...

Estás no supermercado, a passear-te pelos corredores, e páras em frente à estante que tem saquinhos de sementes. Olhas para o saquinho e, pelo desenho, a planta parece-me bonita. Parece-te que vale a pena o investimento. Levas a tua nova semente para casa.

Tens carinho por aquela semente. Decides cuidar dela com todo o afinco. Regas a semente, tratas da terra, colocas o vaso num sítio arejado. Tens gosto em fazer crescer aquela planta. Quando começa a desenvolver-se, arrancas as folhas velhas e vais ajeitando as novas. Vai crescendo, crescendo, e torna-se uma linda planta. Ficas feliz por teres cuidado com carinho daquela semente. Cresceu.

Depois há aquelas plantas arbustos. Coitadas, não dás nada por elas. Não te parece promissor. Não lhe ligas nenhuma. Deixas a planta arbusto crescer sozinha. Afinal, é só um arbusto. Não cuidas dela.

Mas a verdade é que o mundo pode ser muito contraditório...

A planta bonita era muito frágil. Tinha o caule demasiado fino. Aquela planta de que trataste com muito carinho, acaba por morrer. No desejo de a fazer crescer depressa, regaste-a demasiado. O excessivo cuidado ditou o seu fim. A planta foi ficando escura, feia... e morreu.

Já a planta-arbusto, que parecia feia e pouco interessante, acabou por crescer. Para teu espanto, ela conseguiu crescer mesmo sem a tua atenção. Cresceu forte e viçosa. Robusta e de raízes compridas. Tornou-se uma linda planta, de folhas grandes e flores bonitas.

É bom ser surpreendido.

E sim meninas, refiro-me às relações humanas. :)

Comentários

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  2. É por isso que eu, com a minha barba que me faz parecer um cacto,vou ser a linda planta dos olhos de uma bela dona.
    E quando as outras plantas secarem porque os insectos as devoraram ou a água faltou, aqui o cacto feio, ainda está ali... durinho como se quer. Com os espinhos em riste a fazer espetadas de insecto e com água para dar e vender!
    As senhoras que querem as plantas é que não andam a ver bem esta potencialidade =D

    Beijoca*

    ResponderEliminar
  3. São grandes lições de vida, que nos fazem ver as coisas de outra perspectiva =)
    Big Kisses

    ResponderEliminar
  4. e temos de saber cuidar das nossas sementes, para podermos conjugar plantas lindas e fortes :)

    ResponderEliminar
  5. ainda bem que nisto das sementes não há rótulos, e que temos a oportunidade de descobrir e nos darmos a descobrir...

    ResponderEliminar
  6. serão metáforas comparadas com as relações humanas? :) parece-me que não só mas também :p

    ResponderEliminar
  7. Temos que tratar bem das duas plantas... e assim elas teriam as duas crescido mais saudáveis...:)

    Sim, é bom ser se surpreendido...

    *

    ResponderEliminar
  8. E esta liçao pode ser usada em inúmeras situaçoes! Gostei bastante :) *

    ResponderEliminar
  9. É assim, a vida tem destas coisas...

    Beijinho*

    ResponderEliminar
  10. Adorei o texto, lindo mesmo.
    É tão bom sermos surpreendidos no dia-a-dia :)

    ResponderEliminar
  11. Bom texto S*, adorei. A maneira como é "proporcionado" por ti essa "metáfora", "comparação" digamos...

    PS: Prendinha p ti no blog***

    ResponderEliminar
  12. Fizeste aqui uma boa metáfora, para mim, do que são as relações humanas ;) Ok, se calhar nem pensaste nisso, mas foi o que me ocorreu depois de ler o teu texto!

    ResponderEliminar
  13. Ai que bonito. Até me senti um arbusto :P

    ResponderEliminar
  14. Uma analogia para 'life itself', pois claro!

    ResponderEliminar
  15. Mais uma prova de que o pacote não garante um bom conteudo...
    So_Risos**

    ResponderEliminar
  16. E lá somos nós levados pelas embalagens ofuscantes. Só é pena que só vejamos o arbusto no fim e que ele nos passe ao lado durante tanto tempo. Mas, no fundo, é sempre bom sermos surpreendidos, não é assim?

    *

    ResponderEliminar
  17. Gostei da metáfora. Simples e eficaz (:

    ResponderEliminar
  18. É, o factor surpresa é sempre interessante!
    bj

    ResponderEliminar
  19. E assim também é com as pessoas. Não sei se houve intenção, mas vc construiu uma bela metáfora. Bj

    ResponderEliminar
  20. Adorei a metafora da semente e da planta-arbusto! O texto está fantástico!

    É verdade que na vida há surpresas e, como tao comummente se diz 'as parencias enganam'! Mas isso dá tamanho encanto á vida. Dá vontade de investir na semente, porque o ser humano, inatamente, tem sempre esperança em conseguir fazer com que o rumo das coisas seja diferente. Mas dá tambem vontade de acarinhar o arbusto por saber que ali poderá haver uma grande potencialidade, bem maior do que o da bela flôr!

    Continua a agraciar nos com textos leves, simples e de tamanha beleza :)

    ResponderEliminar
  21. Que texto maravilhoso! Racional e fantástico. Adorei a metáfora ! Lindo mesmo.

    ResponderEliminar
  22. Curto e eficaz; simples!

    ResponderEliminar
  23. Não estou triste por amar, não estou é feliz por amar esta pessoa.

    ResponderEliminar
  24. Boa boa!
    muito bem exposto =)
    [apetecia-me escrever algo baseado nisto mas com um toquezito Tim burton]

    ResponderEliminar
  25. Adorei S* revejo-me neste post devido a várias situações da minha vida beijos

    ResponderEliminar
  26. Estavas inspirada para a escrita baby!?

    ResponderEliminar
  27. Charmoso, eu sou uma gaja naturalmente inspirada para a escrita. Pelo menos de noticias. ahahah

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares