Tendências...


Porque raio as pessoas têm mais facilidade em lembrar-se do mau do que do bom? Porque é que se limitam a esmiuçar os defeitos das outras pessoas, em vez de relembrar as qualidades?

Admito que sou assim. Se uma pessoa faz uma porcaria qualquer que me chateia, fico fixada naquilo e parece que as qualidades desaparecem todas. Fico ali a remoer no defeito e ponho de lado as (talvez) imensas qualidades. É tremendamente injusto.

A vizinha do lado que pisca o olho ao teu namorado não é uma "badalhoca". Quer dizer, pode até ser, mas não é isso. A colega de emprego que insiste em não ajudar os colegas, não é somente uma mete-nojo. E aquele rapazinho que parece um anjinho, pode ter esqueletos guardados no armário.

Ninguém é totalmente mau nem totalmente bom, já se sabe. Por isso, vá lá, toca a tentar recordar o que de positivo cada um tem. É que do mau, todos se lembram. Mas do bom, todos parecem esquecer-se.

Comentários

  1. Uma boa amiga minha com a qual pensava que podia contar para muita coisa, disse-me umas coisas que não gostei (sem razão ) e a partir daí esqueci tudo o que tinha de bom.

    Somos assim...

    ResponderEliminar
  2. Mas quando alguém nos magoa é difícil ver o lado bom dessa pessoa.
    Mas concordo contigo, devíamos ver sempre o lado bom...mas fazemos maioritariamente ao contrario.

    ResponderEliminar
  3. normalmente porque o que é mau nos afecta mais do que o que é bom. x)

    *

    ResponderEliminar
  4. Penso que é algo genético e tem haver com a sobrevivência da espécie pelo que é imperativo lembrar-nos do mau, contudo tens toda devemos lutar contra isso, mas que é difícil é!

    ResponderEliminar
  5. obrigada. :)

    bem, no dia em que eu os entender...acho que subo os escadorios do bom jesus do monte a pe!

    *

    ResponderEliminar
  6. Tens toda a razão... mas somos todos um bocado (ou bocadão) assim.. Como custumo dizer: "Se fizemos algo de positivo, ninguem se lembra...se for algo de negativo, ninguem se esquece..."

    Kisses*
    Fénix*

    ResponderEliminar
  7. As coisas más demoram mais a esquecer, enquanto que as boas... Não devia ser assim, mas é...
    Mas, uma vez, ouvi dizer isto: "Tenho que aceitar o bom com o mau... Afinal não posso gostar das pessoas às fatias"

    Bjx

    ResponderEliminar
  8. O que disses-te é bem verdade inflizmente

    ResponderEliminar
  9. psicologia humana... ainda temos muito que aprender...

    *

    ResponderEliminar
  10. Na semana passada fui cortar o cabelo!
    Também tomei banho, mas isso não interessa muito...
    Fui cortar cabelo e, enquanto não chegava a minha vez, desfolhei uma revista.
    É incrivel! TODOS os famosos estão á beira da morte!
    "Rita Pereira vai de urgência para o hospital"
    "Rui Veloso poderia ter morrido e nem dava conta"
    "Nicolau Breyner em risco de vida"
    "António Feio mete medo ao cancro e vai vencer a batalha" (Espero mesmo que sim António, abraço e força aí)

    Ou seja... a tragédia vende!
    O mal vende!
    A doença vende!

    "Kate Beckinsale vai jantar com Swadharma e trocam beijos quentes á sobremesa" Alguém lê disto??
    O que é bom passa ao lado!!!

    *

    ResponderEliminar
  11. Yin yang my friend...

    há uns tempos atrás, numa aulita, um colega disse à prof (que era jornalista e foleira):
    "Ok, professora! Vamos fazer um jornal. e nesse jornal, só vai haver boas noticias! Vai ver... não vai vender absolutamente NADA! as pessoas não querem saber das coisas boas..."
    triste, mas verdade.

    Do outro lado do espelho:
    recordamos as coisas boas e más. no entanto, as más funcionam como defesa para o próprio, em certas situações.
    Exemplo pratico numero 5:
    "pah! aquela gaja é mta fixe... o que se passou?"
    "Epah, não gosto de loiras.. e tinha franja. além de não gostar de pessoas que se vestem de lilás."

    ResponderEliminar
  12. peco pelo contrário, lembro-me sempre do bom e desculpo o mau.

    ResponderEliminar
  13. As coisas negativas te tandencia a deixar mais marca, porque por norma são mais esporádicas. Certamente que qualquer um que pare um bocadinho para pensar se irá lembrar mais rápidamente de coisas negativas, no entanto, as coisas boas estão lá, custam é a ser recordadas.

    Bj,
    (i)

    ResponderEliminar
  14. Tudo nos marca, não esqueço o bom nem o mau: boa memória é o pior defeito que podemos ter...
    A Aninhas (ai em cima) tem razão: às fatias, só os bolos...as pessoas querem-se inteiras! Bjs

    ResponderEliminar
  15. Na realidade todas as pessoas têm o seu lado bom e o seu lado mau. Por vezes salta mais à vista o mau, mas após melhor conhecimento, normalmente rectificam-se opiniões...

    ResponderEliminar
  16. Tento sempre achar o lado bom das pessoas, mas raramente consigo esquecer algo que fizeram de mau... sou muito rancorosa, mas não deixo de me entregar às pessoas e estar com elas como um todo.

    É bom é sorrir sempre!

    ResponderEliminar
  17. somos seres pensantes e tendênciosos... temos hábitos idiotas de peneirar todo o BEM que esta ou aquela pessoa nos fez ou é...sempre devido a uma discussão ou problema que obriga a puxar pela massa insufálica. Não temos o dom de perdoar...mas sim de julgar ! Tipico e natural...diria que é uma defesa que temos... justificamos os nossos males com os males dos outros e depois não nos sentimos tão mal !
    Será que me fiz perceber ?!...

    ResponderEliminar
  18. Isso é sempre assim. Os defeitos parece que estão sempre ali.

    Beijinho.

    ResponderEliminar
  19. é perturbadoramente assustadora a nossa mente... um exemplo curto e conciso. Um discussão entre casal (durante dois meses que tudo é beijinhos e amor...) eis que surge a maldita discussão...e voilá...tudo o que é bom e de maravilhoso que o/a parceiro/a...já é mau e não presta... é um/a estafermo/a..etc etc e tal... lá se vão as coisas boas...e as más prevalecem ! é triste meus amigos, mas é a realidade desta pseudo-demência continuada que lida-mos no nosso quatidiano. nem todos somos BUDAS ! ah pois é... mas acho que o bom senso deve de prevalecer e sermos mais coerentes nas avaliação dos demais...a bendizer...quem é que não faz trampa de quando em vez ?! hein ?!
    Já somos maus ??? cada caso é um caso... temos e devemos ser permeáveis a novas situações nas nossas vidas... para que possamos crescer como seres humanos. Afinal de contas... não podemos ter medo de viver...pessoas que não fazem BEM e MAL felizmente ou infelizmente temos em todo lado, no nosso leito, na nossa familia, nos nossos amigos/conhecidos ! Temos de evoluir ! como diz Lao Tse "...aprendei com os Mestres para evitai suas falhas..."

    ResponderEliminar
  20. por acaso ainda ontem vivi uma situação assim... mas também se falham connosco é natural que nos venhamos a lembrar disso, é porque uma vez ainda se perdoa... agora nós também depois podemos falhar (des)propositadamente xD

    ahaha sou uma peste eu xD

    ***

    ResponderEliminar
  21. á uns dias escrevi sobre isso (: as coisas más deixam ferida, e demorar a curar. As boas aumentam a auto-estima, o ego, qlqr coisa e depois esquecemo-nos . Nao devia de ser assim. Deviamos todos de nos tentar focar nas coisas boas da vida. :)

    ResponderEliminar
  22. Pois, é uma tendência natural do ser humano... Provavelmente porque o que nos choca ou incomoda tende sempre a incomodar-nos mais e a sobressair em relação a tudo o resto...

    Curiosa e felizmente, o ser humano tem outro mecanismo inconsciente que acaba por ser precisamente o oposto, mas em relação ao passado e não ao presente - a memória selectiva. Normalmente guardamos na memória as imagens do passado que mais impacto tiveram sobre nós e, felizmente mesmo, as que ficam são quase sempre as boas...

    ResponderEliminar
  23. Ai se soubesses a mente porca que eu tenho eheheh.
    Tenho cadáveres de virgens debaixo da cama e todas as noites faço sexo à bruta com elas :P
    Quando vejo uma gaja bôua, bôua, bôua, a minha mente perversa até fervilha de ideias macabras.
    Tirando isso, sou um tipo do melhor que há. Ajudo velhinhas a atravessar a rua (se elas não quiserem, empurro-as :P), ofereço doces às criancinhas, ajudo as senhoras a transportar as compras e quando viajo de Metro ou de Autocarro, ofereço sempre um lugar ao "colinho" às moçoilas eheheh.

    ResponderEliminar
  24. É verdade!
    Apesar de incompreensivel, as coisas más têm sempre mais impacto!


    Beijos...

    ResponderEliminar
  25. Já tinha pensado também nisso e ultimamente até tenho tentado dar a 2ª oportunidade mas depois, sem querer, lembro-me logo do defeito...

    ResponderEliminar
  26. Só quando perdemos as pessoas é que valorizamos as suas qualidades, parece-me...

    ResponderEliminar
  27. É bem verdade...e triste, a meu ver. Como dizes, todos temos coisas boas e coisas más e as más sobressaiem sempre, mesmo que as boas sejam mais significativas...

    ResponderEliminar
  28. Exemplo tipicamente masculino: Olha o João Pinto, o ex-jogador de futebol. Sempre foi um jogador de excelência, espalhando classe por onde passou, mas ficou indelevelmente marcado por aquele soco que deu ao árbitro no Mundial 2002...

    ResponderEliminar
  29. Isso é comum a todos os mortais, infelizmente. Temos que aprender a dar mais valor ás coisas boas, e não andarmos constantemente a evidenciar as menos boas.

    ResponderEliminar
  30. :) É bem verdade. Sofro tanto na pele o mal que fiz. E mesmo passados anos, basta o tema voltar que quase sou apedrejado... Por muito tempo que passe, para sempre ficarei com a nódoa.

    ResponderEliminar
  31. ainda ontem comentei uma situaçao dessas...
    lembro-me mais depressa do mal que me fazem, do que do bem...
    porque o mal afecta-nos mais, pode-nos criar "raiva", odio, querer vingança...
    enquanto o bom, apenas sao momentos felizes e o sentimento é o mesmo...

    beijinho

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares