Criaturas do Norte

Sabem aquela novela da TVI que se passa no norte, mais precisamente no Gerês e nos Arcos de Valdevez? "Deixa que te leve", salvo erro, mas posso estar a confundir com uma das outras duas novelas.

Pois bem, essa novela faz dos nortenhos gente meia retardada mental. Gente da TVI, gente que escreve estes maravilhosos diálogos...

Os minhotos não falam à parolo. Pelo menos não a maioria. Não somos assim tão religiosos nem passamos todo o santo dia a dizer "minha nossa senhora da Peneda, ouve as minhas preces". No Minho não se é mais religioso do que no resto do país. Não passamos o dia de terço na mão, a rezar aos santos e a fazer o sinal da cruz.

As minhotas não são umas pacóvias que passam a vida a cozinhar para os maridos. E ah, não dizemos "o comer". Dizemos o almoço e o jantar, como o resto do país.

As mulheres do Minho não usam todas carrapito no cabelo nem andam de saias até ao chão.

Os homens do Minho não são broncos e andam de camisa de flanela. Sabem-se arranjar.

As nossas casas não estão repletas de porcelana, antiguidades e peças religiosas.

"A gente amanda com o saco"? A gente? Nós dizemos NÓS, não dizemos "a gente".

Deixem de tratar os nortenhos como bichos raros. Não somos atrasadinhos.

Comentários

  1. Como mulher do norte, concordo contigo, apesar de achar que há algumas pessoas que seguem o tal estereótipo. Isto é, aquilo não é totalmente mentira, há gente religiosa, há gente parola, mas também há gente perfeitamente normal aos olhos de um observador externo.
    Ah e uma coisa é viver na cidade, outra é viver num meio mais rural, onde algumas destas "tradições" ainda se mantêm.
    Agora aquele "playboy" da novela (não costumo ver, mas as telenovelas basta ver uma vez que se entende tudo) é a coisa mais irritante...
    Além disso, as imagens das paisagens que mostram são sempre as mesmas e meio "aldrabadas".

    Era isto que queriam fazer: uma novela no meio rural..
    Pior do que alguns estereótipos que apresentam é terem feito uma novela de fraca qualidade. É das piores coisinhas que já se fizeram.

    ResponderEliminar
  2. Apoiadíssimo...
    e fico por aqui antes que me saia qualquer coisa mais..."nortenha"

    ResponderEliminar
  3. oh... pelo amor de deus, get over it...

    é muito bem feita, por veres esse tipo de atrocidade televisiva. também toda a gente sabe que os adolescentes não têm todos um bocado de gelatina royal no lugar do cérebro e há os morangos com açucar. também toda a gente sabe que a madeira não é só bananeiras e barretes de orelhas, mas houve aquela novela, e que os açoreanos fazem algo mais que pescar e viver na floresta e houve a outra coisa de há uns tempos. e pelo amor de deus.... novela de vampiros? é que é ridículo sequer apontar o dedo e dizer que é um plágio perfeito do crepúsculo, porque está à vista de toda a gente. mas guess what... eles são a estação com mais audiência em portugal. e muita dessa audiência é aos domingos à tarde, quando queremos descansar a cabeça e ver qualquer coisa de bronco. isso tem consequências x)

    moral da história: não vejas tvi.

    ResponderEliminar
  4. Qual é o problema de dizer «a gente»? Não vejo nenhum... Aqui em Lisboa diz-se frequentemente.

    Curiosamente se alguma coisa está mal é se dizem «amanda», em vez de «manda».

    Não vejo a novela, mas não é a primeira vez que se fazem esse tipo de retratos.

    Devo dizer que não gosto muito do tipo de «jornalismo» que vejo da tvi.

    Parabéns pelo blog.

    ResponderEliminar
  5. LLLOOLLL

    é horrivel, é...
    outra que é assim é a novela da Sic "perfeito coração". O senhor que faz de avô da Luciana Abreu bem se esforça para falar à norte..mas sai tao forçado que até é ridiculo!! :)

    mt fixe o teu blog!
    ja ta na mha lista:)

    ResponderEliminar
  6. quando fizeres zapping, tira o dedo do 4...

    é só morcões
    llooolll

    ResponderEliminar
  7. Deixa de ver novelas. E se lá para baixo pensam que gente do norte é assim, no norte pensamos que todos eles dizem: iPAD (ipod), treuze (treze), encarnado (esta sempre que ouço dá-me vontade de fechar olhos, não ser alguém em carne viva ou algo do género mas que para eles é vemelho), ténis (sapatilhas. Ténis é desporto. Não calço futebol pois não)... entre outras.

    ResponderEliminar
  8. Merecem que a gente lhes amande com o dedo no botão de off prós f*der!!! Ora aqui está o Norte!;-)

    ResponderEliminar
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  10. :) ... ainda bem que não vejo a novela :) olha só o tempo que eu perdia!!
    bj
    teresa

    ResponderEliminar
  11. Nem mais. Eles olham para os nortenhos com ares de superioridade. Eles referem-se a tudo o que não é Lisboa como província, só aí está tudo dito.

    ResponderEliminar
  12. Conheço os Arcos e tenho grandes amigos lá e de lá... (assim como Ponte da Barca) e confirmo quase tudo o dizes... Fazem parecer a vila como se fosse uma aldeia, o que não é verdade... mas não me canso de ver as imagens e as paisagens lindas...

    A questão do "a gente", pronto não é uma expressão típica de lá, confesso que eu e assim como outras pessoas também o dizem... assim como em Trás-os-Montes usam o "vós" (que na verdade é o mais correcto) e não o vocês ("Vós ides...").

    Só para dizer que compreendo o teu ponto de vista.
    ;)

    ResponderEliminar
  13. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  14. Eu não sou do norte. Mas também não sou do Sul. E irrita-me solenemente que tudo o que exista para além de Lisboa (que amo como cidade, ressalvo) seja "província". É que de provincianismo estão alguns dos iluminados de lá cheios...

    ResponderEliminar
  15. Sou Mulher do Norte, mesmo não o sendo do Minho, concordo contigo!! Acho que generalizaram de mais... Se bem, que acredito que nos confins do Minho exista gente com esse esteriotipo!! Mas isso, é como em todo o lado... Vai haver semre gente, que não acompanha a evolução! Mas, que culpa temos nós?! Eles devem-se achar... Coitadinhos!! E já diz a musica, "Quem quiser Mulheres bonitas é ao Minho!". 8) Por isso essa gente da TVI, está muito enganadinha... 8)
    Bjinho*

    ResponderEliminar
  16. Ainda bem que não vejo essas coisas ;)

    ResponderEliminar
  17. Não vejo a novela. Mas isso fez-me lembrar o filme "o Amor Acontece" em que retratam a família da portuguesa (Luzia Moniz) como se fossemos todos histéricos. Uma coisa horrível.

    ResponderEliminar
  18. Quem fala assim não é gago e não leva nenhuma para casa assim é que é falar, grande S*.
    Abraço grande com carinho
    Sairaf

    ResponderEliminar
  19. eu ca conheço mt gente do norte, e adoroli-os =D e conheço meninos bem jeitosinhos diga-se =P

    ResponderEliminar
  20. eu acho um piadão a essa novela porcausa disso... mas acho q toda gente percebe q aquilo é exagero, não? aquilo é para a novela ponto. Mas diga-se de passagem que farto de me rir com as palavras q eles dizem e especialemnte com o manel a cantar ahahah xD

    ResponderEliminar
  21. Já passei aqui algumas vezes, sem nunca ter comentado....
    Mas hoje não podia deixar de o fazer
    Tenho que assinar o teu post por baixo.....porque eu sou de Arcos de Valdevez e garanto-vos que não somos assim.....nem nas aldeias mais isoladas as pessoas são assim.
    Vale as belas imagens que eles passam e a divulgação do nome da vila, porque de resto.....nem a historia faz sentido nenhum.
    Aproveito para dizer, que não prescisam ter medo....não há LOBISOMEM nos Arcos...lol
    beijinho

    ResponderEliminar
  22. O estereotipar no seu melhor (pior!). Ou rapariga mas quem é que vê novelas da tvi? Esquece isso. Se fosse uma série da HBO...agora uma novela da tvi!

    ResponderEliminar
  23. Eu não sou de certeza. Mas como não tenho tv cabo deixei a televisão ligada e ouvi essa pérola do "amanda com o saco". Despertou-me a atenção. :P

    ResponderEliminar
  24. Concordo a 100%, acho uma estupidez de todos os tamanhos o texto dessa novela e os figurinos e tutti e tutti, porque deixam uma imagem totalmente parva e distorcida da realidade!
    Viver no mundo das luzes faz disto, perder muito do sentido de saber uma realidade fora de portas...

    ResponderEliminar
  25. Concordo em absoluto. Eu não sou do minho, nem do norte, sou um bocadinho dos dois, já que a minha terra define-se como entre douro e minho e concordo com tudo o que disseste. Nós não somos uns parolos como muitas vezes querem fazer parecer, nem uns limitados nem nada do género. Falamos normalmente como toda a gente do resto de país e sinceramente tenho muito orgulho em ser desta zona... E por favor nós não somos limitados em nada...

    beijinho****

    ResponderEliminar
  26. Decididamente, não somos. Mas já me importei mais com o que os senhores do sul pensam de nós.

    ResponderEliminar
  27. Atrasadinhos sao os mouros, especialmente os alentejanos, nunca vi gente mais "vazia" e pobre a todos os niveis (cultura, tradições, musica, etc) em todos os sentidos..

    ResponderEliminar
  28. Sei que já venho bastante atrasado (bastante mesmo!) para este tópico, nem sei se este blog continua ativo mas ainda hoje a minha mãe estava a ver uma novela na SIC (Coração d'Ouro) e eu parei por uns minutos para ver também e fiquei extremamente irritado até porque já não é a primeira vez que vejo isto numa novelinha portuguesa, daí me ter dado para pesquisar na internet para ver se era o único que me sentia irritado por causa destes estereótipos ridículos. O que já reparei é que sempre que aparecem estas personagens "nortenhas", começa logo a música apalhaçada, os sotaques ridiculamente exagerados, gente mal vestida, ás vezes chegam ao ponto de ter a chamada "monocelha". São personsgens que só dizem m**da, tudo o que dizem é para rir (como se todos os nortenhos fossem comediantes "full time", como se fossem alguns atrasadinhos qie nunca falam a sério). Mas quê? Nós de cá do norte somos algum tipo de criaturas raras que não sabemos falar, não nos sabemos vestir...? É realmente triste ver como o pessoal de Lisboa (e sem querer generalizar claro) acha que só eles é que são bons e o resto é "província".

    ResponderEliminar

Publicar um comentário

Mensagens populares