terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Acho que ele vai ser um óptimo pai.

Gosto da ideia. Gosto ainda mais que ele goste da ideia. Eu gostava de ter um casal. Uma menina para eu pôr toda cor-de-rosa, muito feminina. Um rapaz para ter o jeito dele, para ele levar ao futebol (mesmo que seja pra ver um clube que está na divisão de cascos de rolha).


Internem-me. Está na hora.

Mas não está na hora de ser mãe, não se apoquentem. Isso só daqui a uns cinco anos.

22 comentários:

  1. filhos? ahaha
    tens preferência no hospital? :P

    É só amor (:

    ResponderEliminar
  2. Tens alguma preferência pelo manicómio?

    ResponderEliminar
  3. opa que fofos!! tenham muitos!! eheh`. *

    ResponderEliminar
  4. minha linda.... há esperança, tenho uma tia e prima enfermeiras no magalhães Lemos! bjo

    ResponderEliminar
  5. um casal não. tenham muitooooos filhos, muitos casalinhos :)

    ResponderEliminar
  6. Diz quando estiveres grávida para começarmos a tricotar casaquinhos e carapins!! ;))

    ResponderEliminar
  7. Hehehehe estás que nem podes, S*zinha :p Mas é tão fixe ler estas coisas hehe é engraçado ver como o amor nos faz ficar ;)

    Ao menos arranjem uma camisa de forças pré-mamã!!!! hehehe :D

    Faz bem pensar em coisas boas ;)

    ResponderEliminar
  8. Oh como consegues pensar tão à frente?? XD
    Admiro-te ^^

    Quanto ao meu post super depre- impossível arranjar tempo para mim. Entrei na fase pior de estudos --'

    ResponderEliminar
  9. credooo já pensam nisso??? :O
    oh mulheriii aproveita mas é outras coisas :P

    ResponderEliminar
  10. E nomes já pensaste nisso??
    Estou a suspirar e já falta pouco para eu reencontrar o meu mais que tudo :$
    abraço doce
    Com carinho
    Sairaf

    ResponderEliminar
  11. A paixão deixa mesmo as pessoas parvas. Tão bom ser parvo assim...

    Sorte.

    ResponderEliminar
  12. Acho que estás com a imaginação indo longe demais. Freia um pouco, é melhor. Preocupação de amiga :)

    ResponderEliminar
  13. S*, Não tenho nada à ver com a tua vida, como bem sabes, mas, na minha opinião...acho que estás a criar demasiadas expectátivas sobre o futuro desta tua relação amorosa.
    Então ainda há pouco conhecestes o homem e já o vês como pai dos teus filhos?...hehehehe

    A sério, digo-te isso com a maior amizade do mundo...Esfria um bocadinho e não vás tão depressa, porque a Paixão cega-nos e impede-nos de ver o que por vezes é óbvio/evidente, mas quando acaba...tudo o que somos fica à mostra e podes já não gostar do que vês.

    Leva um dia de cada vez e não apresses demasiado as coisas, deixa que tudo decorra com naturalidade. Dá tempo ao tempo.
    Não deixes a tua relação sufocar pela ansiedade.

    Espero que não te sintas ofendida com o meu "atrevimento" porque só tive pretensões de te ajudar.

    :)

    (Ps: Se quiseres, podes guardar este comentário só para ti e não precisas de publicar, porque no fim de contas, escrevia-o só para ti mesmo..)

    ResponderEliminar