quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009


Eu não sou pessoa de me queixar (pouco), mas há situações que me irritam.

Há cerca de cinco anos atrás eu disse à minha mãe que não conseguia ler as legendas dos filmes, pois via tudo nublado.

Como pessoa crentes que somos, resolvemos marcar uma consulta de oftalmologia no hospital, pela caixa. Finalmente, há cerca de um mês, fui chamada. Cinco anos de espera, coisa pouca. Óbvio que pelo caminho já comprei uns óculos e comecei até a usar lentes de contacto.

Hoje lá fui eu à minha (tão esperada) consulta. Fizeram-me um exame que durou cinco minutos e pronto, foi isso. O médico resolveu então implicar comigo por eu usar lentes, porque não devia ter começado a usá-las sem falar com um médico. Ah sim, eu ia andar aos apalpões às coisas durante cinco anos, enquanto aguardava pela minha consulta.

Conclusão do senhor doutor: "Tem de usar óculos". Não me diga! Eu já tinha chegado a essa brilhante conclusão, e não foi preciso tirar nenhum curso de medicina.

No final da consulta diz a minha mãe... "E agora para a consulta de revisão, como fazemos?". Resposta do médico: "Vai ter de passar pelo mesmo procedimento. Volta a marcar consulta e vem quando a chamarem." Eu sei que o médico não tem culpa nenhuma, mas a situação parece-me inadmissível..

Pensavamos, na nossa ingenuidade, que após a primeira consulta o processo seria mais célere mas, nada disso! Talvez daqui a cinco anos voltasse a ser atendida.

Não me apanham mais lá para consultas externas. Mas vale pegar no meu dinheirinho e ir a um privado. Bah!

18 comentários:

  1. Estou sem palavras... nitidamente o melhor sistema de saúde em Portugal é não ficar doente!

    Beijocas!

    ResponderEliminar
  2. É mesmo muito irritante, principalmente porque tu (ou os teus pais) fizeram descontos para a Segurança Social, de onde sai o ordenado (chorudo ordenado) dessa espécie de doutor da mula ruça.
    Não tenhas penas de culpar o sr. doutor porque ele também é culpado. Eles são culpados da trampa de serviços de saúde que temos nem que seja por pertencerem a um lobby que boicota, sistematicamente, qualquer mudança, desde que essa mudança implique exigir mais dos profissionais da morte (perdão, da saúde).
    Vão para a grande (piiii) que os pariu, porque vivem da desgraça alheia e ainda estão sempre a reclamar.

    ResponderEliminar
  3. Não é de facto uma boa opção... : (
    Infelizmente esta é a realidade...
    Pobre de quem não pode pagar um privado... : (

    ResponderEliminar
  4. Até parece uma anedota. Por isso o nosso país não vai a lado nenhum.

    ResponderEliminar
  5. Só esperaste cinco anos? Cheia de sorte hein? Conheci quem esperou 8!!
    P.S. Já retirei a imagem...
    bjs

    ResponderEliminar
  6. É o sistema que temos... que para além de ineficaz, injusto, incompetente, vai alimentando os privados à custa da paciência e da saúde de quem paga impostos. Às vezes apetecia mesmo não pagar nada! Mas isso não podemos. O único devedor "legal" é mesmo o Estado.

    ResponderEliminar
  7. O problema é que os senhores doutores chegam às 10h ao hospital e vão embora ao meio dia, ou seja devem atender no máximo 10 pessoas. Depois pegam no seu pópó e vão paras os consultórios privados ganhar o belo do dinheiro.

    Infelizmente é o sistema que temos!

    ResponderEliminar
  8. Como estou sem sono e sem nada que fazer, resolvi voltar a chatear-te a molécula ahahah.

    Dizes que "Como pessoas crentes que somos, resolvemos marcar uma consulta de oftalmologia no hospital".
    Pois eu, que não sou crente, acho que tinham mais probabilidades de serem atendidos indo a Fátima, a pé.
    E repara que em cinco anos tinham tempo de fazer várias tentativas (assim tipo jogar no euromilhões, a ver se pega ahahah).

    ResponderEliminar
  9. Eu já cheguei a esperar 4 anos por causa de um problema no joelho. É óbvio que fui a um privado, e ainda bem que não esperei porque resolvi o problema a tempo. Enfim..nem tenho palavras...

    ResponderEliminar
  10. Eu se fosse a ti já marcava a consulta de revisão!!! ahahahahahah

    ResponderEliminar
  11. Bem«én mesmo melhor recorrer ao privado. Temos um sistema de saúde que afasta até o mais santo. O pior é quando colocam as pessoas em espera e as chamam depois de mortas...Enfim!

    ResponderEliminar
  12. é engraçado (embora não tenha piada nenhuma) a quantidade de gente que decide não entupir o sistema nacional de saúde (e opta à partida pela medicina particular) e mesmo assim ele está totalmente entupido por pessoas que não têm alternativa a não ser esperar! sejam cinco anos, ou "apenas" até morrerem de outra doença qualquer!

    ResponderEliminar
  13. O único médico do Serviço Nacional de Saúde que eu 'uso' é o meu médico de família - mas tenho sorte com o cromo, se não nem esse 'usava'!

    ResponderEliminar
  14. olha eu fui ao medico de familia em novembro e marcaramme pa abril.. ate tava a espr de mais.. mas ja tinha ouvido essses casos de 5anos :S é decadente
    **

    ResponderEliminar
  15. Querias dizer o "dinheirinho da minha mãe e ir a um privado", certo???

    ResponderEliminar
  16. O problema das longas listas de espera é das cunhas. Quem conhecer alguém que trabalhe no hospital, dentro de pouco tempo arranja uma consulta.
    Anacarsil

    ResponderEliminar
  17. Anónimo, exactamente. Porquê, há problema?

    ResponderEliminar