Foi preciso "perder-me" para me voltar a encontrar.

Foi preciso deixar de ser - ainda que por pouco tempo - o que sempre fui para perceber que não quero ser de nenhum outro jeito. A ingenuidade só nos faz é bem.

Pode ser difícil ingénua, romântica e lamechas... mas é bem pior ser o extremo oposto.

Comentários

  1. Na maioria das vezes temos de ser como o trigo, morrer para voltar a nascer:)!

    Identifico-me muito com este post!
    *

    ResponderEliminar
  2. É tudo muito bonito o que foi escrito, mas a ingenuidade faz com se sofra muitas das vezes seja em que for;):).

    ResponderEliminar
  3. Desculpa entrar sem pedir licença...

    Por vezes, desvio-me do roteiro de blogs que costumo visitar e passeio em busca de algo interessante "neste mundo".
    Hoje encontrei o teu, aliás, os teus blogs (e do Black Horse).
    Cheguei, li e gostei. Gostei o suficiente para vos acrescentar ao meu roteiro. :-)
    Gostei da forma como te expressas, gostei do que escreves, resumindo, gostei (ponto).

    E voltarei! ;-)

    ResponderEliminar
  4. sem palavras....verdade verdadissíma!!

    ResponderEliminar
  5. Absolutamente verdade. Palavras sábias.

    ResponderEliminar
  6. Quantas e quantas vezes mais teremos que nos perder para nos encontrarmos, só assim teremos consciência do que somos e do que queremos da nossa vida.
    Continue a escrever o seu blog.
    Gosto imenso de o espreitar e continuarei a faze-lo ;)
    Beijos e parabéns pelo que escreve

    ResponderEliminar
  7. Eu penso que nós nascemos com qualquer coisinha tipo um Processador e um SO.
    Podemos instalar um ou outro programa mas o essencial, o que nos faz funcionar, muda pouco ao longo da vida.
    Ser romântica ou lamechas nem é assim nenhum defeito invulgar. O que há mais para aí é gente com defeitos bem piores.

    Beijokas

    ResponderEliminar
  8. Já desejei ser "o extremo oposto"... acho que foi o meu maior momento de loucura..

    =)

    beijinho*(=

    ResponderEliminar
  9. Oh qerida tens dito e muito bem dito!
    é isso mesmo!

    ResponderEliminar
  10. Na parte do "A ingenuidade só nos faz é bem." Eu retirava o só.

    ResponderEliminar
  11. Ainda não me perdi, mas sinto que é preferível ser assim (e também tendo para a ingenuidade e romantismo) do que ser uma pessoa que não crê.
    Beijinho*

    ResponderEliminar
  12. Custa-me até imaginar o oposto, deve ser a total ausência de encanto. Guarda bem as tuas pequenas coisas e não as troques por nada :)

    ResponderEliminar
  13. Olá!
    Talvez!!!!
    Mas ficamos muito mais vulneráveis...
    ;=))))

    ResponderEliminar
  14. um meio termo também é bom...eu estou a tentar encontrar esse meio termo em mim, mas não é nada fácil.

    ResponderEliminar
  15. assino por baixo!
    também me acusam de ingénua de vez em quando. mas gosto de ser assim, acreditar que as pessoas são dignas de confiança, até provarem o contrário.
    qto a lamechas não queria desenvolver o assunto, ok? tenho uma reputação a manter...

    ResponderEliminar
  16. E nós todos gostamos de te ler assim, tal como tu és.

    Beijo
    Ana

    ResponderEliminar
  17. Outra boa verdade... sofremos, mas no fim se calhar tb se sofre menos que o oposto...

    ResponderEliminar
  18. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  19. e por falar em lamechas...
    espero q gostes (provavelmente já conheces!)

    "Amar"

    "Eu quero amar, amar perdidamente!
    Amar so' por amar: Aqui... alem...
    Mais Este e Aquele, e Outro e toda a gente...
    Amar! Amar! E nao amar ninguem!

    Recordar? Esquecer? Indiferente!...
    Prender ou desprender? E' mal? E' bem?
    Quem disser que se pode amar alguem
    Durante a vida inteira e' porque mente!

    Ha' uma Primavera em cada vida:
    E' preciso canta-la assim florida,
    Pois se Deus nos deu voz, foi pra cantar!

    E se um dia hei-de ser po', cinza e nada
    Que seja a minha noite uma alvorada,
    Que me saiba perder... pra me encontrar..."

    Florbela Espanca

    ResponderEliminar
  20. ... mas não ingénuo (o poema, claro!)

    ResponderEliminar
  21. não te acho assim tão ingénuo. claro que todos temos momentos de ingenuidade, assim como de loucura. gostei...o extremo oposto parece-me demasiado frio, por isso mantem-te bem onde estás!

    ResponderEliminar
  22. Inteiramente de acordo.
    Posso não parecer mas sou uma romântica incurável...e sou ingénua. Com a minha idade ainda acredito em muita coisa...

    ResponderEliminar
  23. A-D-O-R-E-I!
    continua assim :D beijinho

    ResponderEliminar
  24. Só sendo o que és poderás ser realmente feliz.

    ResponderEliminar
  25. Curta, sincera e directa! Mais nada!!

    *

    ResponderEliminar
  26. Também já cheguei a essa mesmíssima conclusão. :)

    ResponderEliminar
  27. Poucas palavra sporem sabias e sinceras nem sempre somos aquilo que queremos Bjux .....doce anjo

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares