que sim (:
    Eu pretendo seguir essa área na universidade. Podes dizer-me como é o curso e assim? isto se não for incomodo :X
    Obrigada, desculpa a invasão, e já agora, gosto do blog. Já o sigo há algum tempo (:

    ResponderEliminar
  6. S* aproveita. Ter um trabalho que nos realize deve ser do melhor :)
    Beijinho

    http://so_risoincognito.blogs.sapo.pt/

    ResponderEliminar
  7. Francisco, sou. :) Só te posso dar a experiência de Ciências da Comunicação - Jornalismo, assessoria e multimédia, na Universidade do Porto, que foi o curso que frequentei. Basicamente, é um curso muito prático, muito interessante, dinâmico e esforçado. O primeiro ano é teórico mas os outros dois são bastante práticos.

    É redutor dizer que é um curso de jornalismo... é muito mais do que isso. É jornalismo, é assessoria (marketing, relações públicas, comunicação de empresas...) e é também multimédia (muito relacionado com computadores, com informática). O terceiro ano é de decisão: decides especializar-te numa das três áreas. Tens formação nas três, especializas-te numa. Dás um bocadinho de tudo... informática, jornalismo, história, cultura, psicologia, investigação. Aconselho vivamente.

    ResponderEliminar
  8. que bom, estas como peixe na agua entao :)

    ResponderEliminar
  9. Sinto o mesmo em relação a minha profissão.
    é maravilhoso podermos "vestir a roupa que nos acenta".
    E tu nasceste para isso mulher!
    tão bom saber-te feliz e realizada. bjo

    ResponderEliminar
  10. Eu adorava ser entrevistado com as mãos. eheheheh

    ResponderEliminar
  11. Eu também faço entrevistas :) Mas de trabalho e não de investigação (lol, não deixa de ser investigação também). Mas sim, confirmo como leitora, nota-se que nasceste para isto.
    :)

    ResponderEliminar
  12. E não é bom fazermos o que efectivamente gostamos? Boa! :)

    ResponderEliminar
  13. Imagino como será esse prazer de se estar a fazer o que mais se gosta! Espero alcançar isso mesmo também!

    ResponderEliminar
  14. ho Sr. Geninho, se eu não entrar no ensino superior acha que tenho hipóteses de fazer parte dos "Geninhos"??

    ResponderEliminar
  15. Ainda bem que fazes o que realmente gostas. ;-)

    ResponderEliminar
  16. Até sinto arrepios por saber tão bem que emoção é essa. Um amigo uma vez perguntou-me: nem por muito dinheiro mudavas? E eu disse que cada vez que entrava a trabalhar era a mulher mais feliz do mundo, nao havia dinheiro capaz de pagar isso.
    Nunca soube o que queria ser, nao era a tipica miuda que dizia "quando crescer quero ser x" e deu-me o click quando durante o secundário tive de fazer uma entrevista na rádio. Não foi preciso dizer mais nada, nem pensar duas vezes: ia ser jornalista.
    Na universidade tive o meu próprio programa de radio mas, a escrita falou mais alto. E o primeiro estágio numa revista mostrou-me que era o meu casamento para sempre: com os seus momentos bons e maus.
    Mesmo quando dizem que está mau, que é complicado, que já não há bons jornalistas respondo sempre que o que falta é "paixão" e "certeza do que se quer".

    ResponderEliminar
  17. e isso parece-me maravilhoso, ... nem todos têm essa sorte**

    ResponderEliminar
  18. Que inveja! Tens a profissão que eu também quis para mim e que também acredito que me assentava como uma luva. Infelizmente, no meu caso, fui andado de estágio não remunerado em colaborações quase gratuitas e tive de optar por algo que pagasse as contas. O bichinho ainda aqui está, mas tenho noção que já é muito difícil regressar ao Jornalismo.

    ResponderEliminar
  19. Sabe tão bem amar a nossa profissão e saber que fomos "talhadas" para aquilo! É bom e facilita todo o processo =)

    ResponderEliminar
  20. Sortuda! És uma abençoada então! Um beijo

    ResponderEliminar
  21. se o fazes ainda bem, senão vais ver que consegues,luta por isso*

    ResponderEliminar
  22. São poucas as pessoas que gostam realmente do que fazem. Ainda bem que és uma delas (eu também).
    Bj**

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares