Avançar para o conteúdo principal
Cheguei hoje à brilhante conclusão de que o ginásio é um péssimo sítio para se fazer engates.

Sempre que uma pessoa diz que vai ao ginásio ouve a pergunta da praxe: "Então, há lá gajos jeitosos?". Pode até haver, mas sinceramente não estou a reparar muito nisso.

Vejamos:

No ginásio geralmente vestimos roupita mais larga, mais sem graça. Excluindo as mulheres que vão para lá vestidas de calças brancas e fio dental preto, o resto do pessoal está bastante simplório.

Depois de um bocado de exercício fica-se todo suado. Eu detesto sentir-me suada. Acho que ninguém gosta. Logo, não nos sentimos propriamente motivados para ir meter conversa para ninguém.

Depois de 30 minutos de passadeira, temos o rosto todo ruborizado, o cabelo completamente despenteado e estamos tudo menos atraentes.

Mas o melhor dos melhores é na piscina.

Quando me preparo para a piscina fico mesmo sem graça. Os fatos de banho desportivos são feios que dói, escuros e sem piadinha nenhuma. Ficam mal que se farta e não valorizam ninguém. Mas a cereja no topo do bolo é a bela da touquinha que as senhoras têm de usar. Fica um must.

Por isso, please, não perguntem a ninguém que vá ao ginásio se há por lá homens/mulheres jeitosos/as. Sinceramente, acho que ninguém está lá muito atento a isso.

Comentários

  1. Hoje deu-me para vir visitar blogs que nunca tinha lido antes... e cá estou eu no teu :P Já vi que uma coisa temos em comum: gosto por jornalismo, e essa carreira em mente :) Outra coisa também temos: o filme The Curious Case of Benjamin Button, que eu estou a ver neste momento (antes de vir aqui comentar, lá está :P). E outra coisa, também não gosto de engates no ginásio ahahah :) Mesmo... para além de tudo o que disseste, ainda tem o facto de eu gostar de entrar, fazer o que tenho a fazer, esperar que algumas calorias tenham ido pelos ares, e voltar para casa. Portanto, não sou dada a encontros em tais sítios... :P


    Beijocas

    ResponderEliminar
  2. nunca me vi em semelhante alhada "ginásio", mas a ideia que tenho é exactamente a de que é um excelente sitio para engates...

    ...ou pelo menos serve para meter conversa e combinar um lanche, para depois do banho, com alguém...

    ResponderEliminar
  3. É um engano..Há realmente engates no ginásio!
    Embora eu pense como tu e quando vou ao ginásio, só penso em sair de lá a sentir-me melhor do que entrei...Até porque, mulher tenho eu em casa!

    Beijo

    ResponderEliminar
  4. Quando faço ginástica a última coisa que quero é aproximar-me ou deixar alguém aproximar-se..., o cheiro é tal que até a mim me custa a aguentar...

    ResponderEliminar
  5. ai meu deus :O LOOOOOOOL
    Oh Sanxeri vens com cada uma LOOl
    Como ja vi por outros posts... Tu e outras pessoas dão demasiado valor a coisas "fisicas"... Tenho 1 colega que ja casou... e conheceram-se no ginasio por exemplo ;P

    Suar é humano :P
    Tens k começar a gostar de mais coisas... Senão n há forma de animar ;P

    Mas o melhor sitio para engate é num sitio onde ninguem me conheça ;P. Um sitio onde eu possa ser mais parvo do que ja o sou xDD

    Bjinhos e dorme bem... Andas a imaginar coisas! =P

    ResponderEliminar
  6. Bem...há quem realmente vá ao ginásio e não sue, não fique com o cabelo em desalinho, etc etc. etc. depois... limitam-se a beber um sumo ou um batido, encostam-se ao balcão (completamente equipados e sem mácula) e depois...prontos! as calorias gastam-se...noutro lado!

    ResponderEliminar
  7. Mas o pior são os peidos de esforço, e as gajas idiotas que invadem os ginásios, desesperadas por uma foda.

    ResponderEliminar
  8. Klatuu, nunca ouvi falar em tal coisa. :D Mas sim, gajas desesperadas vejo algumas.

    Blad3, eu não dou demasiado valor ao físico. Dou muito valor ao meu físico, tento sentir-me bem. Ao dos outros? Nah.

    Beijo *

    ResponderEliminar
  9. Não percebeste :D
    Mas também n vou explicar =P

    ResponderEliminar
  10. Charmoso que é Charmoso ataca em qualquer lado, eheheheheh

    bjs com charme

    ResponderEliminar
  11. "Ataca"... Lindo verbo. ;) Boa sorte para os teus ataques.

    ResponderEliminar

Publicar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Para dormir - solução, procura-se!

É uma pessoa desesperada que vos escreve, esta manhã.

Conhecem soluções naturais para dormir bem de noite? Algo que me faça ferrar o galho e só acordar no dia seguinte?

Estou farta de noites mal dormidas. Estou farta de ficar até às 5 ou 6 da manhã sem conseguir dormir. Chego ao desespero, com vontade de chorar. De dia, sinto-me cansada, porque o descanso é uma porcaria.

Não sou grande adepta de medicamentos mas, se tem de ser, é. Alguém conhece um remédio, uma erva, o que seja?

O que é nacional é bom

Anda Portugal a usar cestas desde sempre e esta vossa S* a usá-las há sete ou oito anos... e vem agora a Carolina Herrera descobrir a pólvora (imagens acima).
Por favor, acho isto verdadeiramente errado. A desfaçatez que é pegar em algo tradicional de um país e de o apresentar como uma "criação"... Ainda por cima chamar-lhe "Aveiro"... E em nenhum sítio dizer que tem inspiração portuguesa.
E a pechincha que está? Quase 500 euros por uma cesta. Não tinha nada contra o preço... se efectivamente fosse um produto de original.
É só googlar "cesta portuguesa" e encontram-se imensos exemplares realmente nossos... E sem custarem quase um salário mínimo.
Querem cestas de classe? Então comprem das nossas. Das verdadeiras. Cópias descaradas? Não, obrigada.
Sugiro a Victoria Handmade. Não são caras, são dispendiosas e têm o preço do que é realmente bom. São feitas à mão, são portuguesas e assentam na nossa tradição. 

Voltar ao início

Depois de quase 9 anos e meio de relação, não vamos fingir que são tudo rosas. Ultimamente, temos até de admitir que têm sido mais os dias maus do que os dias bons. As chatices do dia-a-dia, os remorsos, os ressentimentos, os problemas a que somos alheios mas que nos afectam... Não é fácil de gerir e mentiria se não admitisse que já pensamos "será que vale a pena?".
Da minha parte, apesar dos momentos menos bons, continuo com a nítida percepção de que é um bom homem, com bons princípios, e que dificilmente encontraria companheiro que encaixasse tão bem em mim (que eu sou osso duro de roer, no que toca ao convívio caseiro).
Vale sempre a pena, porque não perdemos esta capacidade de nos reencontrar e voltar ao início. Enquanto soubermos olhar um para o outro e reconhecer o valor um do outro, vale mesmo muito a pena.