"Não vives até ao Natal"

É impressão minha ou estamos a ser infestados por casos de namorados e maridos que matam violentamente as namoradas? Causa-me repulsa, enerva-me solenemente.

"Na última sexta-feira, em nova discussão, motivada por umas sapatilhas, Mário Joaquim terá dito à mulher, Manuela: "Não vives até ao Natal", recorda uma amiga dela. Anteontem, cumpriu a ameaça a tiro de caçadeira.

Na base daquele último desentendimento do casal terão estado as sapatilhas rotas de um dos filhos. Tinham uma menina de seis anos, que viu a mãe morrer, na ambulância, às mãos do pai, e um rapaz de 13 anos. Segundo as amigas de Maria Manuela Costa, de 35 anos, que recusam ser identificadas (o medo é quase tangível, quando se fala em Mário Joaquim Pessoa), ele terá afirmado que ela gastava o dinheiro todo consigo mesma. "O que não era verdade!", dizem, em coro.

Estas mulheres concentraram--se, ontem, à porta do Tribunal Judicial de Montemor-o-Velho, ao lado de dezenas e dezenas de populares furiosos, para ver o homem que roubou a vida da amiga - a dela e a de David Dias, GNR, de 42 anos, assassinado no posto local. Garantiram sempre que as ameaças e as agressões existem desde que Manuela era "uma garota". Incentivavam-na a apresentar queixa por violência doméstica, mas ela não o fazia por temer o pior. Até anteontem.

Mas, afinal, por que é que ele lhe batia? Resposta pronta de uma delas: "Por duas razões: tudo e nada". Manuela é descrita por todos como uma mulher "bonita", "vistosa". A irmã, Teresa Silva, diz que o cunhado, de 41 anos, "tinha ciúmes de tudo e de toda a gente". Daí a ausência de espanto. "Ele só cumpriu aquilo que dizia há muito tempo. O desfecho, mais cedo ou mais tarde, seria este"


No Jornal de Notícias.

Por mais que queira - que não quero! - não consigo entender o que leva alguém a matar o seu parceiro. Ácido sulfúrico, caçadeira, facadas, violação. Isto é ódio. Não é matar por sofrimento interior, é matar por raiva. Matar para causar dor ao outro. Que gente é esta?

Comentários

  1. Muitos dizem que matam por amor... Porque se não se pode ter aquela pessoa mais ninguém pode.

    Isto não é amor. É obsessão ou qualquer outro sentimento que não consigo descortinar...

    Como tu não consigo entender o que leva alguém a matar o companheiro/companheira. Não consigo nem quero.

    Bjx

    ResponderEliminar
  2. Obsessões estranhas!! O ciúme é doentio!! Não consigo encaixar este tipo de vivências....

    ResponderEliminar
  3. Pessoas com problemas muito graves... Vá-se lá entender estas coisas beijocas

    ResponderEliminar
  4. Pessoas loucas...e se não são fazem de conta que sim para escapar a uma pena mais pesada.

    ResponderEliminar
  5. Mais que assustador é triste, é revoltante, pais que perdem filhos e filhas, filhas que perdem pais e ficam marcados para toda uma vida.
    A dor essa nem o tempo irá apagar, a revolta só apaziguará com o passar dos anos que se tornará numa eterna tristeza. Que mundo é este em que vivemos, que se roubam vidas sem se preocupar com o resto.
    Será loucura, será demência, será doença... o que será afinal que estas pessoas pensam?!?
    A vida dos outros continuará para todo sempre marcada...

    Abraço grande S*
    com carinho
    Sairaf

    ResponderEliminar
  6. é gente (?) que faltou as consultas de psiquiatria...

    jocas

    ResponderEliminar
  7. É malta que "vira a boneca" pela simples mudança de tempo.
    O pior é que por muito severa que seja a pena, ninguém vai dar vida às mortas.
    Com tanto filhada(pi) que anda por aí a lixar-nos a vida e esses panilas só lhes dá para matar as mulheres.

    Beijinho.

    ResponderEliminar
  8. Estas coisas acontecem normalmente por ondas, quase diria por modas!

    ResponderEliminar
  9. Isto não é gente, nem animal é. É muito pior que isso, são fungos, micoses da sociedade. Rais parta estes tiranos que em pleno século XXI tratam as mulheres assim. Forca, já!

    ResponderEliminar
  10. Isso foi aqui pertinho de mim.. eles já estavam separados e ele continua a bater-lhe!!! Parece que ele tambem andava metido em drogas.. coitado da senhora e dos dois filhos que ficam sozinhos.. o menino mais velho que tem 11 anos é surdo-mudo.. devem ir para instituições. E a menina que assistiu a tudo.. o que vai ser dela.. enfim..triste, muito triste..

    ResponderEliminar
  11. O que mas me arrepiou neste história foi o facto da filha ter visto tudo aquilo. Como se já não fosse dor suficiente perder a mãe às mãos do pai...

    ResponderEliminar
  12. Eu acho que é loucura (que medo!!!).

    kiss

    ResponderEliminar
  13. Também escrevi sobre isso.
    Não consigo compreender como se mata alguém a quem se amou. Por muita mágoa, afastamento, o que for, que haja entre ambos, não se mata alguém que ja foi tudo para nós.
    Mas eu é que devo ser muito naif...

    ResponderEliminar
  14. É muito triste o nosso país ter tantas mortes nestas circunstâncias e este ano parace que não páram. PEnso que também nos cabe a nós, cidadãos do país, dizem que não queremos mais isto, que nos envergonha. Com pressão pode ser que as coisas se alterem, que as polícias passem a dar mais atenção às queixas de violência doméstica, que lhe deiam mais meios para defenderem as vítimas e eles próprios(neste caso até um GNR ele matou), que se criem mais casas de apoio e outros modos de fuga para estas pessoas que vivem sobre ameaça constante.
    Obrigada por colocares o tema em agenda, eu ainda não o fiz porque me revolta demais.

    ResponderEliminar
  15. não percebes tu e acredita que ninguém percebe. isso não é amor, não é nada! se matou a sua mulher é porque realmente não tem coração e não a amava, e aposto que não ama ninguém :)
    beijinho $:

    ResponderEliminar
  16. Realmente o ser humano e as suas motivações ultrapassam-me...

    ResponderEliminar
  17. Não vão deixar de existir homens violentos, mas poderão haver sempre mulheres com mais apoio.

    ResponderEliminar
  18. triste, muito triste essa notícia... E esta de Espanha? Como é possível que um médico elabore um relatório sem avaliar bem o que diz... Sem ter a noção que erros acabam por estragar a vida de alguém que nada mais queria do que salvar a filha...

    http://jn.sapo.pt/PaginaInicial/Mundo/Interior.aspx?content_id=1436121

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares