Ide para o raio que vos parta com as notícias sobre a crise

"Os portugueses levantaram na semana passada 580 milhões de euros e fizeram compras no valor de 772 milhões na rede Multibanco, valores ligeiramente superiores aos registados em 2009.

Segundo a SIBS, entre 13 e 19 de dezembro foram efetuados nas caixas automáticas nove milhões de levantamentos, no valor total de 580 milhões de euros, enquanto de 14a 20 de dezembro do ano passado este montante foi de 571 milhões, ou seja, mais 1,6 por cento. O valor médio levantado por dia foi de 66 euros, tal como em 2009."


DN

Ou exageram nas notícias sobre a crise (não creio) isso ou fica toda a gente maluca com o Natal. Há ainda uma terceira hipótese - uma mania parva de gastar o que não se tem.

Comentários

  1. Isso foi, de certezinha, açambarcamento de açúcar! :p

    ResponderEliminar
  2. é verdade é... queixam-se mas todos os anos é a mesma coisa. Eu não comprei nada a ninguém...

    ResponderEliminar
  3. Devem achar que por se falar dela ela passa...

    ResponderEliminar
  4. Fora o que vai ter de ser pago às parcelas durante 2011, a crédito. É por isso que este país está no que está... Eu ainda só comprei uma garrafa de vinho do Porto, e foi a dinheiro... :)

    ResponderEliminar
  5. Estou totalmente de acordo contigo... E acho que a terceira opção é bastante provável!

    ResponderEliminar
  6. Acredito nas tres hipoteses
    bjs*

    ResponderEliminar
  7. Quem tem dor de dentes é que vai ao dentista.
    Eu queixo-me da crise, sim senhor. Apesar de ainda não ter deixado de comprar o que preciso (e às vezes o que não preciso loool), mas durante este ano não fiz um tostão de poupança. Logo, a crise está a ir-me aos bolsos.

    ResponderEliminar
  8. A crise não conta com os 25% do PIB de economia paralela ehehe :D

    ResponderEliminar
  9. As compras de natal, os levantamentos no multibanco, as viagens de fim de ano. Ouve-se muito falar em crise mas vê-se muita gente a viver como sempre viveu. A que preço é que farão isso? Será a solução atolarem-se em dívidas? Pois, esse é que é o problema.

    ResponderEliminar
  10. Não era minha intenção deprimir ninguém :p

    ResponderEliminar
  11. s*
    Não sei se as 3 juntas ou apenas a última... mas cada vez que eu ouvia a palavra "crise" eu dizia que iriamos bater novamente recordes...

    Seremos sempre a mesma coisa neste ponto... tenho muito orgulho em ser portuguesa mas és por estas coisas que às vezes não sei o que pensar... e depois é o disparate de se passar fome em Janeiro... porque em Dezembro se gastou o que não se tinha...

    ResponderEliminar
  12. Eu gosto mais da letra do que da música propriamente dita mas pronto :p

    ResponderEliminar
  13. Já não consigo ouvir falar sobre o assunto...que depressão.

    Aproveito para desejar Um Feliz Natal!

    Bjs

    ResponderEliminar
  14. E ainda dizem que estamos em crise..

    ResponderEliminar
  15. A 3ª opção é a mais provavel e é triste que PT seja dos países da Europa onde se gasta mais dinheiro no Natal, uma média de 375 euros por pessoa!! depois queixam-se...

    ResponderEliminar
  16. Eu também acho que é mais a terceira opção, mesmo!

    ResponderEliminar
  17. Ou então deixaram de usar tanto o multibanco e passaram a pagar as compras com dinheiro vivo... Uma estratégia altamente eficaz para controlar o que se gasta! ;) Bjs

    ResponderEliminar
  18. Querida, a crise foi uma cena que inventaram só para nos enganar.

    ResponderEliminar
  19. Apostava na terceira opção. A quantidade de gente que se mete em créditos para o plasma de não-sei-quantas polegadas, para a viagem à neve, para as prendas caras, etc, é uma coisa que me faz imensa confusão...

    ResponderEliminar
  20. Eu não não dar prendas!

    Percebo bem o significado de crise.

    Embora haja pessoas que não tem comida, há muitas que tem dinheiro e a crise só as veio enriquecer mais!

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares