"Ela não passa cartão a ninguém"

Esta frase foi dita por uma amiga da minha irmã. Referia-se a mim.

Sou simpática. Sou conversadora. Mas não passo confiança. É complicado, para mim, dar confiança aos outros. Deve ser por isso que sou pouco sociável.

A verdade é que não sou daquelas pessoas que tem grandes grupos de amigos. Tenho dois ou três.

Ultimamente ainda tenho sido mais recatada. Estou mais calma, mais calada. Só abro um espacinho para a entrada de alguém que realmente se mostre merecedor/a do meu afecto.

Quando eu gosto, gosto muito. E não, não me refiro a namorados. Refiro-me a amigos e amigas. Quando sou Amiga, sou mesmo amiga. Daquelas chatas que mete conversa e que fica na treta durante horas.

Estou mais cuidadosa. Há gente que parece boa pessoa, mas que se revela uma valente porcaria. Por isso me torno muito selectiva no contacto que tenho com os outros.

Não esqueço datas. Não esqueço lugares. Não esqueço momentos.

Há dois dias fui dar uma volta com um amigo meu. Ele não passava de um conhecido. Na terça mostrou ser meu Amigo. Quando alguém passa três horas a ouvir-me falar, só para me ouvir falar, merece ser valorizado. Alguém que me abraça enquanto eu choro, merece ser valorizado.

Eu - Estou a ser uma chata do caraças, não estou?
Ele -Tu és minha amiga. E eu gosto de ti. És como se fosses a minha irmã mais nova. Por isso fala. Eu ouço.

Comentários

  1. Amigos desses existem poucos. Por vezes sou assim, um pouco selectiva demais.. mas, nao deixo de ser sociável. Consigo falar seja com quem for sem dar demasiada confiança. Sou simpatica, divirto-me no momento mas nao me torno logo amiga (ou deixo tornarem-se meus) . é necessário muito convivio para teres a certeza se é uma pessoa de confiança ou nao (na minha opiniao) .

    Beijos.

    ResponderEliminar
  2. MIMI É ASSIM ;) muito amiga mas tão desconfiada e só por opção ;)

    ResponderEliminar
  3. Mereceu ter sido mudado de estatuto, de conhecido a Amigo, sem dúvida!

    Sei bem do que falas, desse tipo de sentimento de amizade e de estar lá quando precisamos nem que seja para sermos umas grandes chatas.

    Beijinhos
    Gostei de te ler e ficar a saber um pouco mais sobre ti.
    :-)))

    São

    ResponderEliminar
  4. A vida ensina-nos muitas vezes a ser selectivos e a perceber o verdadeiro significado da palavra amigo. Eu tb não tenho um grande grupo de amigos, mas sou uma Verdadeira Amiga e, os poucos que tenho, são para mim, os melhores do mundo

    ResponderEliminar
  5. Infelizmente, o que vejo é que o conceito de amizade começa a ser cada vez mais banalizado. Numa noite conhecemos a pessoa X e na manhã seguinte já a amiga X. Estou a afirmar algo que vejo ao meu redor. Para mim a amizade tem de ser conquistada, demonstrada e alimentada, pois de outra forma não falamos de amizade. A amizade, no seu verdadeiro sentido, é coisa cada vez mais rara. As amizades que tenho são poucas, muito poucas, mas verdadeiras. Conhecidos, disso há aos molhos ;)

    ResponderEliminar
  6. Este post fez-me pensar!
    Sou muito sociavel! Sempre me considerei Amiga dos meus amigos! Mas à algum tempo dei por mim a reparar que muitos apenas faziam de mim a ouvinte! Desde essa altura que o meu grupo de amigos diminuiu! São poucos! Mas sei que posso contar sempre com eles e eles comigo! Amo-os! Eu sou ouvinte e eles ouvem-me! São 2h00 da manhã, preciso de desabafar, eles estão lá! Sabem sempre como me animar! Eles precisam de mim, eu estou lá! Nos maus e bons momentos!

    "Um irmão pode não ser um amigo! Mas um amigo por vezes é um irmão!"

    beijo grande!

    ResponderEliminar
  7. O facto de estarmos a falar com alguem, nao quer dizer que estejamos a dar confiança. porque dar confiança, é estar a deixar o outro entrar mais dentro no nosso "coraçao", da nossa vida, é deixar ter conhecimento de mais umas coisitas de nós, enquanto que ao falar com "qualquer um", há entraves, conversas que nao se tem, e um pouco mais frieza em determinadas brincadeiras...

    beijo

    ResponderEliminar
  8. Ninguém precisa de muitos amigos. Poucos mas bons, é quanto basta, mas é muito difícil encontrar Amigos de verdade. Acho que se valoriza muito o lado "material" da vida e se chama "amigo" com muita facilidade aquilo que não passa de um conhecimento ocasional.
    Também tenho alguma dificuldade em aceitar qualquer pessoa como amigo/a. Primeiro há que passar por um crivo de malha muito apertada e na maior parte das vezes nem é preciso. Basta uma palavra, uma frase, uma atitude e "estão benzidos".
    Beijinho.

    ResponderEliminar
  9. Como se costuma dizer muitas vezes, mais valem poucos mas dos bons..E amigos desses, que nos ouvem durante três horas, devem mesmo ser valorizados :) Eu falo com muita gente, e até sou minimamente sociável, mas amigos, tenho poucos..e estou bem assim! Um gd bjinhu*

    ResponderEliminar
  10. Ouvir é uma qualidade obrigatória num amigo. Num Amigo, aliás.

    ResponderEliminar
  11. É tão bom quando pode haver uma troca saudável, quando sentimos reciprocidade por parte de amigos.
    Quando sabemos que podemos contar com aquela pessoa independentemente de qualquer coisa...
    beijinhos

    ResponderEliminar
  12. valorizar os poucos amigos que serão dignos de tal é a melhor opção..eu também sou um pouco como tu mas tenho um problema não me fecho tanto e isso por vezes trás dissabores.

    Beijo

    ResponderEliminar
  13. (...isto quase já não são horas de se comentar, vou dar o meu melhor)

    Não sei o que é esse "passar confiança" mas se é o que penso poucas são as pessoas que o merecem... normalmente só ficamos a saber se merecem depois de algum tempo passado, depois de arriscarmos a confiar.
    Guarda esse amigo juntinho ao peito, como dizes, merece ser valorizado, mas lembra-te que a amizade tem dois sentidos ;)

    ResponderEliminar
  14. sanxeryta ja te deixei mail com o que te queria dizer espero q o tenhas recebido.
    beijos

    ResponderEliminar
  15. Eu acho que tudo são fases, primeiro temos fazes de estar rodeadas de "amigos", depois temos aquelas duas ou três amigas que são "amigas para sempre", até nas paredes o escrevemos (eu pelo menos passei por isso :P) Depois as vidas mudam, cresce o numero de conhecidos, diminui o de amigos e cresce o afecto pela família. E por norma, quando deixamos de querer ter "amigos para toda a vida", creio que existe sempre um ou dois que fica... para toda a vida!

    ResponderEliminar
  16. Eu cá sou sociável. Brinco, falo e normalmente sei que gostam de mim. Mas sou despegado. Das coisas e das pessoas. Tenho um núcleo duro de gente que gosto a sério, o resto, é gente que vai passando em circunstâncias da vida. Vão deixando um bocadinho delas em nós, mas não tendo necessáriamente de serem todas especialmente insubstituiveis.

    Beijo!

    ResponderEliminar
  17. Ja voltei a enviar aiai q o meu outlook anda marado se calhar desculpa
    depois confirma bjooo e bom dia ja agora

    ResponderEliminar
  18. Tão bom ter um amigo assim, que apenas está ali, para nos ouvir... mas sim compreendo bem o que queres dizer. As pessoas cada vez são mais falsas e acredita que também já apanhei várias desilusões, inclusivé uma há bem pouco tempo... tenho que começar a fazer como tu... beijinhos

    ResponderEliminar
  19. Eu tb nao sou do genero de pessoas que dá confiança ás pessoas... Aliás ja me caharam "nariz impinado" "arrogante2 "convencida..." entre muitos outros, ás vezes só por não dar confiança até os professores me diziam isso...

    Mas deixa lá, são as marcas da nosso personalidade, alias eu não te acho nada convencida nem arrogante, adoro falar cntg
    beijos

    ResponderEliminar
  20. Não vale a pena ter muitos "amigos" só para dizer que os temos..

    Também sou como tu..

    Beijo.

    ResponderEliminar
  21. Tal como tu, eu quando gosto, gosto mesmo; e quando sou amiga, sou amiga a sério!

    Já levei 'facadas' de pessoas que eu pensava que eram minhas amigas verdadeiras mas que afinal eram minhas amigas apenas por interesse, tipo até aparecer alguém melhor!

    E aprendi! E hoje não dou 'abébias' a ninguém!

    Mas deixa lá... a mim chamam-me SNOB e eu adoro! :-)

    ResponderEliminar
  22. Amigos desses não há muitos...Eu tenho muitos conhecidos, mas sou bastante selectiva em relação aos amigos. Com os anos deu para ver claramente que os amigos verdadeiros, aqueles que ficam connosco no matter what..são mesmo poucos..mas são precisamente eles que não têm preço e merecem todo o carinho do mundo! beijinhos

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares