Uma questão de honestidade

Ando numa de reflectir sobre as relações entre as pessoas. A tentar decifrar porque raio tantas relações dão errado. Ando a armar-me em Doctor Love, basicamente.

Não tive grandes relações, mas avalio pelo que vejo nos outros casais.

Penso que é tudo uma questão de honestidade.

Logo no início, há mentiras. As pessoas tentam fingir ser aquilo que não são. Os homens mostram-se cavalheiros. Esforçam-se por abrir a porta às senhoras, por ser educados. Elas esforçam-se por se mostrar correctas e senhoras de si. O primeiro encontro é, regra geral, uma mostra falsidades. Claro que há excepções. Mas tentamos sempre mostrar uma perfeição que, na realidade, não existe.

Depois do primeiro encontro ou, até, durante o primeiro encontro, vem o primeiro envolvimento. Há homens que tentam passar a imagem de "ai que eu sou tão sério, não vou tentar 'papá-la' no primeiro encontro".

Já elas, para passarem a imagem de boas meninas, evitam o sexo. "Que vai ele pensar de mim? Vai achar que sou fácil. Não vai querer uma relação séria comigo se tiver logo sexo com ele".

Estas coisas passam pela cabeça de qualquer uma, pelo menos uma vez na vida. Pela minha já passou, sim.

Mas, se são adultos, responsáveis e racionais, porque não?

Depois do primeiro encontro, vem o dia seguinte. É aqui que as meninas mais erram. Evitam contactar os homens para não parecer desesperada. "Ele se quiser, que me ligue". A vontade tem de vir de ambos os lados. E a iniciativa pode partir de ambas as partes.

Assumo a minha culpa, neste ponto. Gosto que me procurem. Gosto de ver interesse da parte dele. Só aí me sinto à vontade para procurar.

Depois de uns encontros, chegam os exageros. Os "ai que é para toda a vida", "nunca conheci ninguém como tu", "és especial para mim". Se não sentem, pelo amor da santa, não digam. Enganar os outros é feio. E a ilusão é condenável.

Se é SÓ sexo, não há problema. Diz-se isso. Assim ninguém sai frustrado. Agora andar com tretas e mentiras que apenas magoarão a outra pessoa, é de uma grandessíssima falta de carácter.

Claro que neste ponto também temos de tentar perceber com que tipo de pessoa estamos a lidar. Se há homens/mulheres para quem o sexo é algo banal, há outras pessoas para quem o sexo implica sempre "fazer amor". Estas pessoas são fáceis de reconhecer. Algum tacto e bom senso evitarão muitos corações partidos.

Há que ser claro e honesto. "Foi bom enquanto durou, mas não te quero para mais nada a não ser uns encontros esporádicos". Se ela/e quer, quer. Se não quer, põe-se a andar.

Quando entramos numa relação propriamente dita, um namoro, um compromisso, ou como queiram chamar-lhe, há outros pontos a considerar. Meus amigos e minhas amigas, se a relação deixou de fazer sentido diz-se isso ao parceiro. Ninguém morre de amor. Garanto-vos isso. ;)

"Ela/e vai sofrer, vou magoá-la, vou desiludi-la". Sim, é verdade. Ela/Ele vai chorar, vai estrebuchar, vai deprimir-se. Mas daí a uns tempos vai perceber que, ao menos, a/o respeitaste.

Para mim, é um sinal de respeito dizer a alguém "já não te amo". É honesto, é sincero. É correcto. Mostra que existe consideração por aquela pessoa.

Agora entrar num jogo de mentiras, de traições, de faltas de respeito... Nunca levou, nem nunca levará, a lugar nenhum. Vai terminar sempre da mesma maneira: com sofrimento.

Ninguém merece ser enganado. Ninguém merece ser traído nas costas. Ninguém merece que lhe mintam na cara. Ninguém merece ser magoado pela pessoa que se ama. Ninguém.

É puro egoísmo.

Comentários

  1. Ao ler este post veio-me esta canção à cabeça "Não me abras assim o teu mundo
    O teu lado solar só dura um segundo
    Não e por ele que te quero amar
    Embora seja ele que me esteja a enganar"
    Toda a alma tem uma face negra
    Nem eu nem tu fugimos à regra"

    Porque será?
    lol

    Beijinho

    ResponderEliminar
  2. Sanxeri, infelizmente as relações humanas são do mais complexo que pode existir. Parece que gostamos todos de andar iludidos e enganados, mais que não seja para sentirmo-nos "desejados", ainda que por um momento. Há por aí muita gente sem amor próprio. Ou melhor, com falta de amor por si e pelos outros. E sim, por muito que nos custe, é preferível levar com uma nega sentida, do que andar com um sim mentiroso às costas.
    :)

    ResponderEliminar
  3. Sou sempre honesta e clara como água, quer nas minhas intenções quer na minha personalidade. Tal como disseste, nao pretendo de todo iniciar relaçoes com mentiras. Mantenho a mesma linha de personalidade desde o início até ao fim. De hipocrisia e mentiras não me podem acusar ;) Daí lixar-me tantas vezes (não tanto com relacionamentos, mas sim com "conhecidos" que nao sabem lidar com pessoas sinceras...extremamente sinceras)

    ResponderEliminar
  4. Resumidamente estás-me a foder e eu a ver! Muito haveria a dizer sobre este assunto. Muito mesmo!

    bjs com charme

    ResponderEliminar
  5. subscrevo-te...

    não enganar e não trair...

    ResponderEliminar
  6. ola sanxeri! dizes no teu post muitas verdades. é comum as pessoas mostrarem so o seu lado bom no começo da relaçao, não só pq o interesse nos inspira a mostrar o que temos de melhor mas, tb pq antes de mostrarmos quem realmente somos e devido ao medo de nos magoarmos, mostramos as mascaras sociais.
    tenho para mim que nao ha regras para um relacionamento dar certo, ha muito de timmings e gostar. de resto, nao tem de se evitar o envolvimento primeiro, o sexo ou outra coisa qq. é preciso é que tudo aconteça de forma natural. mas pronto isto é o que eu axo, depois de ja ter vivido e ja ter tudo algumas relaçoes falhadas. lol, jinhus e boa semana.

    ah, parabens pelo post

    ResponderEliminar
  7. Quem não concorda?
    Embora por vezes as tentativas de nos enganar a nós proprios sejam mais que muitas mais vale uma boa verdade...:)

    ResponderEliminar
  8. As relações não são contos de fadas, nem sempre comecam com paixões arrebatadoras, nem sempre duram para sempre. Quando comecei a namorar com o meu namorado disse lhe que não sabia bem o que sentia. Estava apavorada de entrar numa nova relação e não conseguia relaxar para perceber o que sentia. Disse-lho directamente, para que tivesse opção de escolha, pois poderia sair magoado. Optou por ficar e agora não tenho duvidas do que sinto. Mais facilmente lidaria com um "não te amo mais" verdadeiro, do que com um fim de relação pautado por traições e desconfianças. Isso sim deixa muitas marcas para qualquer relacionamento futuro.

    ResponderEliminar
  9. "Para mim, é um sinal de respeito dizer a alguém "já não te amo". É honesto, é sincero. É correcto. Mostra que existe consideração por aquela pessoa." - se todos seguissem este teu conselho o mundo seria um lugar bem melhor. Vivo uma relação feliz e espero que se um dia ele deixar de me amar eu seja a primeira a saber. Ninguém merece sofrer uma trãição.

    ResponderEliminar
  10. Ola, desculpa a demora em vir aqui comentar e agradecer o comentário que deixas-te no Blog do Linha Desfalecida.
    Sim, aquele blog é o blog dedicado á história que escrevi, as personagens não são reais nem baseadas em ninguem que eu conheça especialmente, a unica coisa que elas tem entre todas de real é que ambas tem um bocado de mim...
    Espero que apareças por lá mais vezes...

    Entretanto eu depois passo por cá com o here with me para te fazer um comentario decente
    Beijão

    ResponderEliminar
  11. Minha querida o egoismmo é algo tão natural que ás vezes (como aconteceu com o meu ex) até acreditamos que faz parte da relação, mas a verdade é que se não tivermos cuidado o egoismo quase que se torna numa terceira pessoa entre nós...
    Mas claro que um bocado de egoismo na medida certa também não faz mal nenhum e nos ajuda a gostarmos de nos mesmo quando pensamos que não

    Beijos grandes, e essa pascoa como correu?

    ResponderEliminar
  12. Já amei, já odiei... no passado!!!
    ...hoje apenas "gosto"!!!
    Dou muito valor a amizade... ninguém ama para sempre mas podes viver para sempre com uma pessoa que "simplesmente" gostas não?! É o meu caso...
    Eu gosto da minha mulher, é uma grande amiga... e eu sou amigo dela!!!
    Respeito-a e apenas espero respeito na troca!!!
    Sejam felizes... Fica bem menina e no fundo tens toda a razão no que escreves tb...

    ResponderEliminar
  13. Olha que já levo uns aninhos disto, e uma coisa te garanto, independentemente de tudo o quanto te possam dizer, desde filosofos a politicos, desde cabroes a cabras manipuladoras.... não penses tanto, let it go!

    beijocas

    ResponderEliminar
  14. Se conseguissemos ser honestos connosco já era meio caminho andado. A verdade é que metade das pessoas não sabe o que quer, logo não sabe o que dize.

    Se queremos alguém para o "qué que é" é apenas para isso, não vale a pena dizer que queremos uma casa, filhos e cães...

    Vergonha e falta de honestidade...

    ResponderEliminar
  15. Um mulher com valores. Interessante.

    ResponderEliminar
  16. concordo tanto com o que disseste! comigo felizmente sempre acabaram da forma que acho mais correcta, sempre disseram "ja nao te amo", tentaram que eu ficasse bem. apesar disso, custa sempre. talvez fosse mais facil se eu conseguisse odia lo. mas nao ha nada para odiar... entendes?
    um grande beijinho*

    ResponderEliminar
  17. Lindíssima a maneira como escreves e passas para um ecrã uma cópia do teu coração que se parece puro e sincero. Mas como já se disse mais acima, muito mais haveria a dizer-se sobre este assunto. As relações não são assim tão lineares. Nem podem ser baseadas no "quer, quer, não quer, salta fora!". Acho eu!

    ResponderEliminar
  18. Acima de tudo a verdade. Prefiro isso a andar enganada.. E olha que estou metida numa situação, que dava tudo para a ter resolvida.. mas é me dificil, porque a outra pessoa nunca me foi sincera =S

    Beijinho.

    ResponderEliminar
  19. É a 1ª vez que venho a este blog e estou a adorar!
    Quanto a este post, estava mesmo a precisar ouvir isto!!!!

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares