Avançar para o conteúdo principal

(estou a ser lamechas, não estou?)


Saudades...

Tantas. Do cheiro, das conversas, das piadas sem graça, da forma como me abraça e da maneira como entrelaça os dedos nos meus.

Comentários

  1. Ai... (suspiro)

    O amor é tão lindo...

    ResponderEliminar
  2. estás apaixonada... isso é bonito :-)

    ResponderEliminar
  3. Nada disso! Deves ser tu, sempre, tal como te sentires ;). E essas saudades, são boas...

    Beijinho

    ResponderEliminar
  4. Estás...e é tão bom quando temos motivos para ser ;)!

    ResponderEliminar
  5. hehehhehe é tãaaoo bom estar apaixonada.... bjo

    ResponderEliminar
  6. Qualquer dia descobrem que a saudade não passa de um liquido que se espalha pelo cérebro...

    ResponderEliminar
  7. Pareces a minha cadela. Mesmo se eu só for ao contentor levar o lixo, quando chego já ela tem tantas saudades como se eu tivesse regressado depois de vinte anos a trabalhar em França.
    Como é que em dois dias de namoro (três, vá...) é possível acumular tanta saudade?
    Deixa, o dia passa depressa e mais logo vais fartar-te de "ganir" e dar saltinhos à roda dele.
    AHAHAHAHAHAHAH

    Beijiiinhooo.

    ResponderEliminar
  8. Lamechas não....emotiva...e por isso és o que és...sentes, vives...


    beijo S*

    ResponderEliminar
  9. É bom ser assim lamechas... ;) Acredita que é!

    ResponderEliminar
  10. Senti-lo é bom. É sinal que faz parte de ti, do teu dia-a-dia :)

    Como diriam os brazileiros:
    Qui bonitxinho ^^

    Beijoquinhas Menina S*

    ResponderEliminar
  11. Dizes isso de uma forma bastante pejorativa! Lamechas?! Toda a gente precisa de um bocadinho às vezes. Se estás apaixonada, nao te preocupes com isso :)

    ResponderEliminar
  12. Aproveita. Aproveita bem esses sentimentos.

    Um beijinho...

    ResponderEliminar
  13. Estás!!!!!!!!!!!!!!!!!! MAs gosto de ti na mesma :)

    ResponderEliminar
  14. Lamechas sim... mas é tão bom!!!! :D

    ResponderEliminar
  15. É impossivel retirar alguma matéria daquela aula.

    ResponderEliminar
  16. Lamechas ou era essa, apaixonada e feliz!!! :)
    abraço doce

    ResponderEliminar
  17. é normal...aquele fase da paixao...tem-se saudade de tudo...tudo mesmo!

    ResponderEliminar
  18. Ai que esta primeira fase da descoberta `e tao lindaaaaaa! :D

    ResponderEliminar
  19. E ser lamechas quando se está apaixonada... é mau?! Mau seria passar essa lamechice toda para Ele (isso sim, seria "a morte do artista"). Agora connosco?! Use e abuse, estamos cá para isso ;)

    ResponderEliminar
  20. Nao estas nada... :) o amor é isso mesmo! ficamos assim meias parvas! ehehe :D e sabe tao bemmmmm!!

    ResponderEliminar
  21. ando mais presa num amor (quase) impossivel!

    ResponderEliminar
  22. Acho digno a revelação. E compartilho das lamechas!

    bjos, ú&e =**

    ResponderEliminar
  23. Partilhei o sentimento lamechas.. espero que tudo bem!

    ResponderEliminar

Publicar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Para dormir - solução, procura-se!

É uma pessoa desesperada que vos escreve, esta manhã.

Conhecem soluções naturais para dormir bem de noite? Algo que me faça ferrar o galho e só acordar no dia seguinte?

Estou farta de noites mal dormidas. Estou farta de ficar até às 5 ou 6 da manhã sem conseguir dormir. Chego ao desespero, com vontade de chorar. De dia, sinto-me cansada, porque o descanso é uma porcaria.

Não sou grande adepta de medicamentos mas, se tem de ser, é. Alguém conhece um remédio, uma erva, o que seja?

O que é nacional é bom

Anda Portugal a usar cestas desde sempre e esta vossa S* a usá-las há sete ou oito anos... e vem agora a Carolina Herrera descobrir a pólvora (imagens acima).
Por favor, acho isto verdadeiramente errado. A desfaçatez que é pegar em algo tradicional de um país e de o apresentar como uma "criação"... Ainda por cima chamar-lhe "Aveiro"... E em nenhum sítio dizer que tem inspiração portuguesa.
E a pechincha que está? Quase 500 euros por uma cesta. Não tinha nada contra o preço... se efectivamente fosse um produto de original.
É só googlar "cesta portuguesa" e encontram-se imensos exemplares realmente nossos... E sem custarem quase um salário mínimo.
Querem cestas de classe? Então comprem das nossas. Das verdadeiras. Cópias descaradas? Não, obrigada.
Sugiro a Victoria Handmade. Não são caras, são dispendiosas e têm o preço do que é realmente bom. São feitas à mão, são portuguesas e assentam na nossa tradição. 

Voltar ao início

Depois de quase 9 anos e meio de relação, não vamos fingir que são tudo rosas. Ultimamente, temos até de admitir que têm sido mais os dias maus do que os dias bons. As chatices do dia-a-dia, os remorsos, os ressentimentos, os problemas a que somos alheios mas que nos afectam... Não é fácil de gerir e mentiria se não admitisse que já pensamos "será que vale a pena?".
Da minha parte, apesar dos momentos menos bons, continuo com a nítida percepção de que é um bom homem, com bons princípios, e que dificilmente encontraria companheiro que encaixasse tão bem em mim (que eu sou osso duro de roer, no que toca ao convívio caseiro).
Vale sempre a pena, porque não perdemos esta capacidade de nos reencontrar e voltar ao início. Enquanto soubermos olhar um para o outro e reconhecer o valor um do outro, vale mesmo muito a pena.