Avançar para o conteúdo principal

Sábado à noite




Gosto da simplicidade da minha vida.

Café, torradas (com muito mau aspecto, por sinal) e dois livros que se adivinham maravilhosos. Sim, eu cometi o 8º pecado capital de nunca ter lido "O Principezinho". Mas estou prestes a pedir redenção.

Se a vida podia ser mais maravilhosa?

Claro que podia! Mas gosto dela assim mesmo.

Comentários

  1. E porque não havia de gostar se se sente bem?
    Abracinho

    ResponderEliminar
  2. "ps:i love you" é mto bom, gostei mto!

    ResponderEliminar
  3. O Principezinho, que saudades. O "P.S.- i love you" nunca li... fico a aguardar pela tua opinião para saber se leio ou não.

    Bjinho e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  4. dá para me juntar a ti? LOLOL

    Parece bom o plano :P

    Levar a vida como gostamos é meio caminho para sermos felizes ;)

    ResponderEliminar
  5. Tenho uma caneca igual à da foto mas em rosa =)

    ResponderEliminar
  6. Um bom final de semana para ti... e um beijo!!!


    AL

    ResponderEliminar
  7. Bem ao meu estilo também :)

    Óptimas leituras. :)

    ResponderEliminar
  8. quando era novita, foi-me oferecido, pela minha madrinha, o livro do "princepezinho".
    julgo que nunca o li até ao fim, apenas o guardava para recordaçao, uma vez que fui dado por uma pessoa que tanto gostava.
    nao sei como, mas o livro desapareceu-me certo dia, e por isso fiquei com um pequeno desgosto (ainda por cima o livro tinha uma dedicatoria).

    quanto às pequenas simplicidades da vida, por vezes são as melhores coisas e nos tornam mais felizes!

    bejinho

    ResponderEliminar
  9. A simplicidade da vida faz de nós melhores pessoas.

    ResponderEliminar
  10. Aposto que te arranjava melhor entretenimento para uma noite de sábado lol.
    Que desperdício, cansar a vista com livros, quando há tanta coisa que uma gaja pode fazer num sábado à noite.
    Olha que há coisas que não podem ficar muito tempo sem uso. O inverno vai húmido e propício a bolores... lolol.

    Uga uga!

    ResponderEliminar
  11. Otima escolha dois livros maravilhossos...eu adoro isso ficar no meu catinho lendo meus livros e tomando um cafe bem gostoso...rsrs diverta se!

    ResponderEliminar
  12. nunca li o ps amo-te mas tenho k ler. sempre tive curiosidade. quanto ao principezinho nao achei nada de extravagante. talvez tenha de ler outra vez. =)

    ResponderEliminar
  13. e ja está disponivel no meu blog o passatempo :D

    ResponderEliminar
  14. Serei a única a embirrar com os bonecos do livro?
    Acho-os poucochinhos...

    ResponderEliminar
  15. lol Compreendo-te MUITO bem!

    ResponderEliminar
  16. Ai não! Uma maravilha! Com este frio, ficar em casa no quentinho, é do melhor!

    P.s Obrigada pela visita ao meu cantinho, tenho por hábito retribuir logo que possa.

    Beijinhos :)

    ResponderEliminar
  17. Eu não queria armar-me em nojentinha, mas não achei "O Principezinho" um livro assim tão bonito.

    Poético, com umas lições fantásticas... mas não mexeu comigo.

    E as aguarelas são manhosas, são.

    sorry!

    ResponderEliminar
  18. o ps - i love you é muito bom :D

    ResponderEliminar
  19. E que rica companhia para um sábado à noite!!!!!! bjs

    ResponderEliminar
  20. Acho que vais amar ambos, S*, mas prepara a caixa de lenços : ) Nota: o Princepezinho é natural que não tenhas gostado agora, "deve" ler-se na adolescência...

    ResponderEliminar

Publicar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Para dormir - solução, procura-se!

É uma pessoa desesperada que vos escreve, esta manhã.

Conhecem soluções naturais para dormir bem de noite? Algo que me faça ferrar o galho e só acordar no dia seguinte?

Estou farta de noites mal dormidas. Estou farta de ficar até às 5 ou 6 da manhã sem conseguir dormir. Chego ao desespero, com vontade de chorar. De dia, sinto-me cansada, porque o descanso é uma porcaria.

Não sou grande adepta de medicamentos mas, se tem de ser, é. Alguém conhece um remédio, uma erva, o que seja?

O que é nacional é bom

Anda Portugal a usar cestas desde sempre e esta vossa S* a usá-las há sete ou oito anos... e vem agora a Carolina Herrera descobrir a pólvora (imagens acima).
Por favor, acho isto verdadeiramente errado. A desfaçatez que é pegar em algo tradicional de um país e de o apresentar como uma "criação"... Ainda por cima chamar-lhe "Aveiro"... E em nenhum sítio dizer que tem inspiração portuguesa.
E a pechincha que está? Quase 500 euros por uma cesta. Não tinha nada contra o preço... se efectivamente fosse um produto de original.
É só googlar "cesta portuguesa" e encontram-se imensos exemplares realmente nossos... E sem custarem quase um salário mínimo.
Querem cestas de classe? Então comprem das nossas. Das verdadeiras. Cópias descaradas? Não, obrigada.
Sugiro a Victoria Handmade. Não são caras, são dispendiosas e têm o preço do que é realmente bom. São feitas à mão, são portuguesas e assentam na nossa tradição. 

Voltar ao início

Depois de quase 9 anos e meio de relação, não vamos fingir que são tudo rosas. Ultimamente, temos até de admitir que têm sido mais os dias maus do que os dias bons. As chatices do dia-a-dia, os remorsos, os ressentimentos, os problemas a que somos alheios mas que nos afectam... Não é fácil de gerir e mentiria se não admitisse que já pensamos "será que vale a pena?".
Da minha parte, apesar dos momentos menos bons, continuo com a nítida percepção de que é um bom homem, com bons princípios, e que dificilmente encontraria companheiro que encaixasse tão bem em mim (que eu sou osso duro de roer, no que toca ao convívio caseiro).
Vale sempre a pena, porque não perdemos esta capacidade de nos reencontrar e voltar ao início. Enquanto soubermos olhar um para o outro e reconhecer o valor um do outro, vale mesmo muito a pena.