O drama, a tragédia, o horror

Irritante tanta centralização das atenções na capital. Irritante que tratem o país como se fosse só Lisboa, valorizando apenas uma cidade, em detrimento de todas as outras.

Chove em Lisboa, é o fim do mundo. Lisboa tem inundações, é o fim do mundo. Abre-se o telejornal com cheias em Lisboa. Fantástico, tirando os lisboetas, quem é que é afectado por isso? Eu não sou. Podem dar a notícia, mas 20 minutos de notícias sobre chuva em Lisboa é exagero.

Querem ver que aqui em Viana está um tempinho de Verão e ninguém me disse nada? E nas vossas cidades, estão como se estivessem nas Caraíbas, é?

O resto do país também conta, senhores jornalistas.

Comentários

  1. Lisboa e Serra da Estrela.
    Mas melhor ouvir isso do que o enjoativo orçamento de estado ps, psd e a m*** dessa gentalha!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Eu até esava a pensar ir à praia... 8)

    ResponderEliminar
  3. E agora imagina as pessoas das ilhas como eu (apesar de agora viver em Lx)... Quando dizem "chove em todo o país" nós já sabemos que o que eles querem mesmo dizer é "chove em Portugal Continental". Querem ver que afinal somos de países diferentes e esqueceram-se de me avisar?

    ResponderEliminar
  4. é verdade. mas Lisboa tem mais pessoas que qualquer outra cidade e como é a capital tem todas as atençoes.Não fiques chateada. Pelo menos não falaram sobre o OE.

    ResponderEliminar
  5. É a velha ideia de que Portugal é Lisboa e o resto é paisagem.

    ResponderEliminar
  6. concordo.. do porto também pouco de fala x)

    ResponderEliminar
  7. Não é por ser em Lisboa. Se as cheias fossem em Alguidares-de-Baixo, levávamos com os mesmos 20 minutos de notícias.
    É a notícia fácil. Nem têm de levar câmaras, porque o pessoal encarrega-se das filmagens. E se houver mortos ou feridos graves, ainda é melhor.
    O que eu acho piada nesta história das calamidades, é que pouca gente tem seguro e são os mesmos que passam a vida a exigir menos Estado os primeiros a achar que o Estado tem de cobrir os prejuízos.
    O comércio e a agricultura são negócios de risco.

    ResponderEliminar
  8. sim por acaso exageram, por isso que ja não vejo muitas notícias.

    ResponderEliminar
  9. Por que será que onde o dinheiro mais se concentra, é de onde mais interessa falar? Ora, pois é assim não só em Portugal. Moro numa cidadezinha que, às vezes, esqueço que está no Brasil. Sinto-me apátrida não só por nunca ninguém falar dela, como também porque a esquecem na hora de receber os benefícios dos governos estadual e federais. Dizem assim: todas as escolas de São Paulo (estado de São Paulo)estão ligadas à internet e têm cursos de informática. Todas??? Bem, então, vai ver, caímos do mapa e ninguém notou.
    Beijokas

    ResponderEliminar
  10. Compreendo-te perfeitamente!
    O nosso país é o único a ter um telejornal que dura 1h e picos, com publicidade a meio e que inclusive consegue juntar jet-set e a história do vizinho que deu um trambolhão nas escadas. Já estou como a Marta mais vale falarem da chuva ou do sol que levar uma grandessíssima seca com o PS/PSD (o que para mim é a mesma chachada).

    Beijocas

    ResponderEliminar
  11. Infelizmente isso não muda..tudo lisboa, lisboa, lisboa! bah

    ResponderEliminar
  12. Fez um lindo dia de sol ontem no Rio de Janeiro mas hoje fomos pegos por uma frente fria do sul com ventos fortes e chuva.

    O Brasil vive de notícias de calamidade, então onde ela ocorre é mídia.

    Os estados do centro oeste e norte são esquecidos. Valoriza-se o litoral e o sul. O résto é o resto, incluindo questões sociais econômicas e sem dúvida por interesse político.

    Brasília é a capital (não sei de quê...) e de lá só interessa a política nada mais é divulgado.
    Coisas da terra brasílis.

    Beijos de cá.

    ResponderEliminar
  13. É impressionante como ainda se pensa que Portugal é só Lisboa!!

    ResponderEliminar
  14. Então tu não vês que ém Lisboa é que estão os nossos governantes? Por isso é que há tantas inundações por lá!É da água que eles metem!

    ResponderEliminar
  15. é que é mesmo isso. e o pior é que é sempre assim. tudo o que é importante acontece em Lisboa, as noticias focam sempre as coisas bonitas de Lisboa, quando há acidentes e chuvas (neste caso) em Lisboa é o fim do mundo. o resto que se f*da. e é sempre sempre sempre assim. tudo bem que é a capital e coiso, mas é um exagero.

    ResponderEliminar
  16. O problema é que em Lisboa não precisa chover muito para haver inundações... É um problema crónico, que a respectiva autarquia parece ter grandes dificuldades em resolver e, tanta notícia sobre o assunto pode, pelo menos, ajudar a que outras autarquias evitem estas pequenas desgraças.
    Mas, de forma geral, tens razão: Portugal continua a ser Lisboa e o resto é folclore...

    ResponderEliminar
  17. Eu discordo. Acho isso bairrista, a velha e absolutamente desnecessária questão norte/sul. As cheias em Lisboa interessam tanto como um incêndio no Porto, um microsismo em Bragança ou um serial killer em Freixo de Espada à Cinta.

    ResponderEliminar
  18. Aqui no Brasil também acontece isso. Só que é o contrário. Ao invez da capital ser o centro das atenções, é um estado que é.

    ResponderEliminar
  19. Tens toda a razão, as tragédias não acontecem só em Lisboa

    ResponderEliminar
  20. São uns filhos da putana, estes jornalistas.
    Nasceram todos em Lisboa... :)

    ResponderEliminar
  21. Eu acho que pior é o tratamento que dão ao interior do país, se por vezes nem sequer deve existir no imaginário dos jornalistas.

    ResponderEliminar
  22. Acho que as notícias não se centram em Lisboa! Nunca reparei bem nisso!
    Talvez tenhas razão:)

    ResponderEliminar
  23. Boa noite.
    Este fim de semana rumei do centro do país até Vila Real, onde choveu imenso, mas como as sarjetas estavam limpas não inundou nada. Fui a Mirandela também e abriram um pouco a comporta que despejou a água que estava a mais... Logicamente, sem inundações o norte do país (limpo e arrumado) não teve direito a tempo de antena.
    Não sei não, mas acho que em Lisboa ninguém limpa sarjetas e quando se fazem obras só se pensa no verão.
    Cumprimentos.

    ResponderEliminar
  24. Pois é, compete a ti, futura jornalista mudar estas coisas... É um triste país centralista, o que temos.. e mais, comodista. Não ves que a gasolina tá cara, para os reporteres fazerem grandes viagens para fora de Lisboa para falar do mau tempo? E depois ainda acabavam esborrachados na crel ou na cril.. é perigoso...lol

    ResponderEliminar
  25. Realmente já tinha reparado. É só Lisboa, Lisboa e Lisboa! *

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares